Abrir menu principal

Centro Aquático Nacional de Pequim

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Dezembro de 2008). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
O Cubo d'Água.
Interior do Centro Aquático Nacional de Pequim.

O Centro Aquático Nacional de Pequim (popularmente conhecido como Cubo d'Água) é um centro aquático projetado pelo arquiteto John Pauline, que foi construído próximo ao Estádio Nacional de Pequim, no Olympic Green (parque que concentrou as principais sedes dos jogos) para os Jogos Olímpicos de Verão de 2008.[1] A construção foi iniciada em 24 de dezembro de 2003.

Ao olhar para cima, a sensação de quem entra no Centro Aquático Nacional é de estar debaixo d'água. Revestido de três mil gigantescas bolhas de plástico translúcidos e ultra-resistente, o estileno tetrafluoretileno, o centro foi construído para sediar competições da Olimpíada de Pequim. À noite, seu sistema de iluminação capaz de emitir 16 milhões de tonalidades de cores, faz com que ele, sozinho, vire um espetáculo.

O Cubo D'Água foi reformado após a realização dos Jogos Olimpicos para virar um moderno parque aquático. A mesma foi reinaugurada em Agosto de 2010 e se tornou o maior parque aquático da Ásia.

Índice

OlimpíadasEditar

O Centro Aquático recebeu as competições de natação, saltos ornamentais e nado sincronizado durante os Jogos. As competições de pólo aquático, que seriam realizadas neste local, foram transferidas para o Parque Aquático Yingdong. Servirá para as competições de curling nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, que também acontecerão em Pequim.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Centro Aquático Nacional de Pequim

Referências