Grupo Petrópolis

empresa brasileira fabricante de bebidas
(Redirecionado de Cervejaria Petrópolis)

O Grupo Petrópolis, antes conhecida como Cervejaria Petrópolis, é uma empresa brasileira fabricante de bebidas.

Grupo Petrópolis
Razão social Grupo Petrópolis Ltda.
Empresa de capital fechado
Slogan "Você é nosso maior compromisso"
Atividade Indústria de bebidas
Gênero Privada
Fundação 1994
Sede Petrópolis,  Rio de Janeiro,  Brasil
Locais Boituva,[1] Rondonópolis,[2] Teresópolis,[3] Alagoinhas, Bragança Paulista, Uberaba
Pessoas-chave Walter Faria
Paulo Henrique Vilela Pedras
Produtos Cerveja, Bebida energética
Faturamento Aumento R$ 2,3 bilhões (2009)[4]
Website oficial grupopetropolis.com.br

Em setembro de 2011, as cervejas produzidas pela empresa assumiram o segundo lugar no ranking brasileiro[5].

HistóriaEditar

Fundada em 1994 na cidade de Petrópolis, comercializava a marca Itaipava. Em 1998, a empresa foi comprada pelo empresário Walter Faria , um dos bilionários brasileiros self-made na lista da Forbes em 2022,[6] e logo a seguir, adquire também a cervejaria Crystal. Primeira a comercializar seus produtos em lata com selo de proteção, ocupa atualmente o segundo lugar em vendas no país.[7] Seu principal polo industrial é na cidade de Boituva-SP.

Parceria alemãEditar

Em 2010 a empresa firmou uma parceria com a cervejaria alemã Weltenburguer e começou a fabricar no Brasil, uma das receitas de cerveja mais antigas do mundo, criada em 1050.[4] A Abadia de Weltenburg é um mosteiro beneditino em Weltenburg, perto de Kelheim, no Danúbio, Baviera, Alemanha. esse mosteiro e a Abadia de Weihenstephan são as mais antigas cervejarias monásticas do mundo.[8]

ExpansãoEditar

Em 2012 foi anunciada a construção de nova fábrica no Nordeste, com capacidade de 600 milhões de litros/ano[9].

Em 2013, o grupo adquiriu, através de leilão judicial, as instalações da Bebidas Momesso, tradicional fábrica de refrigerantes de Sorocaba, que estava ocupada pela Refriso, que fabricava parte das marcas da Monesso, entre eles a tubaína Vedete, água de coco, energético, sucos e groselha.[10]

Atualmente, em 2021, o grupo já possui oito fábricas em operação e é responsável pela geração de aproximadamente 24 mil empregos diretos, e está ampliando sua distrição para o sul do país.[11]

Patrocínio esportivoEditar

A empresa tem investido fortemente em patrocínio a eventos automobilisticos realizados no Brasil. Em 26 de agosto assinou contrato para patrocinar a equipe Brawn GP durante o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 de 2009 através da marca Itaipava.[12][13] Em outubro expandiu o patrocínio a equipe, incluindo o lançamento de sua bebida energética TNT Energy Drink.[14][15]

De 2012 a 2014, a Scuderia Ferrari foi patrocinada pelo grupo, por meio da bebida TNT Energy Drink.[16]Também patrocina arenas esportivas no nordeste.

Acusações de envolvimento em Práticas IlícitasEditar

Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (31/Julho/2019) a 62ª fase da Operação Lava Jato. Esta nova etapa mira o pagamento de propinas disfarçadas de doações eleitorais e operações de lavagem de dinheiro feitas pelo Grupo Petrópolis, da marca de cerveja Itaipava.

O presidente do Grupo Petrópolis, Walter Faria, é um dos alvos, mas até as 11h ainda não tinha sido localizado. Segundo o Ministério Público Federal, as irregularidades vinham sendo investigadas desde 2016, mas após a quebra do sigilo bancário dos investigados, notou-se que contas ligadas a Faria no exterior continuaram sendo movimentadas em 2018 e 2019. Em 2012, o Grupo Petrópolis foi alvo de uma operação contra sonegação de impostos, a empresa era suspeita de ter deixado de recolher mais de 600 milhões de reais em impostos estaduais entre 2006 e 2011, segundo a Secretaria da Fazenda de São Paulo.

