Abrir menu principal
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido de «Charles Brown (músico)» na Wikipédia em castelhano (desde outubro de 2018). Ajude e colabore com a tradução.
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Charles Brown
Brown em 1996
Informação geral
Nascimento 13 de setembro de 1922
Origem Texas City, Estados Unidos
País  Estados Unidos Estados Unidos
Gênero(s) Blues, Texas blues, R&B, soul, rock, blues rock, jazz, soul jazz
Ocupação(ões) Músico
Instrumento(s) Piano, vocal
Período em atividade 1948–1999
Gravadora(s) Aladdin Records, King Records, Ace Records, Bullseye Blues, Verve, 32 Jazz

Tony Russell "Charles" Brown (13 de setembro de 1922 — 21 de janeiro de 1999) foi um cantor e pianista de blues estadunidense cujo estilo suave de blues de ritmo lento influenciou o ritmo nas décadas de 40 e 50. Tendo diversos êxitos, incluindo "Driftin' Blues" e "Merry Christmas Baby".

ComeçosEditar

Brown nasceu em Texas City, Texas. Era um menino que amava a música e recebeu formação de música clásica no piano.[1] Se graduou no Escola Secundária Central em Galveston, em 1939, e na Universidade de Prairie View A&M em 1942 com uma licenciatura em química. Logo se tornou um professor de química no George Washington Carver High School em Baytown, trabalhou no Arsenal de Pine Bluff m Pine Bluff, Arkansas e também como aprendiz de eletricista em um estaleiro em Richmond, Califórnia, antes de estabelecer-se em Los Angeles em 1943.

CarreiraEditar

Primeiros êxitos com Johnny MooreEditar

Em Los Angeles, a afluência de afro-americanos durante a Segunda Guerra Mundial criou um sistema integrado de clubes noturnos em que os artistas negros tendem a minimizar os elementos mais ásperos do blues em seu estilo. O estilo dos blues-club se tornou popular, representado pelo jazz no piano de Nat King Cole. Quando Cole deixou Los Angeles para atuar a nível nacional, seu lugar foi tomado por Johnny Moore's Three Blazers, com Brown no piano e a voz.[2]

Os Three Blazers firmarão com a Exclusive Records, e sua gravação de "Drifting Blues", de 1945 com Brown no piano e no vocal, se chegou ao topo da Billboard R&B chart durante seis meses. Brown liderou o grupo em uma série de êxitos para a Aladdin nos seguintes três anos, um desses êxitos era "New Orleans Blues", a versão original de "Merry Christmas Baby" (de 1947) e "More than you know" (1948). Brown influenciou artistas como Floyd Dixon, Cecil Gant, Ivory Joe Hunter, Percy Mayfield, Johnny Ace e Ray Charles.[3]

Carreira soloEditar

Na década de 40, um aumento da demanda de blues foi impulsado por um público cada vez maior entre os adolescentes brancos no sul dos Estados Unidos, e rapidamente se estendeu ao norte e ao oeste. Cantores de Blues como Louis Jordan, Wynonie Harris e Roy Brown estavam recebendo muita atenção.[4]

Brown deixou os Three Blazers em 1948 e seguiu carreira solo. Seu êxito final por vários anos foi "Hard Times" em 1952. Seu enfoque era demasiado suave para sobreviver a transição aos mais duros ritmos do rock and roll.[5]

Anos finais de sua carreiraEditar

Na década de 80 Brown fez uma série de shows em Nova York no Night Club Tramps. Como resultado destas aparições firmou um contrato de gravação com a Blue Side Records e gravou One More for the Road em três dias.[6]

Começou de novo a gravar e atuar, juntamente com o guitarrista Danny Caron, com o maior êxito que havia alcançado desde a década de 50. Outros membros de suas turnês incluíam Clifford Saloman, Ruth Davies e Gaylord Abedul.

HomenagensEditar

Brown se transformou em membro do Rock and Roll Hall of Fame[7] e recebeu o National Heritage Fellowship da fundação Nacional para as Artes e o Prêmio W. C. Handy.

MorteEditar

Brown morreu de insuficiência cardíaca congestiva em 1999 em Oakland, Califórnia,[8] E foi enterrado no Inglewood Park Cemetery, em Inglewood, Califórnia.

