Chibchas

(Redirecionado de Chibcha)
Disambig grey.svg Nota: Para o grupo de línguas sul-americanas, veja Família chibcha.
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Chichas.
   |- style="font-size: 85%;"
       |Erro::  valor não especificado para "nome_comum"


Confederação Chibcha/Muísca

Confederação Pré-Colombiana

c.1450 – 1537 Bandera de Costas.svg [[Vice-Reino de Nova Granada|]]
Localização de {{{nome_comum}}}
Continente América do Sul
Capital Não especificada
Língua oficial Chibcha
Religião Politeísmo
Governo Confederação (No geral) e Monarquia (Nas cidades)
História
 • c.1450 Fundação
 • 1537 Dissolução

Os Chibchas ou muíscas eram uma tribo de fala chibcha do planalto central da Colômbia que formavam a Confederação Muísca. Eles foram encontrados pelo Império Espanhol em 1537, na época da conquista. Os muíscas dividiam-se em duas confederações: a Hunza da zona norte, cujo soberano era o zaque , e a Bacatá da zona sul, cujo soberano era o zipa. Ambas as confederações situavam-se nas terras altas dos atuais departamentos de Cundimarca e Boyacá (Altiplano cundiboyacense) na região central da Colômbia.

O território dos muíscas estendia-se por uma área de 46 972 quilômetros quadrados (uma região um pouco maior que a Suíça) desde o norte de Boyacá ao Páramo de Sumapaz e dos cumes da Cordilheira Oriental para o Vale do Magdalena. Fazia fronteira com os territórios dos pijaos e dos panches.

Na época da conquista espanhola, a área tinha uma grande população, mas não é conhecido o número exato de habitantes. As línguas dos muíscas eram dialetos da língua chibcha, também chamados muysca e mosca, que pertencem à família lingüística chibchana. A economia era baseada na agricultura, metalurgia e manufatura.

Política e organização administrativaEditar

Os muíscas estavam organizados em uma confederação, que era uma fraca união de estados que mantinham a sua soberania. A Confederação não era um reino, pois não havia monarca absoluto, nem era um império , porque não dominavam outros grupos étnicos ou povos. A Confederação Muísca não pode ser comparada com outras civilizações americanas, como os astecas ou Império Inca. A Confederação Muísca foi uma das maiores e mais bem organizadas confederações de tribos do continente sul-americano.

Cada tribo dentro da confederação era governada por um chefe ou cacique. A maioria das tribos faziam parte do grupo étnico muísca, partilhando a mesma língua e cultura, e relacionando-se através do comércio. Uniam-se para enfrentar um inimigo comum. O exército era da responsabilidade do zipa ou do zaque. O exército era composto pelos güeches, os antigos guerreiros tradicionais do povo muísca.

O povo muísca estava organizado em duas confederações. A confederação sul, liderada pelo Zipa , teve sua capital em Bacatá (agora Bogotá). Este sistema político do sul incluiu a maioria da população muísca e tinha maior poder econômico.

A confederação do norte era governado pelo zaque, e tinha sua capital em Hunza, hoje conhecida como Santiago de Tunja. Embora ambas as confederações tivessem relações políticas e afinidades comuns e pertencessem tribos da mesma nação, ainda havia rivalidades entre elas. Entre as confederações, havia quatro domínios: Bacatá, Hunza, Duitama, e Sogamoso . Os domínios eram compostos por localidades. As tribos eram divididas em Capitanias (governada por um Capitão. Havia dois tipos:Capitania Maior (sybyn) e Capitania Menor (uta). O status de Capitão era herdado pela linhagem materna. era assim:

  • Territórios do Zipa:
  1. Distrito Bacatá: Teusaquillo, Tenjo, Subachoque, Facatativá, Tabio, Cota, Chía, Usaquén, Engativa, Suba, Sopó, Usme e Zipacón;
  2. Distrito Fusagasugá: Fusagasugá, Pasca e Tibacuy;
  3. Distrito Zipaquirá: Nemocón, Susa, Lenguazaque, Ubaté, Simijaca e Chocontá;
  4. Distrito Gachetá: Gachetá, Guatavita e Suesca.
  • Territórios do Zaque: Sorata, Ramiriquí, Machetá, Tenza, Tibirito, Lenguazaque e Turmequé;
  • Território do Tundama: Cerinza, Ocabitá, Onzaga, Ibacucu, Sativa, Tibana e outros;
  • Território do Sugamuxi: Bosbanza, Toca, Sogamoso e outros;
  • chefias Autónomas: Guaneta, Charalá, Chipata, Tinjacá, e outros.

A legislação muísca era de direito consuetudinário , ou seja, a aplicação das leis era determinada por costumes há muito estabelecidos a aprovação do Zipa ou Zaque. Este tipo de legislação era adequado para um sistema de confederação, e era bem-organizado. Os recursos naturais não podiam ser privatizados: bosques, lagos, planaltos, rios e outros recursos naturais eram bens comuns.

O rito no qual o cacique, o sumo sacerdote, cobria seu corpo com pó de ouro e mergulhava na lagoa de Guatavita deu origem ao mito de El Dorado, que atraiu os aventureiros espanhóis em busca de grandes tesouros.

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Chibchas