Abrir menu principal

Chauncey Billups

basquetebolista estadunidense

Chauncey Ray Billups (Denver, 25 de setembro de 1976) é um ex-jogador profissional de basquete norte-americano, que atuava como ala e armador na NBA.[1]

Chauncey Billups
ChaunceyBillupsWizards.jpg
Informações pessoais
Nome completo Chauncey Ray Billups
Data de nasc. 25 de setembro de 1976 (43 anos)
Local de nasc. Denver,  Estados Unidos
Altura 6 ft 3 in (1.91 m)
Peso 202 lb (92 kg)
Apelido "Mr. Big Shot"
Informações no clube
Número 4, 3, 1, 7
Posição Armador
Clubes de juventude
1995–1997 Estados Unidos Colorado
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
1997–1998
1998–1999
1999–2000
2000–2002
2002–2008
2008–2011
2011
2011–2013
2013–2014
Estados Unidos Boston Celtics
Canadá Toronto Raptors
Estados Unidos Denver Nuggets
Estados Unidos Timberwolves
Estados Unidos Detroit Pistons
Estados Unidos Denver Nuggets
Estados Unidos New York Knicks
Estados Unidos Los Angeles Clippers
Estados Unidos Detroit Pistons
51 (565)
29 (328)
58 (736)
159 (1.740)
463 (7.868)
201 (3.642)
21 (368)
42 (483)
19 (72)
Medalhas
Competidor dos  Estados Unidos
Campeonatos Mundiais
Ouro Turquia 2010 Estados Unidos

Billups ganhou o prêmio de jogador mais valioso das Finais da NBA em 2004, quando ajudou o Detroit Pistons a vencer o Los Angeles Lakers nas finais.

Sendo eleito cinco vezes para o NBA All-Star e três vezes para o All-NBA Team, ele foi escolhido pelo Boston Celtics como a terceira escolha geral no Draft da NBA de 1997. Ele também jogou por Toronto Raptors, Denver Nuggets e Minnesota Timberwolves.

Ele teve sua camisa número 4 aposentada pela Universidade do Colorado e sua camisa número 1 aposentada pelo Detroit Pistons.[2]

Carreira no ensino médioEditar

Nascido em Denver, Colorado, Billups se formou na George Washington High School de Denver em 1995. Em George Washington, ele foi eleito Mr. Basketball de Colorado e Jogador do Ano do estado por três vezes.

Carreira na faculdadeEditar

Billups escolheu a Universidade do Colorado rejeitando as ofertas de Kansas, Georgia Tech, Universidade da Califórnia-Berkeley e Oklahoma State.

No Colorado, Billups jogou em 55 jogos e obteve média de 18,5 pontos, 5,1 assistências e 5,6 rebotes em 33.9 minutos nas duas temporadas.[3]

Em seu segundo e último ano, a equipe terminou em segundo lugar na Big 12 com um recorde geral de 22-10. Billups, em seguida, levou a equipe a sua primeira aparição no Torneio da NCAA em 28 anos. Eles venceram Indiana na primeira rodada[4] mas perderam para North Carolina na segunda rodada.[5]

Carreira profissionalEditar

Boston Celtics (1997-1998)Editar

Billups foi escolhido pelo Boston Celtics como a terceira escolha geral no Draft da NBA de 1997.[6] Em seu primeiro jogo na carreira, ele registrou 15 pontos, 2 rebotes e 4 assistências em 16 minutos de jogo em uma vitória contra o Chicago Bulls, liderado por Michael Jordan.[7]

Em seu oitavo jogo na carreira, Billups registrou 22 pontos, 3 assistências e 4 roubadas de bola em uma vitória por 103-99 sobre o Toronto Raptors.[8]

Cinquenta e um jogos depois, ele foi negociado com o Toronto Raptors.[9]

Toronto Raptors (1998–99)Editar

Em 18 de fevereiro de 1998, Billups foi negociado com o Toronto Raptors, juntamente com Roy Rogers, Dee Brown e John Thomas em troca de Kenny Anderson, Taban Tabak e Popeye Jones.[10][11]

Em 22 de fevereiro, em apenas seu segundo jogo nos Raptors, Billups registrou 27 pontos, 2 rebotes e 5 assistências na vitória por 113-105 sobre o Vancouver Grizzlies.[12]

Em 21 de janeiro de 1999, ele foi negociado para o Denver Nuggets, em um contrato de três vias envolvendo uma das futuras equipes da Billups, o Minnesota Timberwolves.

