Abrir menu principal

Central de Minas

município brasileiro do estado de Minas Gerais

Central de Minas é um município brasileiro no interior do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Localiza-se no Vale do Rio Doce e sua população estimada em 2018 era de 7 017 habitantes.[2]

Município de Central de Minas
Bandeira de Central de Minas
Brasão de Central de Minas
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 1 de março de 1963 (56 anos)[1]
Gentílico centralense[2]
Padroeiro(a) São Geraldo Magela[3]
CEP 35260-000 a 35264-999[4]
Prefeito(a) Otaviano Ferreira de Laia (PP)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Central de Minas
Localização de Central de Minas em Minas Gerais
Central de Minas está localizado em: Brasil
Central de Minas
Localização de Central de Minas no Brasil
18° 45' 43" S 41° 18' 21" O18° 45' 43" S 41° 18' 21" O
Unidade federativa Minas Gerais
Região intermediária

Governador Valadares IBGE/2017[5]

Região imediata

Mantena IBGE/2017[5]

Municípios limítrofes Mantena, Mendes Pimentel, Divino das Laranjeiras, São João do Manteninha, Conselheiro Pena, Galileia, São Geraldo do Baixio (estes em MG) e Mantenópolis (ES)
Distância até a capital 410 km
Características geográficas
Área 204,328 km² [2]
Distritos Central de Minas (sede) e Floresta[6]
População 7 017 hab. estatísticas IBGE/2018[2]
Densidade 34,34 hab./km²
Clima tropical Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,665 médio PNUD/2010[7]
PIB R$ 82 334,93 mil IBGE/2016[8]
PIB per capita R$ 11 609,55 IBGE/2016[8]
Página oficial
Prefeitura www.centraldeminas.mg.gov.br
Câmara www.camaracm.mg.gov.br

A BR-381 passa por Central de Minas, ligando o município aos principais centros urbanos. A maior parte de sua economia vem da agropecuária.

Índice

HistóriaEditar

Central de Minas nem sempre teve esse nome, o qual evoluiu com o próprio município, que na década de 40 teve os primeiro imigrantes chegando a essa terra. Segundo os historiadores mais antigos, foi Manoel Martins Dias e Francisco Rodrigues de Araujo, um dos primeiros habitantes do município, que em 1940 com sua família saíram de Juquirí e veio fixar residência nessa localidade. Sua atividade era a principal da região: a madeira de uma infusa floresta natural. Com a chegada de novos forasteiros e com a extração de madeira, exigia-se maior mão-de-obra, à medida que as árvores iam caindo, apareciam em seus lugares, casas.

Por volta de 1942, surgiam os primeiros comerciantes dentre os quais se destacam Martinho de Paula, Joaquim Deodoro Mota, Antônio Jacinto Coimbra e Paulo Queiroz Dias (sendo um dos maiores comerciantes atacadistas nesta cidade, contribuindo muito para o crescimento da mesma).

Com a construção da capela de São Geraldo, o povoado ficou conhecido como São Geraldo de Central, que pertencia ao território do distrito de Bom Jesus do Mantena, como podemos constatar no mapa municipal de Conselheiro Pena datado de 1939, passando logo a seguir para Central de Mantena, município a que era subordinado.

Em 1951, com a chegada de José Pinto Neto (Zé Regina) foi construída uma estrada para Galileia, com a finalidade do transporte de madeira.

Em 1952 O Delegado Jose Martiriano Dias ( Piranga ) foi visitado pelo presidente da República Juscelino Kubischek

O Distrito foi criado em 12 de dezembro de 1953 pela Lei nº 1.039 e o Município em 30 de dezembro de 1962, pela Lei nº 2.764. Na data 1 de março de 1963 foi decretado feriado municipal em comemoração a instalação do município de Central de Minas de acordo com o artigo 1º da lei nº 8 de 6 de setembro de 1963.

Pela lei estadual nº 6.769, de 13 de maio de 1976, foi criado o distrito de Floresta.[1]

GeografiaEditar

De acordo com a divisão regional vigente desde 2017, instituída pelo IBGE,[9] o município pertence às Regiões Geográficas Intermediária de Governador Valadares e Imediata de Mantena.[5] Até então, com a vigência das divisões em microrregiões e mesorregiões, fazia parte da microrregião de Mantena, que por sua vez estava incluída na mesorregião do Vale do Rio Doce.[10]

Referências

  1. a b Enciclopédia dos Municípios Brasileiros (2007). «Central de Minas - Histórico» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 13 de julho de 2013. Cópia arquivada em 13 de julho de 2013 
  2. a b c d Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Central de Minas». Consultado em 25 de junho de 2019. Cópia arquivada em 25 de junho de 2019 
  3. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 8. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 
  4. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  5. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 25 de junho de 2019 
  6. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (9 de setembro de 2013). «Central de Minas - Unidades territoriais do nível Distrito». Consultado em 25 de junho de 2019. Cópia arquivada em 25 de junho de 2019 
  7. Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Consultado em 25 de junho de 2019. Cópia arquivada (PDF) em 8 de julho de 2014 
  8. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2016). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2016». Consultado em 25 de junho de 2019. Cópia arquivada em 25 de junho de 2019 
  9. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Divisão Regional do Brasil». Consultado em 25 de junho de 2019. Cópia arquivada em 25 de junho de 2019 
  10. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2016). «Divisão Territorial Brasileira 2016». Consultado em 25 de junho de 2019 

Ligações externasEditar