Abrir menu principal

Wikipédia β

Clássico Mineiro

O Clássico Mineiro é o clássico de futebol mais importante do Estado de Minas Gerais, que envolve o Clube Atlético Mineiro e Cruzeiro Esporte Clube, maiores clubes da cidade de Belo Horizonte.[2]

Clássico Mineiro
Atlético versus Cruzeiro
Clássico Mineiro no Estádio do Atlético.

Clássico Mineiro no Estádio do Atlético.
editar

Índice

História

Foi apenas a partir da década de 1950 que a rivalidade entre Atlético e Cruzeiro começou a se destacar, sendo reforçada pela divisão da taça do Campeonato Mineiro de 1956.[2]

Até a inauguração do Mineirão, em 1965, o Atlético levava vantagem no clássico. Dos 57 confrontos no Estádio Independência até então, 29 vitórias foram atleticanas, contra 17 celestes.[3]

Era Mineirão

O surgimento do Mineirão, inaugurado em setembro de 1965, marcou a virada e o domínio da equipe de azul, que passou a contar com atletas talentosos como Raul, Piazza, Dirceu Lopes, Natal e Tostão. A Raposa conquistou cinco títulos consecutivos de 1965 a 1969 e teve o Galo como vice-campeão em todos eles.[2]

O primeiro confronto entre as duas equipes realizado no Mineirão aconteceu em 24 de outubro de 1965, e o Cruzeiro venceu o Atlético por 1 a 0.[4] Durante 45 anos (entre 1965 e 2010), foram 214 confrontos, com vantagem cruzeirense: 76 vitórias, contra 69 do Alvinegro.[5]

Torcida única

Em 2010, o estádio Mineirão foi fechado para as reformas necessárias para a Copa do Mundo. Durante este período, as equipes mandaram seus jogos em estádios no interior do estado e passaram a contar com torcida única.[6] As duas torcidas só voltaram a se encontrar em 3 de fevereiro de 2013, no jogo de reinauguração do estádio. A partida entre as duas equipes, válida pela primeira rodada do Campeonato Mineiro, terminou com a vitória do Cruzeiro por 2 a 1.[7] O público presente na partida foi de 59.968 e o público pagante, aproximadamente 53 mil pessoas.[8]

Final da Copa do Brasil

No dia 5 de novembro de 2014, as equipes mineiras se classificaram para a final da Copa do Brasil. Nas semifinais, os atleticanos impuseram uma virada sobre o Flamengo por 4 a 1 no Mineirão, após perderem por 2 a 0 no primeiro jogo. Já o Cruzeiro, empatou com o Santos na Vila Belmiro, após ter vencido por 1 a 0 em casa e havia acabado de ser Tetracampeão Brasileiro.[9] Pela primeira vez na história, as duas equipes mineiras decidiram um título nacional.[10]

Na primeira partida, realizada no Independência, vitória do Atlético por 2 a 0.[11] No jogo de volta, no Mineirão, outra vitória do Atlético, dessa vez por 1 a 0, o que lhe garantiu o título inédito da Copa do Brasil de 2014.

A "Capital do Futebol"

Após a reforma e reinauguração do Mineirão, em 2013, as equipes mineiras voltaram a destacar-se nacional e internacionalmente. Ainda em 2013 o Atlético conquistou o título inédito da Taça Libertadores, o Cruzeiro ganhou pela terceira vez o Campeonato Brasileiro, maior título nacional.[10] Em 2014, além de decidirem o título da Copa do Brasil 2014, vencido pelo Atlético, as duas equipes foram protagonistas em outros campeonatos. O Atlético conquistou também o título de campeão da Recopa Sul-Americana,[12][13] enquanto o Cruzeiro conquistou o Campeonato Brasileiro de 2014,[9] o tetracampeonato de sua história e bicampeonato seguido. Estas conquistas e destaques fizeram com que o New York Times dedicasse uma reportagem à dupla mineira, dando a Belo Horizonte o título de "Capital do Futebol".[14][15]

Estatísticas

O maior placar do confronto foi Atlético 9 a 2 Palestra Itália em confronto válido pelo campeonato Mineiro (1927).

