Abrir menu principal

Champion (filme de 1949)

(Redirecionado de Champion (1949))
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2014). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Champion
O Grande Ídolo[1] (PRT)
O Invencível[2] (BRA)
 Estados Unidos
1949 •  pb •  99 min 
Direção Mark Robson
Produção Stanley Kramer
Robert Stillman
Roteiro Carl Foreman
Ring Ladner (conto)
Elenco Kirk Douglas
Marilyn Maxwell
Arthur Kennedy
Gênero Drama
Música Dimitri Tiomkin
Direção de fotografia Franz Planer
Figurino Joe King
Adele Parmenter
Edição Harry W. Gerstad
Companhia(s) produtora(s) Stanley Kramer Productions
Distribuição United Artists
Lançamento Estados Unidos 9 de abril de 1949
Portugal 1 de setembro de 1950
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Champion é um filme norte-americano de 1949, do gênero drama, dirigido por Mark Robson e estrelado por Kirk Douglas e Marilyn Maxwell.

Índice

ProduçãoEditar

Um estudo sobre ambição desumana,[3] Champion foi o maior sucesso comercial até então do diretor Mark Robson,[4] que vinha de uma série de filmes B de terror produzidos por Val Lewton. Juntamente com Body and Soul (1947) e The Set-Up (1949), Champion forma o trio de filmes sobre boxe que caiu nas graças do público no final da década de 1940.[5]

Kirk Douglas, no papel de um pugilista inescrupuloso e leviano, atingiu o estrelato -- tornou-se o jovem astro mais quente de Hollywood[6] -- e recebeu a primeira de suas três indicações ao Oscar. O filme também deslanchou as carreiras de Ruth Roman e Lola Albright.

Ao todo, Champion concorreu a seis estatuetas da Academia e ficou com uma, a de Melhor Edição. Além disso, outras premiações se sucederam, inclusive uma indicação ao Leão de Ouro do Festival de Veneza.

Segundo Ken Wlaschin, este é um dos quinze melhores filmes de Douglas -- o primeiro e mais antigo da lista.[6]

SinopseEditar

Midge Kelly, boxeador ambicioso, perde os amigos, abandona a família, trai o treinador (que tanto o ajudou), troca a esposa Emma pela loura Grace, cantora de nightclub, envolve-se com Palmer, uma escultora casada... porém não é de todo mau, pois ajuda Connie, o irmão inválido, e envia dinheiro para a mãe. Ainda assim, sua mania de pisar em todos para permanecer no topo leva-o a uma tragédia.

PremiaçõesEditar

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Oscar Melhor Ator (Kirk Douglas)
Melhor Ator Coadjuvante (Arthur Kennedy)
Melhor Roteiro Adaptado
Melhor Fotografia (preto e branco)
Melhor Edição
Melhor Trilha Sonora
Indicado
Indicado
Indicado
Indicado
Vencedor
Indicado
Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood Golden Globe Melhor Fotografia (preto e branco)
Revelação do Ano - Atriz (Ruth Roman)
Vencedor
Indicado
Directors Guild of America DGA Award Melhor Diretor Indicado
Writers Guild of America WGA Award Melhor Roteiro - Drama Indicado
Festival de Veneza Leão de Ouro Melhor Filme Indicado

ElencoEditar

Ator/Atriz Personagem
Kirk Douglas Midge Kelly
Marilyn Maxwell Grace Diamond
Arthur Kennedy Connie Kelly
Paul Stewart Tom Haley
Ruth Roman Emma Bryce
Lola Albright Palmer Harris
Luis Van Rooten Jerome Harris
John Day Johnny Dunne
Harry Shannon Lew Bryce
Esther Howard Margaret Kelly
Ralph Sanford Hammond

BibliografiaEditar

  A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. O Grande Ídolo no SapoMag (Portugal)
  2. O Invencível no CinePlayers (Brasil)
  3. BERGAN, Ronald, The United Artists Story, Londres: Octopus Books, 1986 (em inglês)
  4. QUINLAN, David, The Illustrated Guide to Film Directors, Londres: Batsford, 1983 (em inglês)
  5. ROGERS, Michael P. e EDER, Bruce. «Champion». AllMovie. Consultado em 05 de maio de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. a b WLASCHIN, Ken, The World's Great Movie Stars and Their Films, Londres: Peerage Books, 1985 (em inglês)
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.