Abrir menu principal
Mundo micênico ca. 1 400-1 300 a.C.

Civilização micênica (pt-BR) ou civilização micénica (pt) é um termo para descrever a última fase da Idade do Bronze na Grécia Antiga, abrangendo o período de aproximadamente 1 600–1 100 a.C.. Representa a primeira civilização avançada na Grécia continental, com seus estados palacianos, organização urbana, obras de arte e sistema de escrita.[1] O local mais proeminente foi Micenas, na Argólida, pela qual a cultura desta é chamada. Outros centros de poder que surgiram incluíram Pilos, Tirinto e Mideia no Peloponeso, Orcômeno, Tebas e Atenas na Grécia Central, e Iolcos na Tessália. Povoados de influência micênica também apareceram em Epiro,[2][3] na Macedônia,[4][5] nas ilhas do Mar Egeu, na costa da Anatólia, no Levante,[6] no Chipre[7] e na Itália.[8]

Os gregos micênicos introduziram várias inovações nas áreas de engenharia, arquitetura e infra-estrutura militar, enquanto o comércio em vastas áreas do Mediterrâneo era essencial para sua economia. Sua escrita silábica, a Linear B, oferece os primeiros registros escritos da língua grega e sua religião já incluía várias divindades que também podem ser encontradas no Panteão Olímpico. A Grécia micênica era dominada por uma sociedade de elite guerreira e consistia de uma rede de estados centrados no palácio que desenvolviam rígidos sistemas hierárquicos, políticos, sociais e econômicos. Na cabeça desta sociedade estava o rei, conhecido como anax.

A Grécia micênica pereceu com o colapso da cultura da Idade do Bronze no leste do Mediterrâneo, que foi seguida pela chamada Idade das Trevas grega, um período de transição sem registro que leva ao Período Arcaico, onde mudanças significativas ocorreram de formas centradas no palácio para formas descentralizadas de organização socioeconômica (incluindo o uso extensivo de ferro).[9] Várias teorias têm sido propostas para o fim desta civilização, entre elas a invasão dórica ou atividades ligadas aos "Povos do Mar". Teorias adicionais, como desastres naturais e mudanças climáticas, também foram sugeridas. O período micênico tornou-se cenário histórico de muitas literaturas e mitologias antigas, incluindo o Ciclo Épico de Troia.[nota 1]

Índice

CronologiaEditar

 Ver artigo principal: Civilização Heládica

A Idade do Bronze na Grécia continental é geralmente denominada como o "período heládico" pelos arqueólogos modernos, segundo Hellas, o nome grego da Grécia. Este período está dividido em três subperíodos: o período Heládico Primitivo (c. 2 900–2 000 a.C.) foi uma época de prosperidade com o uso de metais e um crescimento em tecnologia, economia e organização social. O período Heládico Médio (c. 2 000–1 650 a.C.) enfrentou um ritmo mais lento de desenvolvimento, bem como a evolução das habitações de tipo mégaro e sepulturas funerárias de cista.[1] Finalmente, o período Heládico Tardio (c. 1 650–1 050 a.C.) coincide aproximadamente com a Grécia micênica.[1]

O período Heládico Tardio é subdividido em Heládico Tardio I e Heládico Tardio II, os quais coincidem com a época inicial da Grécia micênica (c. 1 650–1 425 a.C.) e o Heládico Tardio III (c. 1 425–1 050 a.C.), o período de expansão, declínio e colapso da civilização micênica. O período de transição da Idade do Bronze para a Idade do Ferro na Grécia é conhecido como Sub-Micênico (c. 1 050–1 000 a.C.).[1]

Ver tambémEditar

Notas

  1. A medida em que Homero tentou ou conseguiu recriar um cenário "micênico" é examinado em Moses Finley, The World of Odysseus, 1954.

Referências

  1. a b c d Fields 2004, pp. 10–11.
  2. Hammond 1976, p. 139: "Além disso, nesta área, um pequeno túmulo tolo de cerâmica micênica do estilo III B e uma acrópole micênica foram relatados em Kiperi perto de Parga, e outra acrópole micênica estava acima do Oráculo dos Mortos na colina chamada Xylokastro."
  3. Tandy 2001, p. xii (Fig. 1); p. 2: "A evidência mais forte da presença micênica em Épiro é encontrada na zona costeira do baixo rio Aqueronte, que na antiguidade desaguou numa baía na costa jônica conhecida por fontes antigas como Glykys Limin (Figura 2-A)."
  4. Borza 1992, p. 64: "A existência de um assentamento micênico no final da Idade do Bronze em Petra não apenas confirma sua importância como uma rota de um período inicial, mas também amplia os limites do assentamento micênico para a fronteira da Macedônia."
  5. Aegeo-Balkan Prehistory – Mycenaean Sites
  6. van Wijngaarden 2002, Part II: The Levant, pp. 31–124; Bietak & Czerny 2007, Sigrid Deger-Jalkotzy, "Mycenaeans and Philistines in the Levant", pp. 501–629.
  7. van Wijngaarden 2002, Part III: Cyprus, pp. 125–202.
  8. Peruzzi 1980; van Wijngaarden 2002, Part IV: The Central Mediterranean, pp. 203–260.
  9. Morris 1996, "Greece: Dark Age Greece", pp. 253–256.

BibliografiaEditar

  • French, Elizabeth (2002). Mycenae: Agamemnon's Capital. Stroud: Tempus. ISBN 0-7524-1951-X 
  • Mountjoy, P.A. (1986). Mycenaean Decorated Pottery: A Guide to Identification. [S.l.]: Studies in Mediterranean Archaeology 73. Göteborg: Paul Åströms Forlag. ISBN 91-86098-32-2 
  • Podzuweit, Christian (1982). "Die mykenische Welt und Troja". In: B. Hänsel (ed.), Südosteuropa zwischen 1000 v. Chr., 65–88. (em alemão)

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Civilização micênica
Precedido por
Heládico Médio
Civilização micênica
1 600 até 1 050 a.C.
Sucedido por
Idade Grega das Trevas