O lateral Paulo Roberto foi o jogador que mais atuou no clássico mineiro em campeonatos brasileiros, com 12 partidas vestindo a camisa do Atlético.[16]

Números

O jogo mais recente aconteceu em 1 de abril de 2017, com vitória do Cruzeiro por 2 a 1.[17] Este jogo decretou uma sequência de invencibilidade do Cruzeiro sobre o Atlético de 07 jogos (05 vitórias e 02 empates), iniciado no dia 06/06/2015.[18] O aproveitamento do time celeste no período é de 85,18%.

Estatísticas (versão atleticana)
Número de partidas 501
Vitórias de Atlético 202
Vitórias de Cruzeiro 166
Empates 133
Gols do Atlético 714
Gols do Cruzeiro 636
Fonte: Galodigital
Estatísticas (versão cruzeirense)
Número de partidas 482
Vitórias de Atlético 184
Vitórias de Cruzeiro 165
Empates 132
Gols do Atlético 666
Gols do Cruzeiro 619
Fonte: Cruzeiropédia
Data Partida Evento Estádio
27 de novembro de 1927 Atlético 9–2 Palestra Itália[19][20][21][22] Campeonato Mineiro de 1927 Campo do América

Gols:

Atlético:

Said   11'   19'   46'
Jairo   66'   71'   76'
Mário de Castro   57'   61'
Getúlio   82'

Palestra Itália:

Ninão   22'   70'

Fonte: Palestra Itália-MG 2 x 9 Atlético (GaloDigital)
Data Partida Evento Estádio
4 de dezembro de 2011 Cruzeiro 6–1 Atlético[23][24] Campeonato Brasileiro de 2011 Arena do Jacaré

Gols:

Cruzeiro:

Roger (08 minutos do 1º tempo)

Leandro Guerreiro (28 minutos do 1º tempo);

Anselmo Ramon (33 minutos do 1º tempo);

Fabrício (45 minutos do 1º tempo);

Wellington Paulista (11 minutos do 2º tempo);

Everton (45 minutos do 2º tempo);

Atlético:

Réver (15 minutos do 2º tempo);

Fonte: Cruzeiro 6–1 Atlético (CruzeiroPédia)

Maiores Invencibilidades:

Abaixo temos as 05 maiores invencibilidades do confronto entre os dois times:[25]

Posição Invicto Período Número de Jogos Resultados Aproveitamento (%)
1 Atlético-MG 1985 a 1987 13 Cinco vitórias e oito empates 58,97
2 Cruzeiro 2007 a 2009[26][27] 12 Dez vitórias e dois empates 88,88
3 Atlético-MG 2013 a 2015[28] 11 Seis vitórias e cinco empates 69,69
4 Atlético-MG 1947 a 1948 10 Nove vitórias e um empate 93,33
5 Atlético-MG 1937 a 1939 10 Oito vitórias e dois empates 86,66

Torcidas

  • Cruzeiro: 4,0% ou 8,3 milhões de torcedores.
  • Atlético: 2,8% ou 5,7 milhões de torcedores.
Fonte: Paraná Pesquisas 2016 (margem de erro: 1,0%)
  • Cruzeiro: 3,8% ou 7,6 milhões de torcedores.
  • Atlético: 2,6% ou 5,2 milhões de torcedores.
Fonte: Pluri Pesquisas Esportivas 2013 (margem de erro: 0,68%)

As duas pesquisas destacadas atendem ao critério de serem recentes e terem baixa margem de erro, cuja conclusão é a de que as duas torcidas seguem um crescimento proporcional e constante, com maior número de torcedores cruzeirenses, considerando as margens de erro citadas. Outras pesquisas podem ser consultadas na Lista das maiores torcidas de futebol do Brasil.

