Abrir menu principal
Cemitério dos Vivos
Autor(es) Brasil Lima Barreto
Idioma português
País Brasil Brasil
Gênero Romance
Wikisource
O Wikisource possui esta obra:
Cemitério dos Vivos

Cemitério dos Vivos é um romance de Lima Barreto (1881-1923), escrito em um período de internação do escritor no Hospital Nacional de Alienados no Rio de Janeiro, entre 1919 e 1920.

De referência autobiográfica, o romance revela a personalidade do autor revoltado com as injustiças e os preconceitos que sofria através do narrador-protagonista, Vicente Mascarenhas, cuja vida, como a do autor, é marcada por tragédias pessoais.[1]

TemaEditar

Em O cemitério dos vivos o autor mais uma vez transpôs os limites entre escritos confessionais e ficcionais, ao afirmar:[2]

Expiei bem duramente essa minha falta íntima, que tantos sentimentos desencontrados fez surgir em mim, tantas dores deu nascimento, como verão no decorrer destas páginas, que são mais de uma simples obra literária, mas uma confissão que se quer exteriorizar, para ser eficaz e salutar o arrependimento que ela manifesta.

— Lima Barreto, O Cemitério dos Vivos,[3]

Referências

  1. Help! - "Sistema de Consulta Interativa", p. 177. Klick Editora. São Paulo (1996).
  2. Luciana Hidalgo. Literatura da urgência: Lima Barreto no domínio da loucura. Annablume; 2008. ISBN 978-85-7419-813-2. p. 113.
  3. Lima Barreto, Cemitério dos Vivos, Parte II, Cap. I

Ligação externaEditar