Chega de Saudade (filme)

filme de 2007 dirigido por Laís Bodanzky

Chega de Saudade é um filme brasileiro de 2008, do gênero drama, dirigido por Laís Bodanzky.[2][3][4]

Chega de Saudade
 Brasil
2008 •  cor •  92 min 
Direção Laís Bodanzky
Roteiro Luiz Bolognesi
Elenco Tônia Carrero
Betty Faria
Cássia Kiss
Gênero drama
Lançamento 21 de março de 2008[1]
Idioma português

SinopseEditar

O filme se passa num baile em um clube de dança de São Paulo. Desde quando o salão abre suas portas, pela manhã, até seu fechamento, pouco após a meia-noite, diversos personagens rodeiam o local.

ElencoEditar

Quatro atores de Chega de Saudade: Tônia Carrero (Dona Alice), Elza Soares (Ana), Jorge Loredo (Dionísio) e Leonardo Villar (Álvaro)
Elenco Original
Ator Papel
Tônia Carrero Dona Alice
Betty Faria Elza
Cássia Kiss Marici
Miriam Mehler Nice
Elza Soares Ana
Jorge Loredo Dionísio
Leonardo Villar Álvaro
Maria Flor Bel
Marly Marley Liana
Paulo Vilhena Marquinhos
Stepan Nercessian Eudes
Selma Egrei Falecida
Clarisse Abujamra Rita
Luiz Serra Ernesto
Conceição Senna Aurelina
Amélia Bittencourt Empresária
Ivan de Almeida Namorado de Aurelina

Trilha sonoraEditar

O filme conta com rica trilha sonora de diferentes ritmos samba, forró, bossa nova e pop.[5] Toda trilha é interpretada por Elza Soares, Marku Ribas com participação da Banda Luar de Prata.[5] Compõem a trilha sonora do filme:[6]

A trilha sonora foi lançada em CD no ano de 2008, pela Universal Music Group.[7][8]

Recepção da críticaEditar

Érico Borgo, do portal Omelete, fez crítica bastante elogiosa ao filme e ao diretor de fotografia Walter Carvalho. Sobre o filme anotou que: "A cineasta não decepciona em seu segundo trabalho e entrega um dos melhores filmes nacionais recentes."[9]

Ronaldo Pelli, do G1, elogiou o filme, a escolha do elenco e comentou que: "Apoiado em inúmeras tramas que se sucedem, o longa-metragem de Laís Bodanzky - seu anterior foi o aclamado “Bicho de sete cabeças” – poderia ser cansativo. Mas não é. Do início ao fim, acompanhamos a evolução de uma festa onde as pessoas, dos mais diferentes tipos, dançam, jogam papo fora e se divertem. E é exatamente na diversidade de pessoas que está a graça da história."[10]

Luiz Zanin Oricchio, para o O Estado de S. Paulo, elogiou as escolhas da direção de Laís e fez crítica positiva a música: "Chega de Saudade é um filme coral [...] Como não poderia deixar de ser, Chega de Saudade é um filme embalado pela música."[11]

PremiaçõesEditar

Festival de Brasília (2008)

  • Troféu Candango de Melhor Direção e Melhor Roteiro.
  • Troféu Candango Melhor Filme (Júri Popular), sendo ovacionado de pé ao fim da exibição por todos no Cine Brasília.

Prêmio Contigo! de Cinema Nacional (2008)

  • Melhor Trilha Sonora.[12]

Grande Prêmio do Cinema Brasileiro (2008)

  • Melhor figurino.[13]

Festival do Rio (2008)

  • Melhor Ação de Product Placement do Cinema Brasileira (Cena Bradesco Seguros e Previdência).[14]

Festival Films de Femmes (2009)

  • Prêmio Especial do Júri.[15]

Festival de Cinema Brasileiro de Paris (2009)

  • Menção Especial do Júri.
  • Melhor Filme pelo Júri Popular.[14]

LivroEditar

Um livro foi publicado com o roteiro do longa.[14] O livro integra a coleção "Aplausos Cinema Brasil" e foi publicado pela editora Imprensa Oficial.[16]

Ligações externasEditar

Referências

  1. «Crítica: 'Chega de saudade' é um baile para todas as idades». G1. 20 de março de 2008. Consultado em 26 de março de 2016 
  2. AdoroCinema, Chega de Saudade, consultado em 28 de julho de 2020 
  3. The Ballroom (2007) (em inglês), consultado em 28 de julho de 2020 
  4. «FILMOGRAFIA - CHEGA DE SAUDADE». Cinemateca. Consultado em 28 de julho de 2020 
  5. a b «Rádio: trilha de 'Chega de Saudade' traz samba, forró, bossa nova e mais». Globo Filmes. 10 de janeiro de 2014. Consultado em 28 de julho de 2020 
  6. «Chega de Saudade (2007) Trilha sonora». RingosTrack (em inglês). Consultado em 28 de julho de 2020 
  7. «Folha de S.Paulo - Trilha de "Chega de Saudade" sai antes do filme - 04/02/2008». Folha de SP. 4 de fevereiro de 2008. Consultado em 28 de julho de 2020 
  8. «Various - Chega de Saudade». Discogs. Consultado em 28 de julho de 2020 
  9. Borgo, Érico (20 de março de 2008). «Chega de Saudade». Omelete. Consultado em 28 de julho de 2020 
  10. Pelli, Ronaldo (20 de março de 2008). «G1 > Cinema - NOTÍCIAS - Crítica: 'Chega de saudade' é um baile para todas as idades». G1. Consultado em 28 de julho de 2020 
  11. Zanin, Luiz (27 de novembro de 2007). «Chega de Saudade». O Estado de São Paulo. Consultado em 28 de julho de 2020 
  12. «Conheça os vencedores do Prêmio Contigo! de Cinema Nacional». Cineclick - tudo sobre cinema. 19 de agosto de 2008. Consultado em 28 de julho de 2020 
  13. «Nota de Imprensa» (PDF). Santander. 29 de julho de 2011. Consultado em 28 de julho de 2020 
  14. a b c «Buriti Filmes - Chega de Saudade». Buriti Filmes. Consultado em 28 de julho de 2020 
  15. «Filme "Chega de Saudade" recebe prêmio na França - 23/03/2009 - Ilustrada - Folha de S.Paulo». Folha de S. Paulo. 23 de março de 2009. Consultado em 28 de julho de 2020 
  16. Bolognesi, Luiz; Bodanzky, Laís (2008). Chega de saudade. [S.l.]: Imprensa Oficial