Denver Nuggets (1999-2000)Editar

Três meses após sua chegada aos Nuggets, Billups visitou um hospital local de Denver para confortar e inspirar Patrick Ireland, vítima do Massacre de Columbine.[13]

Um ano depois, em 1º de fevereiro de 2000, Billups foi negociado com o Orlando Magic, juntamente com Ron Mercer e Johnny Taylor, em troca de Chris Gatling, Tariq Abdul-Wahad, uma futura escolha de primeira rodada e dinheiro.[14][15]

Orlando Magic (2000)Editar

Billups ficou na lista de lesionados até o final da temporada devido a uma lesão no ombro e nunca jogou um jogo pelo Magic. Apesar disso, ele foi incluído na foto do time que terminou a temporada.[16] Entre os círculos da NBA, Billups era considerado um fracasso.

Minnesota Timberwolves (2000–2002)Editar

Billups assinou com o Minnesota Timberwolves para ser reserva do armador Terrell Brandon.[17] Em seu primeiro jogo com os Timberwolves, ele registrou 15 pontos, 2 rebotes e 5 assistências na vitória por 106-98 sobre o Houston Rockets.[18]

Durante a temporada de 2001-02, Brandon sofreu uma grave lesão no joelho e Billups assumiu o posto de titular. Os Timberwolves venceram 50 jogos antes de serem varridos pelo Dallas Mavericks na primeira rodada dos playoffs, com Billups com média de 22 pontos por jogo na série.

Detroit Pistons (2002–2008)Editar

 
Billups com os Pistons.

Após sua temporada de sucesso, Billups se tornou um agente livre. Ele queria voltar para o Timberwolves, mas a equipe queria ver como Brandon reagiria a lesão no joelho.

Em junho de 2002, Billups assinou um contrato de 5 anos e US $ 35 milhões com o Detroit Pistons para ser o novo Armador da equipe.[19] Quando ele assinou com os Pistons, ele foi forçado a pegar a camisa de número 1 porque a de número 4 foi aposentado em homenagem a Joe Dumars. Billups rapidamente ganhou respeito dos fãs e colegas de Pistons por sua defesa tenaz.

Na temporada de 2002-03, Billups ajudou Detroit a terminar em primeiro lugar na Conferência Leste com um recorde de 50-32 na temporada regular.[20] Nos playoffs de 2003, ele ajudou os Pistons a evitar a eliminação no Jogo 5 contra o Minnesota Timberwolves e marcou 40 pontos no Jogo 6 e forçou o sétimo jogo. No Jogo 7, Billups marcou 37 pontos para ajudar a conquistar a série por 4–3.

Detroit venceu o Philadelphia 76ers nas semi-finais da Conferência Leste, por 4-2, para avançar para as finais da Conferência Leste. No entanto, Detroit seria varrido pelo New Jersey Nets, por 4-0.[21] Rick Carlisle foi demitido como treinador na offseason e Larry Brown foi contratado.

Na temporada de 2004, Billups obteve média de 16,9 pontos, 5,7 assistências, 3,5 rebotes e 1,1 roubadas de bola por jogo.[22] Os Pistons melhoraram seu recorde para 54-28 e ficaram com a terceira melhor campanha da Conferência Leste.[23]

Ele ajudou Detroit a vencer as finais da NBA de 2004 sobre o altamente favorito Los Angeles Lakers, por 4-1.[24] Ele obteve uma média de 21 pontos por jogo, 5,2 assistências, 3,2 rebotes e 1,2 roubos de bola e ganhou o Prêmio de MVP das Finais. Billups disse sobre seu prêmio: "Todo mundo merece isso. Não apenas eu. Gostaria de poder transformá-lo em treze partes e dar um pouco a todos".[25]

Na temporada seguinte, ele foi nomeado para a Segunda-Equipe Defensiva da NBA, juntamente com o companheiro de equipe Tayshaun Prince, enquanto o companheiro de equipe e co-capitão, Ben Wallace, levou para casa o Prêmio de Jogador Defensivo do Ano. Os Pistons chegou às finais da NBA de 2005, mas perdeu para o San Antonio Spurs em sete jogos.[26]

Em 2006, Billups foi co-capitão da equipe. Embora ele tenha levado a equipe ao melhor recorde da franquia, 64-18, eles não conseguiram chegar às finais da NBA pela primeira vez em três anos.[27]

Em 11 de julho de 2007, Billups assinou um contrato de US $ 46 milhões por quatro anos com os Pistons.[28]

Nos playoffs de 2008, Billups e os Pistons chegaram novamente às finais da Conferência Leste contra o Boston Celtics, mas perderam a série por 4-2.[29]

Retorno ao Denver Nuggets (2008–2011)Editar

 
Billups com o Denver Nuggets

Em 3 de novembro de 2008, Billups foi negociado, junto com Antonio McDyess e Cheikh Samb, para o Denver Nuggets em troca de Allen Iverson. O GM dos Pistons, Joe Dumars, disse que foi a "mais difícil e mais dura" troca que ele fez como gerente geral, descrevendo Billups como "... um cara que eu considero como um irmão mais novo".

Billups escolheu a camisa 7 para homenagear o quarterback do Denver Broncos, John Elway, já que dois de seus outros números favoritos, 1 e 4, já eram usados ​​por J. R. Smith e Kenyon Martin, respectivamente.

Ele jogou seu primeiro jogo pelos Nuggets em 7 de novembro de 2008. Ele registrou 15 pontos, quatro rebotes e três assistências em 30 minutos na vitória por 108-105 sobre o Dallas Mavericks.[30] Ele terminou a temporada com média de 17,7 pontos e 6,4 assistências.[31]

Com Billups e Carmelo Anthony, os Nuggets alcançou vários recordes na temporada de 2008–09. Eles tiveram o melhor recorde da história da franquia, 54-28.[32] Isso também marcou a primeira vez na história da franquia que a equipe obteve 50 vitórias em temporadas consecutivas. Eles venceram a Divisão Noroeste e tiveram a segunda melhor campanha na Conferência Oeste. No primeiro rodadas dos playoffs, eles derrotaram o New Orleans Hornets em 5 jogos, que incluíram uma margem de vitória de 58 pontos, igualando o recorde.[33]

Em sua primeira temporada com os Nuggets, Billups os levou de volta às finais da Conferência Oeste pela primeira vez desde 1985. Eles jogariam com os Lakers pelo segundo ano consecutivo (os Lakers os haviam varridos na primeira rodada do ano anterior). Eles acabaram perdendo a série por 4-2.[34] Esta foi a 7ª final da conferência consecutiva de Billups. Ele se juntou a Magic Johnson, Michael Cooper, Kareem Abdul-Jabbar e Kurt Rambis como os únicos jogadores a realizar esse feito desde o Boston Celtics das décadas de 1950 e 1960, liderado por Bill Russell.

Na temporada de 2009-10, Billups voltou a usar a camisa de número 1, o mesmo número que ele usava nos Pistons. Em 27 de novembro de 2009, em uma vitória por 128-125 sobre o New York Knicks, Billups marcou 32 pontos, enquanto o companheiro de equipe Carmelo Anthony marcou 50 pontos.[35] Isso fez deles apenas a terceira dupla na história da NBA a marcar pelo menos 30 e 50 pontos, respectivamente.

Durante a temporada de 2010-11, ele obteve uma média de 16,5 pontos, 5,3 assistências e 2,5 rebotes em 32,3 minutos.[36]

New York Knicks (2011)Editar

Apesar de professar publicamente seu desejo de terminar sua carreira nos Nuggets, Billups foi negociado com o New York Knicks em 22 de fevereiro de 2011 como parte do acordo de Carmelo Anthony.[37] "Oh, foi a coisa mais difícil que já tive que fazer", disse Billups. "Eu tive que dizer às minhas garotas que o seu pai foi negociado e que ele estava saindo para outro canto do país. Eu disse a elas que não era minha escolha, que nada poderia ser feito sobre isso. Eu tinha que ir. Não era um cena feliz".

Os Knicks terminaram a temporada com um recorde de 42-40 e conquistou a sexta melhor campanha na Conferência Leste e foram para os playoffs pela primeira vez desde 2004. Billups sofreu uma lesão no joelho enquanto jogava contra os Celtics no Jogo 1 dos playoffs. A lesão o manteve afastado pelo resto dos playoffs.[38]

Em dezembro de 2011, os Knicks usaram sua cláusula de anistia no contrato de Billups e o dispensaram.

Los Angeles Clippers (2011-2013)Editar

Muitos acreditavam que um concorrente ao título como o Miami Heat ou o Los Angeles Lakers acabaria adquirindo Billups. No entanto, em 12 de dezembro de 2011, o Los Angeles Clippers reivindicou Billups. Ele indicou que não queria ser escolhido por um time que não disputava o título e disse que se aposentaria. Após a chegada de Chris Paul aos Clippers, Billups disse que estava feliz por estar com os Clippers, dizendo que "acho que esses caras estão prontos para dar o próximo salto e espero que eu possa ajudar com isso".[39]

Em 7 de fevereiro de 2012, uma ressonância magnética revelou uma lesão no tendão de Aquiles da Billups, encerrando sua temporada após apenas 20 jogos.[40]

Em 13 de julho de 2012, Billups assinou novamente com os Clippers em um contrato de 1 ano. Ele estreou na temporada em 28 de novembro de 2012, contra o Minnesota Timberwolves. Billups limitou-se a apenas 22 jogos durante a temporada devido a várias lesões,[41] incluindo dores nas costas e tendinite no pé esquerdo.

Retorno ao Detroit Pistons (2013-2014)Editar

Em 16 de julho de 2013, Billups assinou um contrato de dois anos e US $ 5 milhões para retornar ao Detroit Pistons.[42] Mais problemas no joelho fizeram com que ele perdesse a maior parte da temporada de 2013–14. Os Pistons terminou a temporada com um recorde de 29-53 e perdeu a pós-temporada.

Em 9 de setembro de 2014, Billups anunciou sua aposentadoria da NBA após 17 anos.[43] Ele citou sua saúde como o principal motivo de sua aposentadoria, pois ele nunca jogou em mais de 22 jogos nas últimas quatro temporadas.[44]

Em 10 de fevereiro de 2016, os Pistons aposentou a camisa número 1 do Billups.[45]

Carreira na seleçãoEditar

Depois de perder o Campeonato Mundial de 2006 por motivos pessoais, em 20 de agosto de 2007, Billups foi selecionado para fazer parte da equipe que competiu na Copa América de 2007, um torneio de qualificação para as Olimpíadas de Pequim.[46] Saindo do banco, ele ajudou os EUA a ficarem invictos no torneio realizado em Las Vegas e ganhar uma vaga nos próximos Jogos Olímpicos de Verão.

Em 17 de junho de 2008, Billups anunciou que não competiria por uma vaga na equipe olímpica, alegando motivos familiares, embora ele dissesse: "Eles ficarão bem. E quando ganharem o ouro, sentirei que tive grande ajuda para recuperar nosso domínio por causa do que fizemos no verão passado".[47]

Vida pessoalEditar

Billups tem uma esposa, Piper, e três filhas, Cydney, Ciara e Cenaiya. Seu irmão mais novo, Rodney, jogou como armador da Universidade de Denver de 2002 a 2005, jogou na Europa e na G-League e iniciou uma carreira de treinador, tornando-se o treinador do Denver Pioneers em 2016.

Billups usava o número 4 no ensino médio e na faculdade e, às vezes, durante sua carreira profissional, porque ele idolatrava o ex-jogador dos Pistons, Joe Dumars, presidente de operações de basquete dos Pistons durante seu tempo em Detroit.[48] Seu time favorito da NFL é o Denver Broncos.[49]

Em 16 de junho de 2008, Billups apareceu na Joe Louis Arena para um comício de Barack Obama.[50]

Alegação de agressão sexualEditar

Em 1997, Billups e seu ex-companheiro, Ron Mercer, foram acusados ​​de agredir sexualmente uma mulher na casa do companheiro de equipe, Antoine Walker. De acordo com uma ação civil, Billups e Mercer agrediram a mulher depois de deixar um clube em Boston em 9 de novembro de 1997.

Um exame médico no dia seguinte revelou lesões consistentes com o testemunho da vítima.[51] Nenhuma acusação criminal foi registrada, mas Billups e Mercer resolveram uma ação civil em 2000.[52]

EstatísticasEditar

LEGENDA
 PJ  Partidas jogadas  PI  Partidas iniciadas  MPJ  Minutos por jogo  AP  Arremessos de quadra (%)
 3P  Arremessos de 3 pontos (%)  LL  Lances-livre (%)  RT  Rebotes por jogo  AS  Assistências por jogo
 BR  Roubos de bola por jogo  TO  Tocos por jogo  PPJ  Pontos por jogo  Negrito  Melhor da carreira
Temporada que foi campeão

