Cavalo de Aço

telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo

Cavalo de Aço é uma telenovela brasileira produzida pela TV Globo e exibida originalmente de 24 de janeiro a 21 de agosto de 1973, em 180 capítulos,[1] com reprise do último capítulo em 22 de agosto de 1973. Substituiu Selva de Pedra e foi substituída por O Semideus, sendo a 12ª "novela das oito" exibida pela emissora.

Cavalo de Aço
Cavalo de Aço
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero drama
ação
romance
Duração 50 minutos
Criador(es) Walther Negrão
Elenco
País de origem Brasil
Idioma original português
Episódios 180
Produção
Diretor(es) Walter Avancini
David Grimberg
Daniel Filho
Tema de abertura "Cavalo de Aço", Guto e Coral Som Livre
Exibição
Emissora original TV Globo
Distribuição TV Globo
Transmissão original 24 de janeiro – 21 de agosto de 1973
Cronologia
Selva de Pedra (1972)
O Semideus
Programas relacionados Fera Radical

Escrita por Walther Negrão, em sua única incursão no horário, teve direção de Walter Avancini e David Grimberg, com supervisão de Daniel Filho. Foi produzida em preto e branco.

Contou com as atuações de Tarcísio Meira, Glória Menezes, Betty Faria, Carlos Vereza, Stênio Garcia, Arlete Salles, Cláudio Cavalcanti e Edson França.

Todos os capítulos de Cavalo de Aço foram perdidos no incêndio ocorrido em 1976 nos estúdios da TV Globo no Rio de Janeiro, restando apenas as chamadas de estreia e algumas fotos de bastidores.[2]

Enredo

editar

Rodrigo chega a Vila da Prata, uma cidade fictícia do interior do Paraná, com o objetivo de vingar o extermínio de sua família, que ocorreu quando ele era ainda criança. Ele sabe que o responsável pelo massacre é Max. Rodrigo torna-se líder de uma revolta social contra Max, que domina a venda de madeira dos pinheirais e todo o mercado de trabalho da região. Junto com Rodrigo estão seus amigos Brucutu, Sabá, Santo e o Professor, que o apoiam em sua luta. Em meio à disputa, ele se vê dividido entre o amor de Miranda, uma fazendeira rude, e a jovem filha de Max, Joana. Max é assassinado e, depois de muitas pistas falsas, é revelado que a assassina havia sido Lenita, que Max pensava ser sua sobrinha, mas que na verdade era sua filha, que queria a sua fortuna.[1]

Elenco

editar

Participações especiais

editar

Música

editar

Nacional

editar

Compõem a trilha sonora nacional as seguintes faixas[3]:

  1. "Homem de Verdade" - Djalma Dias
  2. "Viva Suarez!" - Cláudio Ornelas
  3. "Marcas" - Quarteto Uai
  4. "Um Sol na Noite" - Eustáquio Sena
  5. "O Filho de Deus" - Orquestra Som Livre
  6. "Cavalo de Aço" - Guto e Coral Som Livre
  7. "De Olhos Abertos" - Orquestra e Coro Som Livre
  8. "Pé na Estrada" - Quarteto Uai
  9. "Idade: 17" - Evinha e Trio Esperança
  10. "Contratempo" - Guto Graça Mello
  11. "Na Tarde" - Quarteto Uai
  12. "Um Só Corpo" - Márcio Lott

Trilha de autoria de Guto Graça Melo e Nelson Motta

Internacional

editar

Compõem a trilha sonora internacional as seguintes faixas[4]:

  1. "Don't Mess With Mr. "T"" - Marvin Gaye
  2. "Superman" - Excelsior
  3. "Why Can't We Live Together" - Timmy Thomas
  4. "Daddy Could Swear, I Declare" - Gladys Knight & the Pips
  5. "Last Tango In Paris" - Jean Pierre Sebastian
  6. "This Is a Love Train" - Joe Jackson
  7. "Tarcisiu's Theme" - Free Sound Orchestra
  8. "Don't Say Goodbye" - Chrystian
  9. "Superstition" - Stevie Wonder
  10. "Iron Horse" - Excelsior
  11. "'T' Plays It Cool" - Marvin Gaye
  12. "Together" - Think Tank
  13. "The Snake" - El Chicles
  14. "Autumn Love Theme" - Free Sound Orchestra

Referências

  1. a b «Cavalo de aço». Teledramaturgia. Consultado em 15 de dezembro de 2015 
  2. «13 novelas que a Globo perdeu as fitas e nunca mais serão reprisadas». Novelão. 24 de abril de 2022. Consultado em 11 de janeiro de 2023 
  3. «Cavalo de aço - Trilha Nacional». Teledramaturgia. Consultado em 15 de dezembro de 2015 
  4. «Cavalo de aço - Trilha Internacional». Teledramaturgia. Consultado em 15 de dezembro de 2015