Charqueada (São Paulo)

município brasileiro do estado de São Paulo
Charqueada
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Charqueada
Bandeira
Brasão de armas de Charqueada
Brasão de armas
Hino
Gentílico charqueadense
Localização
Localização de Charqueada em São Paulo
Localização de Charqueada em São Paulo
Charqueada está localizado em: Brasil
Charqueada
Localização de Charqueada no Brasil
Mapa de Charqueada
Coordenadas 22° 30' 36" S 47° 46' 40" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Região intermediária[1] Campinas
Região imediata[1] Piracicaba
Região metropolitana AU Piracicaba
Municípios limítrofes Piracicaba, Ipeúna, Itirapina, São Pedro
Distância até a capital 180 km
História
Fundação 30 de dezembro de 1953
Administração
Prefeito(a) Romeu Antônio Verdi (PSDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 175,998 km²
População total (Censo IBGE/2010[3]) 15 086 hab.
Densidade 85,7 hab./km²
Clima Não disponível
Altitude 610 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[4]) 0,736 alto
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 124 017,876 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 8 152,10

Charqueada é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 22º30'35" sul e a uma longitude 47º46'41" oeste, estando a uma altitude de 610 metros. Sua população estimada em 2010 era de 15 085 habitantes. Possui uma área de 175,998 km². O município é formado pela sede e pelo distrito de Paraisolândia[6][7].

HistóriaEditar

As primeiras escrituras registradas em Piracicaba citam a região com sendo denominada Uacuri, que em tupi significa haste ou caule de pinheiro. Realmente a região era muito dominada por pinheiros e deve ser daí a referência. Com a chegada de fazendeiros na região, aos poucos as terras foram tendo donos e os fazendeiros começaram a centralizar comércio e passagem de visitantes.  

            Também é citado bastante o nome de colônia São Lourenço. Sendo a região rodeada por pinheiros e matas, tinha várias espécies de animais que eram caçados pelos fazendeiros. O ato de utilizar a carne dos animais é chamado de charquear, ou carnear. Daí a origem do nome atual da cidade.

No fim do século XIX os trilhos de ferro da Sorocabana chegaram até a cidade, sendo ponto terminal até São Pedro. Os trilhos trouxeram muito desenvolvimento para a região. Foi então construída uma estação, casas comerciais e hospedaria para os trabalhadores dos trilhos. A hospedagem foi passando na mão de outros donos até chegar a Antonio Furlan, fundador da cidade. Ele construiu mais casas e fomentou bastante o crescimento da cidade nessa época. Até então, por volta de 1900, o sr. Antonio Furlan pagava os custos de muitos funcionários da cidade, onde então a Prefeitura de Piracicaba assumiu os gastos. Daí criou-se distrito policial, escolas, farmácias e a paróquia, que construiu a igreja matriz. Em 1911 foi elevada e denominado Município de Charqueada.

Charqueada recebeu status de município pela lei n.º. 2.456 de 30 de dezembro de 1953.[8]

GeografiaEditar

DemografiaEditar

Dados do Censo - 2000

População total: 13.037

  • Urbana: 11.719
  • Rural: 1.318
  • Homens: 6.561
  • Mulheres: 6.476

Densidade demográfica (hab./km²): 74,07

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 16,72

Expectativa de vida (anos): 70,77

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,52

Taxa de alfabetização: 90,58%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,782

  • IDH-M Renda: 0,713
  • IDH-M Longevidade: 0,763
  • IDH-M Educação: 0,869

(Fonte: IPEADATA)

HidrografiaEditar

RodoviasEditar

ComunicaçõesEditar

A cidade era atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[9], que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[10], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[11] para suas operações de telefonia fixa.

AdministraçãoEditar

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). «Consulte o IDHM do seu município». Consultado em 17 de janeiro de 2017 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  6. «Municípios e Distritos do Estado de São Paulo» (PDF). IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico 
  7. «Divisão Territorial do Brasil». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 
  8. «História de Charqueada». Prefeitura do Município de Charqueada. Consultado em 28 de maio de 2013 
  9. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  10. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  11. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar