Charles Hubert Millevoye

Charles Hubert Millevoye (Abbeville, 24 de dezembro de 1782Paris, 12 de agosto de 1816) foi um poeta francês várias vezes homenageado pela Academia Francesa.[1] É considerado uma figura de transição da literatura francesa entre os séculos XVIII e XIX com suas poesias românticas. Seu poema Dans les bois l'amoureux Myrtil tornou-se muito conhecido por ser trilha de Vieille Chanson, de Georges Bizet,[2] bem como Le Mancenillier, encontrada em L'Africaine, de Giacomo Meyerbeer, e Le Mancenillier, de Louis Moreau Gottschalk.[3][4]

Charles Hubert Millevoye
Trabalhos de Millevoye publicados em 1880
Nascimento 24 de dezembro de 1782
Abbeville, França
Morte 12 de agosto de 1816 (33 anos)
Paris, França
Nacionalidade francês
Alma mater Faculdade de Abbeville
Ocupação Poeta
Gênero literário romântico

Referências

  1. Longfellow, Henry Wadsworth; Felton, Cornelius Conway (1871). The Poets and Poetry of Europe: With Introductions and Biographical Notices. [S.l.]: Porter and Coates. p. 484  OCLC 5917701
  2. Adler, Kurt (1967). Phonetics and Diction in Singing: Italian, French, Spanish, German: Minnesota paperbacks – Vol. 6. [S.l.]: University of Minnesota Press. 81 páginas. ISBN 081-660-446-0 
  3. Osborne, Charles (2007). The Opera Lover's Companion. [S.l.]: Yale University Press. p. 235. ISBN 030-012-373-6 
  4. Starr, S. Frederick (2000). Louis Moreau Gottschalk - Music in American Life. [S.l.]: University of Illinois Press. p. 75. ISBN 025-206-876-9 
  Este artigo sobre um poeta ou uma poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.