Cerco de Martirópolis

O cerco de Martirópolis foi o segundo conflito da Guerra Anastácia entre o Império Bizantino de Anastácio I Dicoro (r. 491–518) e o Império Sassânida de Cavades I. Ocorreu em 502, após a captura de Teodosiópolis.[1] Liderado pelo próprio Cavades I, o exército persa rumou para sul em direção às satrapias romanas e marchou contra Martinópolis. Com a aproximação do exército, o sátrapa Teodoro, e os habitantes da cidade resolveram entregá-la sem resistência.[2]

Cerco de Martirópolis
Guerra Anastácia
Roman-Persian Frontier, 5th century-pt.svg
Mapa da fronteira bizantino-sassânida. Teodosiópolis está localizada na área mais ao norte.
Local Martirópolis
Desfecho Vitória sassânida
Beligerantes
Império Bizantino
Derafsh Kaviani.png
Império Sassânida
Comandantes
Império Bizantino Teodoro Império Sassânida Cavades I
Forças
Desconhecidas Desconhecidas
Baixas
Desconhecidas Desconhecidas

Referências

  1. «SASANIAN DYNASTY» (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2014 
  2. Martindale 1980, p. 1095.

BibliografiaEditar

  • Martindale, J. R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1980). The prosopography of the later Roman Empire - Volume 2. A. D. 395 - 527. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press