Temporada regularEditar

Ano Time PJ MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
1997–98 Boston 51 25.4 .390 .339 .817 2.2 4.3 1.5 .0 11.1
1997–98 Toronto 29 31.7 .349 .316 .919 2.7 3.3 1.0 .1 11.3
1998–99 Denver 45 33.1 .386 .362 .913 2.1 3.8 1.3 .3 13.9
1999–00 Denver 13 23.5 .337 .171 .841 2.6 3.0 .8 .2 8.6
2000–01 Minnesota 77 23.2 .422 .376 .842 2.1 3.4 .7 .1 9.3
2001–02 Minnesota 82 28.7 .423 .394 .885 2.8 5.5 .8 .2 12.5
2002–03 Detroit 74 31.4 .421 .392 .878 3.7 3.9 .9 .2 16.2
2003–04 Detroit 78 35.4 .394 .388 .878 3.5 5.7 1.1 .1 16.9
2004–05 Detroit 80 35.8 .442 .426 .898 3.4 5.8 1.0 .1 16.5
2005–06 Detroit 81 36.1 .418 .433 .894 3.1 8.6 .9 .1 18.5
2006–07 Detroit 70 36.2 .427 .345 .883 3.4 7.2 1.2 .2 17.0
2007–08 Detroit 78 32.3 .448 .401 .918 2.7 6.8 1.3 .2 17.0
2008–09 Detroit 2 35.0 .333 .286 .918 5.0 7.5 1.5 .5 12.5
2008–09 Denver 77 35.3 .420 .410 .900 3.0 6.4 1.2 .2 17.9
2009–10 Denver 73 34.1 .418 .386 .910 3.1 5.6 1.1 .1 19.5
2010–11 Denver 51 32.3 .438 .441 .923 2.5 5.3 1.0 .2 16.5
2010–11 New York 21 31.6 .403 .328 .902 3.1 5.5 .9 .1 17.5
2011–12 L.A. Clippers 20 30.3 .364 .384 .895 2.5 4.0 .5 .2 15.0
2012-13 L.A. Clippers 22 19.0 .402 .367 .938 1.5 2.2 .5 .0 8.4
2013-14 Detroit 19 16.3 .304 .292 .833 1.5 2.2 .4 .1 3.8
Total 1043 31.6 .415 .387 .894 2.9 5.4 1.0 .2 15.2
All-Star 5 19.0 .455 .320 .750 2.2 5.0 .4 .0 10.2

PlayoffsEditar

Ano Time PJ MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
2001 Minnesota 3 8.7 .167 .000 1.000 1.7 .7 .0 .0 1.0
2002 Minnesota 3 44.7 .451 .400 .700 5.0 5.7 1.0 .3 22.0
2003 Detroit 14 34.6 .374 .310 .933 3.4 4.7 .6 .1 18.0
2004 Detroit 23 38.3 .385 .346 .890 3.0 5.9 1.4 .1 16.4
2005 Detroit 25 39.4 .428 .349 .893 4.3 6.5 1.0 .2 18.7
2006 Detroit 18 39.2 .406 .340 .905 3.4 6.5 1.2 .1 17.9
2007 Detroit 16 40.6 .435 .389 .832 3.3 5.7 1.2 .1 18.6
2008 Detroit 15 32.0 .401 .375 .832 2.9 5.5 .8 .1 16.1
2009 Denver 16 38.7 .457 .468 .906 3.8 6.8 1.2 .2 20.6
2010 Denver 6 34.5 .446 .355 .881 2.3 6.3 1.0 .5 20.6
2011 New York 1 35.0 .273 .333 1.000 2.0 4.0 .0 .0 10.0
2013 L.A. Clippers 6 19.2 .306 .353 .818 2.0 1.0 .2 .2 6.2
Total 146 36.4 .411 .366 .880 3.4 5.7 1.0 .2 17.3

Fonte:[53]

