Charles Yeager

Charles Elwood "Chuck" Yeager (Myra, 13 de fevereiro de 1923Los Angeles, 7 de dezembro de 2020) foi um ás da aviação estadunidense, conhecido por ser a primeira pessoa a "quebrar" a barreira do som.[1]

Charles Yeager
Nome completo Charles Elwood Yeager
Apelido "Chuck Yeager"
Nascimento 13 de fevereiro de 1923
Myra, Virgínia Ocidental,
Estados Unidos
Morte 7 de dezembro de 2020 (97 anos)
Los Angeles, Califórnia,
Estados Unidos
Progenitores Mãe: Susie Mae Sizemore
Pai: Albert Hal Yeager
Serviço militar
Serviço Forças Aéreas do Exército
dos Estados Unidos

Força Aérea dos Estados Unidos
Anos de serviço 1941–1975
Patente General de brigada
Conflitos Segunda Guerra Mundial
Guerra do Vietnã
Condecorações Medalha de Serviço Distinto
da Força Aérea
Medalha de Serviço Distinto
do Exército

Estrela de Prata (2)
Legião do Mérito (2)
Cruz de Voo Distinto (3)
Estrela de Bronze
Coração Púrpuro
e outros
Página oficial
chuckyeager.com

Yeager se alistou na Forças Aéreas do Exército dos Estados Unidos em 1941, então com dezoito anos de idade. Trabalhou como mecânico de aeronaves e piloto antes de seguir para a Europa na Segunda Guerra Mundial. Ao retornar, entrou para a escola de pilotos de testes, onde logo se firmou como superior sendo selecionado dentre os 125 pilotos para voar no X-1. Em 14 de outubro de 1947, quebrou a barreira do som acima da cidade de Victorville, Califórnia. Durante os anos 1950, voou em muitas aeronaves de teste para a Força Aérea e investigou vários acidentes. Em 1960, foi indicado como diretor da escola espacial da Base Aérea Edwards.

BiografiaEditar

Filho dos agricultores Susie Mae e Albert Hal Yeager, nasceu em Myra, Virgínia Ocidental e tinha dois irmãos, Roy e Hal Jr., e duas irmãs, Doris Ann (morta acidentalmente por Roy com uma espingarda, ainda criança) e Pansy Lee. Graduou-se na escola de Hamlin. Alistou-se nas forças armadas em Fort Benjamin Harrison, Indianapolis, Indiana, durante os verões de 1939 e 1940. Em 26 de fevereiro de 1945, se casou com Glennis Dickhouse e o casal teve quatro filhos. Glennis morreu em 1990.

MorteEditar

Yeager morreu em 7 de dezembro de 2020, em Los Angeles.[2][3]

Referências

  1. «New U.S. Plane Said to Fly Faster Than Speed of Sound». The New York Times. 22 de dezembro de 1947. Cópia arquivada em 23 de julho de 2018. An experimental rocket plane, the Bell XS-1, has flown faster than the speed of sound a number of times recently, Aviation Week reports in an issue to be released tomorrow. 
  2. Muntean, Pete; Silverman, Hollie (7 de dezembro de 2020). «Chuck Yeager, pilot who broke the sound barrier, dies at 97». CNN. Consultado em 7 de dezembro de 2020 
  3. Associated Press (8 de dezembro de 2020). «Chuck Yeager, 1st to break sound barrier, dies at 97» 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre aviação é um esboço relacionado ao Projeto Aviação. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.