DiscografiaEditar

Aladdin Records. Como Charles Brown Trio, Charles Brown e Sua Banda, Charles Brown & Band)Editar

  • 3020 "Get Yourself Another Fool" (RR609) b/w "Ooh! Ooh! Sugar" (RR608), 1948, released 1949 (Billboard R&B chart #4)[9]
  • 3021 "A Long Time" (RR617) (Billboard R&B chart #9) b/w "It's Nothing" (RR612) (Billboard R&B chart #13), 1949
  • 3024 "Trouble Blues" (RR613) b/w "Honey Keep Your Mind on Me" (RR600), 1949 (Billboard R&B chart #1, 15 weeks)
  • 3030 "In the Evening When the Sun Goes Down" (RR611) b/w "Please Be Kind" (RR616), 1949 (Billboard R&B chart #4)
  • 3039 "Homesick Blues" (RR603) b/w "Let's Have a Ball" (RR677), 1949 (billed as Charles Brown & His Smarties) (Billboard R&B chart #5)
  • 3044 "Tormented" (RR673) b/w "Did You Ever Love a Woman" (RR679), 1949, released 1950
  • 3051 "My Baby's Gone" (RR1521) b/w "I Wonder When My Baby's Coming Home" (RR604), 1950 (Billboard R&B chart #6)
  • 3060 "Repentance Blues" (RR1522) b/w "I've Got That Old Feeling" (RR1529), 1950
  • 3066 "I've Made Up My Mind" (RR1528) b/w "Again" (RR1520), 1950
  • 3071 "Texas Blues" (RR1525) b/w "How High the Moon" (RR607), 1950
  • 3076 "Black Night" (RR1619) b/w "Once There Lived a Fool" (RR1623), 1950, released 1951 (Billboard R&B chart #1, 14 weeks)

Imperial (todos, Aladdin masters, como Charles Brown)Editar

  • 5830 "Fool's Paradise" (reissue) b/w "Lonesome Feeling" (reissue), 1962
  • 5902 "Merry Christmas Baby" (reissue) b/w "I Lost Everything" (reissue), 1962
  • 5905 "Drifting Blues" (reissue) b/w "Black Night" (reissue), 1963
  • 5961 "Please Don't Drive Me Away" (reissue) b/w "I'm Savin' My Love for You" (RR2330), 1963

East West (subsidiária da Atlantic)Editar

  • 106 "When Did You Leave Heaven" (EW-2753) b/w "We've Got a Lot in Common" (EW-2755), 1957, released 1958

Ace RecordsEditar

  • 561 "I Want to Go Home" (with Amos Milburn) (S-253) b/w "Educated Fool" (with Amos Milburn) (S-254), 1959
  • 599 "Sing My Blues Tonight" (S-843) b/w "Love's Like a River" (S-844), 1960

KingEditar

  • 6094 "Regardless" (K12330) b/w "The Plan" (K12331), 1967
  • 6192 "Hang On a Little Longer" (K12723) b/w "Black Night" (K12724) (re-recording), 1968
  • 6194 "Merry Christmas Baby" (K12725) (re-recording) b/w "Let's Make Every Day a Christmas Day" (K10946), 1968
  • 6420 "For the Good Times" (K14276) b/w "Lonesome and Driftin'" (K14277), 1973

LPs e CDs originaisEditar

  • 1989 Charles Brown & Johnny Moore's Three Blazers: Sail On Blues, recorded 1945–1947 (Jukebox Lil JB-1106)
  • 1990 All My Life (Bullseye Blues 9501)[10]

[11]

Outros trabalhosEditar

  • 1997 Lost & Found Houston Person (32 Jazz), previously unreleased Muse album Sweet Slumber, recorded 1991
  • 1997 Straight Up with a Twist, Kitty Margolis (Mad-Kat)
  • 1999 Meet Me Where They Play the Blues, Maria Muldaur (Telarc)
  • 2010 Everyday Living, Hawkeye Herman (Blue Skunk Music)

Referências

  1. Dahl, Bill.
  2. The Rise of Rock and Roll 2nd ed. [S.l.]: New York. 1996. pp. 143–147, 316–317. ISBN 0-306-80683-5  |editora= e |publicado= redundantes (ajuda)
  3. «Charles Brown». Consultado em 6 de novembro de 2006 
  4. University of Chicago Press (1991). «Urban Blues». Chicago. ISBN 0-226-42960-1 
  5. Carlton Books (1997). «The Blues: From Robert Johnson to Robert Cray». Dubai. pp. 70–71. ISBN 1-85868-255-X 
  6. History-of-rock.com. «West Coast Artists – Charles Brown». Consultado em 6 de novembro de 2006 
  7. «Inductee List». 17 de janeiro de 2010. Consultado em 15 de maio de 2017 
  8. «The Dead Rock Stars Club 1998 - 1999». Thedeadrockstarsclub.com. Consultado em 20 de janeiro de 2015 
  9. Whitburn, Joel (1996). «Top R&B/Hip-Hop Singles: 1942–1995». Record Research. pp. 48–49 
  10. AllMusic. «All My Life – Charles Brown | Songs, Reviews, Credits, Awards». Consultado em 21 de maio de 2014 
  11. AllMusic. «Charles Brown | Discography». Consultado em 21 de maio de 2014 

Ligações externasEditar