Referências

  1. «Chauncey Billups». NBA Stats (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  2. Beard, Rod. «Billups: 'I just wanted to be a champion'». Detroit News (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  3. «Chauncey Billups College Stats». College Basketball at Sports-Reference.com (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  4. «Indiana vs. Colorado Box Score, March 13, 1997». College Basketball at Sports-Reference.com (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  5. «North Carolina vs. Colorado Box Score, March 15, 1997». College Basketball at Sports-Reference.com (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  6. «1997 NBA Draft». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  7. «Chicago Bulls at Boston Celtics Box Score, October 31, 1997». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  8. «Toronto Raptors at Boston Celtics Box Score, November 14, 1997». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  9. «Letter to My Younger Self | By Chauncey Billups». The Players' Tribune (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  10. «The 6 most impactful trade deadlines in Toronto Raptors history - Sportsnet.ca». www.sportsnet.ca. Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  11. Wise, Mike (19 de fevereiro de 1998). «BASKETBALL; Kenny Anderson Is Traded To Celtics in 7-Player Deal». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331 
  12. «Vancouver Grizzlies at Toronto Raptors Box Score, February 22, 1998». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  13. «Ten years after: A Columbine survivor's story». ESPN.com (em inglês). 15 de abril de 2009. Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  14. SENTINEL, Brian Schmitz ORLANDO. «Letting Chauncey Billups go haunted Orlando Magic for years». OrlandoSentinel.com (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  15. Shapiro, Compiled by Mark. «NUGGETS SHIP MERCER TO MAGIC». chicagotribune.com (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  16. «Season-by-Season Magic Team Photos». Orlando Magic (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  17. «Timberwolves Sign Billups, Smith». AP NEWS. Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  18. «Minnesota Timberwolves at Houston Rockets Box Score, October 31, 2000». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  19. «Pistons Sign Free Agent Guard Chauncey Billups». Detroit Pistons (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  20. «2002-03 Detroit Pistons Roster and Stats». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  21. «2003 NBA Eastern Conference Finals - New Jersey Nets vs. Detroit Pistons». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  22. «Chauncey Billups 2004-05 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  23. «2003-04 Detroit Pistons Roster and Stats». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  24. «2004 NBA Finals - Detroit Pistons vs. Los Angeles Lakers». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  25. Detroit Pistons - Glory Times, 2004 Championship, consultado em 5 de dezembro de 2019 
  26. «2005 NBA Finals - Detroit Pistons vs. San Antonio Spurs». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  27. «2005-06 Detroit Pistons Roster and Stats». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  28. «As expected, star guard Billups returns to Pistons». ESPN.com (em inglês). 11 de julho de 2007. Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  29. «2008 NBA Eastern Conference Finals - Detroit Pistons vs. Boston Celtics». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  30. «Dallas Mavericks at Denver Nuggets Box Score, November 7, 2008». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  31. «Chauncey Billups 2008-09 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  32. «2008-09 Denver Nuggets Roster and Stats». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  33. «2009 NBA Western Conference First Round - New Orleans Hornets vs. Denver Nuggets». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  34. «2009 NBA Western Conference Finals - Denver Nuggets vs. Los Angeles Lakers». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  35. «New York Knicks at Denver Nuggets Box Score, November 27, 2009». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  36. «Chauncey Billups 2010-11 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  37. «Knicks Acquire Four-Time All-Star Carmelo Anthony». New York Knicks (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  38. Kirk, Jason (17 de abril de 2011). «Chauncey Billups Could Miss Game 2 Of Celtics Vs. Knicks With Strained Knee». SBNation.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  39. «Chauncey Billups OK with playing for Clippers». LA Times Blogs - Sports Now (em inglês). 16 de dezembro de 2011. Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  40. «Clippers' Chauncey Billups still finding his comfort zone». Los Angeles Times (em inglês). 9 de março de 2013. Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  41. «Clippers' Chauncey Billups wins NBA's first 'best teammate' award». Los Angeles Times (em inglês). 9 de junho de 2013. Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  42. «Pistons Sign Free Agent Guard Chauncey Billups». Detroit Pistons (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  43. Daniels, Tim. «Chauncey Billups Retires from NBA After 17-Year Career». Bleacher Report (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  44. «Billups says 'it's time' in announcing retirement». ESPN.com (em inglês). 10 de setembro de 2014. Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  45. «Mr. Big Shot slides in next to Big Ben as Pistons honor another of NBA's most unique champions». Detroit Pistons (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  46. «USA Basketball». web.archive.org. 13 de janeiro de 2009. Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  47. «Billups withdraws from Team USA consideration». ESPN.com (em inglês). 17 de junho de 2008. Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  48. «PISTONS: FSN SPOTLIGHT - Chauncey Billups». web.archive.org. 15 de janeiro de 2009. Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  49. «NBA.com: Five Things You Didn't Know About ... Chauncey Billups». web.archive.org. 15 de abril de 2007. Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  50. «Billups Makes Surprise Appearance for Obama || WXYZ.com | WXYZ-TV / Detroit | Detroit News, Weather, Sports and More». web.archive.org. 23 de junho de 2008. Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  51. «Renewed suit: Walker failed to stop rape». web.archive.org. 23 de janeiro de 2018. Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  52. «Two Former Celtics Settle Lawsuit in Rape Case». Washington Post (em inglês). ISSN 0190-8286 
  53. «Chauncey Billups Stats». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2019