De acordo com as investigações, a principal empresa paulista da Petrópolis estaria sonegando o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) por meio de operações simuladas de transferências de bebidas entre o estabelecimento paulista e uma de suas filiais, localizada em Duque de Caxias, região metropolitana do Rio de Janeiro.

A empresa já passou por uma situação semelhante, em junho de 2005, quando dirigentes da cervejaria e distribuidoras de bebidas foram alvo da Operação Cevada. Na época, a Receita Federal investigava a sonegação de cerca de 1 bilhão de reais em impostos federais e estaduais.[17]

Em 2008, o empresário Marcos Valério e seu sócio Rogério Tolentino foram presos na Operação Avalanche, sob acusação de comandar um grupo para tentar livrar a Cervejaria Petrópolis de uma fiscalização feita por fiscais da Receita estadual, que a autuou em mais de R$ 104 milhões por sonegação de impostos. A tática utilizada pelo grupo, segundo a Polícia Federal, era a de tentar desmoralizar os fiscais responsáveis pela autuação, o que levou os criminosos a abrir um inquérito policial contra os dois fiscais na cidade de Santos (SP), utilizando-se, para isso, de fatos inverídicos.[18]

MarcasEditar

SustentabilidadeEditar

Preocupação com o meio ambiente, há tempos, a preocupação com o meio ambiente em todo o planeta deixou de ser apenas dos ambientalistas. Hoje, a preservação ambiental é sinônimo de preservação da vida no planeta. O Grupo Petrópolis conhece sua responsabilidade para com o meio ambiente e entende que cada um deve fazer a sua parte, por isso, assumiu um Compromisso Ambiental, que envolve todo o ciclo de relacionamento de negócios, produção e desenvolvimento social. Política do Asg: somos uma empresa 100% brasileira, que fabrica produtos a partir de insumos naturais e tem como principal ativo as pessoas. Nossos compromissos ASG são:

Ambiental • Valorizar, proteger e preservar o meio ambiente e seus recursos naturais • Garantir o uso racional dos recursos naturais na cadeia produtiva, como água e energia Social • Valorizar a diversidade • Interagir com a sociedade, atuando para o seu desenvolvimento Governança • Atender aos requisitos legais e a outros aplicáveis ao negócio • Melhorar continuamente nossas operações, ambicionando o equilíbrio Ambiental, Social e Econômico na nossa cadeia de valor • Produzir e distribuir de forma responsável, enxuta e circular • Aprimorar continuamente o Sistema de Gestão ASG

Referências

  1. Nossas Fábricas - Boituva
  2. Itapissuma,Nossas Fábricas - Rondonópolis
  3. Itapissuma Nossas Fábricas - Teresópolis
  4. a b SALGADO, Raquel. Cervejaria Petrópolis firma parceria com a alemã Weltenburguer Época
  5. RIZZIERI, Fernando. http://www.jornaldiadia.com.br/index.php/economia-e-negocios/74381-petropolis-assume-segundo-lugar-no-mercado-de-cervejas Arquivado em 3 de março de 2014, no Wayback Machine.
  6. Naty (23 de setembro de 2022). «Lista da Forbes: quem são os bilionários brasileiros self-made». Forbes Brasil. Consultado em 30 de dezembro de 2022 
  7. OLIVEIRA, Deise. Mercado de cerveja cresce mesmo no inverno e com crise Folha Online. 18/7/2009.
  8. «Weltenburg Abbey». Wikipedia (em inglês). 5 de maio de 2021. Consultado em 15 de junho de 2021 
  9. «Cópia arquivada». Consultado em 6 de julho de 2012. Arquivado do original em 22 de fevereiro de 2014 
  10. «Cervejaria Petrópolis compra fábrica em Sorocaba». Exame. 18 de outubro de 2013. Consultado em 15 de junho de 2021 
  11. 18.306. «Cervejaria do Rio abrirá 40 vagas de emprego em Santa Maria». Diário de Santa Maria. Consultado em 15 de junho de 2021 
  12. Brawn fecha patrocínio com Itaipava para o GP Brasil Yahoo! Esportes
  13. MUNHOZ, Rafael. Itaipava patrocinará Brawn no Brasil Arquivado em 1 de abril de 2013, no Wayback Machine.
  14. Equipe de Barrichello estende patrocínio com cervejaria brasileira Portal Terra
  15. TNT Energy Drink patrocina a Brawn GP no GP Brasil AdNews
  16. Ferrari
  17. Revista Época
  18. G1 Notícias

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.