Abrir menu principal

Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular

Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular
Tipo de folclore
Inauguração 1958 (61 anos)[1]
Diretor Claudia Marcia Ferreira[2]
Website [1]
Geografia
País  Brasil
Cidade Rio de Janeiro, no  Rio de Janeiro

O Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular é uma instituição pública federal brasileira ligada ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), órgão do Ministério da Cultura. Está instalado em um conjunto arquitetônico histórico tombado pelo IPHAN nos números 179 e 181 da rua do Catete, no bairro do Catete, no município do Rio de Janeiro[3][4]. É a única instituição federal que desenvolve e executa programas e projetos de estudo, pesquisa, documentação, difusão e fomento de expressões dos saberes e fazeres do povo brasileiro. Suas atividades produziram um acervo museológico de 14 000 objetos, 130 000 documentos bibliográficos e cerca de 70 000 documentos audiovisuais.

Em seu site oficial, a instituição possui um acervo digitalizado de cordéis.[5]

HistóricoEditar

Com o término da Segunda Guerra Mundial, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) liderou um movimento que procurou implantar mecanismos para documentar e preservar tradições que, segundo sua análise, estariam em via de desaparecimento. No Brasil, atendendo a essa diretriz, em 1947 foi criada a Comissão Nacional de Folclore, vinculada à UNESCO.

Desse processo, resultou, em 1958, a instalação da "Campanha de Defesa do Folclore Brasileiro", primeiro órgão permanente dedicado a esse campo, vinculado ao então Ministério da Educação e Cultura. Em 1976, a campanha foi incorporada à Fundação Nacional de Artes como "Instituto Nacional do Folclore".

Já com a denominação atual, a instituição passou, no fim de 2003, a integrar a estrutura do IPHAN.[6]

Estrutura organizacionalEditar

  • Direção
  • Divisão técnica
  • Pesquisa
  • Museu de Folclore Edison Carneiro
    • Documentação
    • Exposição
    • Conservação
  • Biblioteca Amadeu Amaral
    • Acervo bibliográfico
    • Acervo arquivístico
    • Acervo sonoro-visual
  • Difusão
    • Intercâmbio
    • Edições
    • Programa educativo
  • Administração e planejamento[7]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular. Disponível em http://www.cnfcp.gov.br/interna.php?ID_Secao=122. Acesso em 14 de fevereiro de 2018.
  2. Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular. Disponível em http://www.cnfcp.gov.br/interna.php?ID_Secao=36. Acesso em 14 de fevereiro de 2018.
  3. Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular. Disponível em http://www.cnfcp.gov.br/. Acesso em 7 de setembro de 2012.
  4. Decreto 3 158 de 23 de julho de 1981. Disponível em http://www2.rio.rj.gov.br/smu/buscafacil/Arquivos/PDF/D3158M.PDF. Acesso em 7 de setembro de 2012.
  5. Os versos e traços da literatura de cordel
  6. Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular. Disponível em http://www.cnfcp.gov.br/interna.php?ID_Secao=35. Acesso em 14 de fevereiro de 2018.
  7. Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular. Disponível em http://www.cnfcp.gov.br/interna.php?ID_Secao=1. Acesso em 14 de fevereiro de 2018.
  • Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular. Em busca da tradição nacional, 1947-1964. Rio de Janeiro, 2008.
  • Ferreira, Claudia Marcia. Cultura Popular e Políticas Públicas. Seminário Patrimônio Cultural e Identidade Nacional. Brasília, setembro de 2001.
  • Portal do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular. www.cnfcp.gov.br

Ligações externasEditar