Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura filme de 1962, de Irwin Allen, veja Five Weeks in a Balloon.
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde abril de 2010). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Cinq semaines en ballon
Cinco Semanas em Balão (PT)
Cinco Semanas em um Balão (BR)
Five Weeks in a Balloon.jpg
A vermelho, o trajecto da viagem
Autor(es) Júlio Verne
Idioma Francês
País França
Assunto Viagens à balão
Série Les voyages extraordinaires
Lançamento 1863
Edição portuguesa
Tradução Francisco Augusto Correia Barata
Editora Bertrand
Cronologia
Les aventures du capitaine Hatteras

Cinq semaines en ballon (Cinco Semanas em um Balão BRA ou Cinco Semanas em Balão PRT) foi a primeira grande obra literária do escritor francês Júlio Verne, publicada pela primeira vez em 1863.

Como é comum em todas as obras de Verne, este livro relata uma grandiosa viagem, passada em meados do séc. XIX, que teve como finalidade a travessia do continente africano desde a costa oriental à costa ocidental (Zanzibar ao Senegal), usando como veículo um balão de hidrogénio. O criador deste aparelho é o britânico Dr. Fergusson, que já sendo famoso pelas suas grandes expedições à volta do globo quer ir mais além. Ele, conjuntamente com o seu criado Joe, e o seu grande amigo, o escocês Dick Kennedy, partem de Zanzibar, uma ilha na costa oriental de África, com o intuito de atravessarem o continente segundo uma rota mais ou menos paralela à linha do equador, tendo como grandes objectivos a descoberta da nascente do grande rio Nilo e a descoberta da região central de África, que na altura ainda era uma incógnita nas cartas geográficas de África.

ResumoEditar

A história tem início no Século XIX Na época dourada das grandes explorações ao continente africano, o Dr. Samuel Fergusson um homem muito inteligente e astuto e perspicaz , dispõe-se a fazer a viagem mais arrojada de todas: atravessar a África, de leste a oeste, num balão. Acompanhado pelo jovem Joe Wilson, o seu fiel criado, e pelo seu amigo de longa data Dick Kennedy, um intrépido caçador escocês, partem da ilha de Zanzibar a bordo do Victoria, um aeróstato especialmente concebido por Fergusson para a ocasião. Aventurando-se por territórios desconhecidos, a coragem dos três amigos é constantemente posta à prova perante os inúmeros perigos com que se vão deparando. Desde nativos aguerridos a animais ferozes nunca antes vistos por olhos europeus, passando por paisagens desoladoras e por outras fabulosas nunca vistas por outros , somos levados numa aventura fantástica como só a prodigiosa mente de Júlio Verne ...

Ligações externasEditar