Ciomara Morais

Otoniela Ciomara Correia Morais (Benguela, 14 de março de 1984) é uma atriz, modelo e realizadora luso-angolana.

Ciomara Morais
Nome completo Otoniela Ciomara Correia Morais
Nascimento 14 de março de 1984 (37 anos)
Benguela, Angola
Nacionalidade angolana
portuguesa
Ocupação

Ficou conhecida pela personagem Salomé Lisboa que interpretou na série portuguesa Morangos com Açúcar.[1] Em 2012, estreou-se na realização com a curta-metragem Encontro com o Criador, de sua autoria.[2]

Em entrevista ao portal iOnline em 2013, disse: «Eu própria sou portuguesa e sou negra. Depois de tantos anos continua a passar-se a imagem de que o português tem de ser branco. (...) Acho que em Portugal nunca fiz uma personagem que fosse portuguesa. (...) Para estares integrado em Portugal tens de esconder tudo o que tens de negro.»[1]

Sendo a mesma angolana com dupla nacionalidade (luso-angolana), a atriz tem ainda raízes macaenses.[1]

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Ano Título Papel Canal
2005 Diário de Sofia Leonor RTP1
2005-2006 Morangos com Açúcar Salomé TVI
2009 Makamba Hotel TV Zimbo
2009 Equador Masara TVI
2009 5 Para a Meia-Noite Várias personagens RTP2
2010 República de Abril Leonor RTP1
2010-2011 Voo Direto Rita RTP1 e TPA
2011 Liberdade 21 Jessica RTP1
2011 O Bar do Ti-Chico Lola
2013 Maternidade Nené Cassamá RTP1
2014 Água de Mar Mãe de Silvio RTP1
2015 O Quimbo Cuia Odete
2016 A Única Mulher TVI
2016 Dentro Iara RTP1
2017 Maison Afrochic Neuza Mundo Fox
2018 Querida Preciosa Preciosa RTP África

CinemaEditar

Ano Título Papel
2009 The Abused
2009 As Maltratadas
2011 Por Aqui Tudo Bem Alda
2012 Com Um Pouco de Fé
2012 O Grande Kilapy Rapariga do Bar
2012 Encontro com o Criador Viúva
2013 Camelia de Sangue Abeona
2013 The Thorn of the Rose Linette Oliveira
2013 Alma Mãe
2016 Um Dia/That Day Sofia
2017 A Ilha dos Cães Lena

TeatroEditar

  • 2007 - As Histórias da Carochinha, encenação de Francisco Silva
  • 2010 - A Balada da Margem Sul como Leonor, encenação de Helder Costa
  • 2012 - Vanessa como Vanessa, encenação de Ingrid Fortez

Ligações externasEditar

Referências

  1. a b c Nuno Ramos de Almeida (2 de fevereiro de 2013). «Para estares integrado em Portugal tens de esconder tudo o que tens de negro». iOnline. Consultado em 25 de março de 2014 
  2. Carla Simone Costa (8 de fevereiro de 2013). «"Não é bom estar parada"». VIP. Consultado em 19 de setembro de 2018 
  Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.