Citadino de Londrina

O Citadino de Londrina de futebol é um título simbólico dado ao vencedor dos dérbis londrinenses do futebol profissional de cada ano. Atualmente, o principal derby da cidade é o Clássico Pé Vermelho ou "Derby Pé-Vermelho" (como prefere a imprensa), o qual é jogado pelo Londrina Esporte Clube (LEC) e pela Associação Portuguesa Londrinense (APL), tendo sido inclusive este o primeiro derby profissional da cidade, datado de 1956.

Década de 1950Editar

Durante os anos, o Londrina Esporte Clube foi o único clube profissional com atividade contínua no município, o que fez dele o maior time de futebol da cidade. O primeiro jogo extra-oficial da história do Tubarão foi contra a Associação Portuguesa Londrinense em 17 de junho de 1956 no VGD, partida vencida pelo Londrina FR por 4 a 1, com dois gols do atacante Maurício. De 1959 a 1961 o Londrina enfrentou e venceu o time da Vila Terezinha seis vezes (1-0 e 2-0 em 1959, 4-1 e 1-0 em 1960, 3-0 e 3-0 em 1961). A partir de 1962 a Lusinha retornou ao futebol amador, voltando ao futebol profissional somente em 1997.

Década de 1960Editar

De 1964 a 1967 os dois grandes adversários profissionais da cidade foram o "Londrina de Futebol e Regatas" (atual Londrina Esporte Clube) e o "São Paulo Futebol Clube", o qual tinha as cores e o uniforme iguais ao do tricolor do Morumbi e teve como melhor campanha no Estadual a 3ª posição em 1966. Em 1968, buscando angariar mais torcedores na região, o São Paulo FC mudou de nome para Paraná Esporte Clube, trocando suas cores para azul, vermelho e branco, tendo contudo fechado as portas em 1970. Neste período ocorreram grandes derbies, inclusive com a acusação de Franchello, ex-presidente do LEC, que Nicola Pagan, cartola do São Paulo FC, havia comprado o juiz do derby de 21 de junho de 1964 com quatro pneus novos para seu carro. O jogo terminou empatado em 1 a 1.

Década de 1970Editar

Em 1976 o derby local foi contra o Esporte Clube XV de Novembro (Londrina), clube amador que se aventurou no profissionalismo. O XV de Londrina foi campeão da Taça Paraná de futebol amador em 1975, tendo perdido em sua estreia de tentativa de profissionalismo para o LEC no VGD por 3 a 2 (1 de fevereiro de 1976), três gols de Carlos Alberto Garcia.

Década de 1980Editar

O próximo derby profissional ocorreu somente em 1984 entre o LEC e o extinto Café Futebol Clube, clube fundado em 1983 com as camisas iguais ao do Flamengo, buscando desta forma se identificar com as classes mais populares. O Café não deu certo, tendo disputado apenas quatro campeonatos da 2ª Divisão do Estadual e fechando as portas em 1987. O único encontro entre as duas equipes ocorreu em 23 de maio de 1984 em um quadrangular que contou com a participação dos paulistas São Paulo Futebol Clube e Sociedade Esportiva Palmeiras. O jogo aconteceu no Estádio do Café e o Londrina venceu por 4 a 1, com dois gols de Beijoca.

Década de 1990Editar

Em 1995 o LEC perdeu uma invencibilidade de 27 anos ao ser derrotado no derby para a Sociedade Esportiva Matsubara, que mudou-se de Cambará para Londrina, mas que após um ano retornou para sua cidade de origem. Mesmo o Tubarão tendo goleado o alvi-verde por 5 a 0 no VGD em 7 de junho de 1995 (dois gols do atacante Alaor, artilheiro do Campeonato Paranaense de Futebol de 1995), o Matsubara levou o título símbólico de melhor time da cidade naquele ano, pois em quatro jogos contra o LEC venceu dois (2-1 e 1-0), empatou um (1-1) e perdeu um (5-0). Com a reprofissionalização da Lusinha em 1997, a partir de 1999 LEC e Lusa passaram a se enfrentar em diversas oportunidades. A mais importante foi na decisão da 2ª Divisão do Estadual de 1999, vencida pelo Tubarão (duas vitórias seguidas por 2 a 0 no Estádio do Café).

Década de 2000Editar

Nos últimos anos, com a decadência gradativa do Londrina Esporte Clube, que caiu da Série B do Brasileirão em 2004 para a 2ª Divisão do Estadual em 2009, LEC e Lusinha passaram a fazer jogos acirrados. A Lusinha levou a melhor sobre o Tubarão em duas oportunidades (2002 e 2006), chegando a aplicar a maior goleada do derby (4 a 0 em 2006 no Estádio do Café). Os encontros recentes foram sempre embates movimentados com muitos empates, muitos gols e muitas expulsões.

RegrasEditar

Regras: Quem venceu o derby do ano ganhou o título simbólico de campeão londrinense. Se no mesmo ano foram disputados duas ou mais partidas, vale o saldo de gols. Em caso de igualdade, vence o clube que marcou maior número de gols fora de casa (sem mando de jogo). Se houver apenas um jogo e este terminar empatado, o título vai para a equipe visitante (sem mando de jogo).

Ano Campeão Vice
2010 Londrina EC Portuguesa Londrinense
2008 Londrina EC Portuguesa Londrinense
2007 Londrina EC Portuguesa Londrinense
2006 Portuguesa Londrinense Londrina EC
2003 Londrina EC Portuguesa Londrinense
2002 Portuguesa Londrinense Londrina EC
2000 Londrina EC Portuguesa Londrinense
1999 Londrina EC Portuguesa Londrinense
1995 Matsubara Londrina EC
1984 Londrina EC Café FC
1976 Londrina EC XV de Novembro
1969 Londrina FR Paraná EC
1968 Paraná EC Londrina FR
1967 Londrina FR São Paulo FC
1966 Londrina FR São Paulo FC
1965 Londrina FR São Paulo FC
1964 Londrina FR São Paulo FC
1961 Londrina FR Portuguesa Londrinense
1960 Londrina FR Portuguesa Londrinense
1959 Londrina FR Portuguesa Londrinense
1956 Londrina FR Portuguesa Londrinense

TítulosEditar

BibliografiaEditar

  • MATEUS, J. Londrina Esporte Clube 40 anos: do caçula gigante ao Tubarão. Londrina, PR: Midiograf, 1996.
  • SOBRINHO, Jefferson de Lima. Londrina Esporte Clube contado em fatos e fotos. Londrina, PR: Midiograf, 2005.
  • The Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation. www.rsssf.com
  Este artigo sobre futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.