Abrir menu principal

Chances Are

filme de 1989 dirigido por Emile Ardolino
Chances Are
No Brasil O Céu Se Enganou
Em Portugal Como o Céu Se Enganou
 Estados Unidos
1989 •  cor •  108 min 
Direção Emile Ardolino
Produção Mike Lobell
Roteiro Perry Howze
Randy Howze
Elenco Cybill Shepherd
Robert Downey Jr.
Ryan O'Neal
Mary Stuart Masterson
Gênero comédia romântico-fantástica
Música Maurice Jarre
Cinematografia William A. Fraker
Edição Harry Keramidas
Distribuição TriStar Pictures
Lançamento Estados Unidos 10 de março de 1989
Idioma inglês (idioma)
Orçamento US$ 16 milhões
Receita US$ 16,278,590[1]

Chances Are (bra: O Céu Se Enganou[2]; prt: Como o Céu Se Enganou[3]) é um filme norte-americano de 1989, do gênero comédia romântico-fantástica, dirigido por Emile Ardolino e estrelado por Cybill Shepherd, Robert Downey Jr., Ryan O'Neal e Mary Stuart Masterson. A trilha sonora original foi composta por Maurice Jarre.[4][2]

SinopseEditar

Louie Jeffries, um jovem promotor público, é atropelado em um acidente de carro e morre em 1964, mas consegue passar pelos portões do céu e renasce instantaneamente. Em 1987, 23 anos depois, sua viúva Corinne ainda sente falta dele, ignorando a devoção frustrada de seu melhor amigo Phillip Train, que praticamente criou a única filha de Louie, Miranda, como sua. Miranda, enquanto estudante da Universidade de Yale, conhece Alex Finch, que trabalha na biblioteca, mas está prestes a se formar.

Após a formatura, Alex segue para Washington, DC, onde segue para os escritórios do The Washington Post. Suas primeiras tentativas de se encontrar com Ben Bradlee são frustradas, Alex entra no escritório de Bradlee fingindo ser um homem da entrega. Alex entra no escritório de Bradlee, com Phillip atrás dele. Confuso com o jovem, Bradlee pergunta quem é Alex. Quando Alex tenta lembrá-lo de sua reunião em Yale, Phillip concorda com ele, o que muda a mente de Bradlee em fazer uma reunião. Infelizmente, Bradlee sente que Alex precisa de mais tempo trabalhando em papéis menores antes de poder oferecer-lhe um emprego. Sentindo-se derrotado, Alex sai de seu escritório. Phillip encontra Alex lá embaixo no saguão. Alex oferece uma carona a Phillip, durante a qual Phillip convida Alex para conhecer a família Jeffries durante o jantar. Alex começa a ter flashbacks que acontecem na casa de Jeffries, uma casa para a qual ele nunca esteve. Assustado, ele começa a agir enlouquecido e confuso. Juntando as peças, Alex percebe que é Louie Jeffries, o marido morto de Corinne, reencarnado.

Suas memórias de sua vida como Louie voltam assim que Alex começa um envolvimento romântico com a filha de Louie (ou seja, sua) filha Miranda. Em vez disso, Louie despreza os avanços de sua filha e começa a namorar sua viúva Corinne, frustrando as tentativas de Phillip de cortejar Corinne e resultando em uma série de misturas cômicas.

No entanto, Alex/Louie logo percebe que Phillip e Corinne devem ficar juntos e organizar as coisas para que eles possam perceber seu amor e ele possa sair do caminho deles.

Alex/Louie entra no tribunal acusando o juiz de aceitar suborno (Louie se lembra de ter tirado uma foto do juiz mais jovem que aceitou o suborno) e conta onde está a câmera com as fotos do juiz. Alex cai da escada, bate a cabeça e acaba no hospital. Enquanto inconsciente, Alex recebe uma injeção especial que ele deveria ter recebido nos portões do céu 23 anos antes, para fazê-lo esquecer sua vida passada como Louie. Quando ele acorda, ele diz a Miranda que a última coisa que ele lembra é deles se beijando no canto da geladeira. Felizmente, ele retoma o interesse romântico por Miranda, que ela aceita com prazer, nunca tendo sido informada de sua outra identidade por ninguém. As manchetes dos jornais mostram o juiz encarregado de aceitar o suborno. Alex aceita uma oferta de emprego como repórter. O relacionamento dele e Miranda continua com o pleno conhecimento e aprovação de Phillip e Corinne, embora nenhum deles tenha esquecido que "Louie" vive em Alex.

ElencoEditar

ProduçãoEditar

O filme era conhecido antes da produção como Life After Life e Unforgettable.[5]

Foi o primeiro filme de Cybill Shepherd em vários anos. Seu perfil aumentou desde que ela estrelou a série de televisão Moonlighting. Ela fez o filme durante um hiato de produção de Moonlighting.

Muitas cenas foram filmadas em Georgetown, Washington, D.C., ao longo do Glen Echo Park, Maryland, museus Smithsonian e outras partes de Washington, D.C.

RecepçãoEditar

Chances Are recebeu críticas geralmente positivas dos críticos de cinema, mas não se saiu bem nas bilheterias. A partir de outubro de 2019, o filme possui uma classificação de 67% no Rotten Tomatoes de 30 análises.[6]

Trilha sonoraEditar

A trilha sonora incluiu o hit do top 10 da Billboard "After All" (composto por Tom Snow e letras de Dean Pitchford), interpretado por Cher e Peter Cetera. A música alcançou o sexto lugar na Billboard Hot 100 em maio de 1989 e foi indicada ao Oscar de Melhor Canção Original e Globo de Ouro de melhor canção original. Outra é a música com o mesmo título do filme cantado por Johnny Mathis. Embora o filme contenha outras músicas, um álbum da trilha sonora nunca foi lançado.

Referências

  1. Chances Are (em inglês) no Box Office Mojo
  2. a b «O Céu Se Enganou». Brasil: CinePlayers. Consultado em 1 de abril de 2019 
  3. «Como o Céu Se Enganou». Portugal: SapoMag. Consultado em 1 de abril de 2019 
  4. Doniger, Wendy (2005), «Chapter 6: Reincarnation», The woman who pretended to be who she was: myths of self-imitation, ISBN 0-19-516016-9, Oxford University Press, pp. 112–136 [128–31 & 135] 
  5. Cinefile: [Home Edition] Klady, Leonard. Los Angeles Times 14 Aug 1988: 32.
  6. Chances Are (em inglês) no Rotten Tomatoes