Charles-François Daubigny

Charles-François Daubigny (Paris, 15 de fevereiro de 1817 - idem, 19 de fevereiro de 1878) é um dos alunos da Escola de Barbizon e considerado um importante precursor do Impressionismo.

Charles-François Daubigny
Charles-François Daubigny, retrato de Félix Nadar.
Nome completo Charles-François Daubigny
Nascimento 15 de fevereiro de 1817
Paris, França
Morte 19 de fevereiro de 1878 (61 anos)
Paris, França
Ocupação Pintor
Movimento estético Escola de Barbizon

Daubigny nasceu em uma família de pintores e foi introduzido à arte por seu pai, Edmond François Daubgny, e também por um tio, o miniaturista Pierre Daubigny.

Foi fortemente influenciado pelo movimento realista realizado entre 1830 e 1870 na vila de Barbizon (perto da Floresta de Fontainebleau, na França) - a "escola de Barbizon" - tornando a natureza o assunto principal de suas obras.

Seus melhores quadros foram pintados entre 1864 e 1874, e consistiam em sua maioria de cenários cuidadosamente definidos com árvores, rios e alguns patos. Na França corria a lenda que a quantidade de patos colocados pelo pintor no quadro indicava a qualidade que ele atribuia a obra: um pato, trabalho regular, dois bom, três muito bom. Porém a história parece não ter fundamento, seria apenas uma bricadeira de seus amigos. Isto porque os melhores e mais apreciados quadros do artista, considerados obras primas, que hoje fazem parte de Museu do Louvre não têm patos. Encontra-se sepultado no Cemitério do Père-Lachaise (divisão 24), Paris na França.[1]

A confluência do Sena com o rio Oise(1896)

Referências

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Charles-François Daubigny