Cerco de Halicarnasso

O Cerco de Halicarnasso foi travado entre Alexandre o Grande e o Império Persa Aquemênida em 334 a.C.[1] Alexandre, que não possuía uma marinha, era continuamente ameaçado pela marinha persa. Eventualmente, a frota persa navegou para Halicarnasso, a fim de estabelecer uma nova defesa. Ada de Caria, a ex-rainha de Halicarnasso, foi expulsa de seu trono por seu irmão mais novo, Pixodarus de Caria. Quando Pixodarus morreu, o rei persa Dario nomeou Orontobates sátrapa de Caria, que incluía Halicarnasso em sua jurisdição. Com a chegada de Alexandre em 334 a.C, Ada, que possuía a fortaleza de Alinda, entregou-lhe a fortaleza.[2]

O Cerco de Halicarnasso, por Johann Daniel Herz.

Referências

  1. «Alexander the Great: Siege of Halicarnassus». Alexander the Great. Consultado em 4 de março de 2021 
  2. Cartledge, Paul. Alexander the Great: The Hunt for a New Past. Woodstock, NY; New York: The Overlook Press, 2004 (capa dura, ISBN 1-58567-565-2); Londres: PanMacmillan, 2004 (capa dura, ISBN 1-4050-3292-8); New York: Vintage, 2005 (brochura, ISBN 1-4000-7919-5).
  Este artigo sobre História Militar é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.