Maiores públicos

O recorde de público pagante da história do clássico foi registrado em 4 de maio de 1969, com 123.351 pagantes, em partida realizada no Mineirão, válida pelo Campeonato Mineiro.[29]

Veja os vinte maiores públicos do confronto:

Data Partida Evento Estádio Público
4 de maio de 1969 Atlético 0-1 Cruzeiro Campeonato Mineiro Mineirão 123.351[29]
9 de outubro de 1977 Atlético 1-3 Cruzeiro Campeonato Mineiro Mineirão 122.534
8 de novembro de 1980 Atlético 1-0 Cruzeiro Campeonato Mineiro Mineirão 115.983[29]
2 de junho de 1968 Atlético 1-2 Cruzeiro Campeonato Mineiro Mineirão 110.432
15 de dezembro de 1974 Atlético 1-2 Cruzeiro Campeonato Mineiro Mineirão 109.363
5 de dezembro de 1982 Atlético 2-1 Cruzeiro Campeonato Mineiro Mineirão 108.935
2 de agosto de 1970 Atlético 2-2 Cruzeiro Campeonato Mineiro Mineirão 106.155
3 de abril de 1977 Atlético 2-0 Cruzeiro Campeonato Mineiro Mineirão 103.725
9 de dezembro de 1984 Atlético 1-0 Cruzeiro Campeonato Mineiro Mineirão 99.174
27 de março de 1977 Atlético 2-0 Cruzeiro Campeonato Mineiro Mineirão 99.044
29 de janeiro de 1978 Atlético 2-1 Cruzeiro Campeonato Brasileiro Mineirão 98.778
18 de setembro de 1966 Atlético 0-2 Cruzeiro Campeonato Mineiro Mineirão 97.965
28 de setembro de 1969 Atlético 1-2 Cruzeiro Torneio Roberto Gomes Pedrosa Mineirão 97.928
8 de fevereiro de 1987 Atlético 0-0 Cruzeiro Campeonato Brasileiro Mineirão 94.381
10 de setembro de 1967 Atlético 0-0 Cruzeiro Campeonato Mineiro Mineirão 93.577
7 de agosto de 1977 Atlético 0-0 Cruzeiro Campeonato Brasileiro Mineirão 91.696
5 de março de 1967 Atlético 0-4 Cruzeiro Torneio Roberto Gomes Pedrosa Mineirão 91.042
18 de fevereiro de 1979 Atlético 2-1 Cruzeiro Campeonato Mineiro Mineirão 90.894
26 de novembro de 1967 Atlético 3-3 Cruzeiro Campeonato Mineiro Mineirão 90.838
11 de fevereiro de 1987 Atlético 1-1 Cruzeiro Campeonato Brasileiro Mineirão 90.190

Títulos

  Competições Internacionais Atlético Cruzeiro
Copa Libertadores da América 1 2
Supercopa Libertadores 0 2
Copa Conmebol 2 0
Recopa Sul-Americana 1 1
Copa Ouro Sul-Americana 0 1
Copa Master da Supercopa 0 1
  Competições Nacionais Atlético Cruzeiro
Campeonato Brasileiro 1 4**
Série B 1 0
Copa do Brasil 1 5
Copa dos Campeões Brasileiros[30] 1 0
Copa dos Campeões Estaduais[31] 1 0
  Competições Interestaduais Atlético Cruzeiro
Copa Sul-Minas 0 2
Copa Centro-Oeste 0 1
  Competições Estaduais Atlético Cruzeiro
Campeonato Mineiro[32] 44 36
Taça Minas Gerais[33] *** 5 5
Taça Belo Horizonte[34] 3 0
Copa dos Campeões Mineiros[35] 1 2
Torneio Incentivo Mineiro - FMF[36] 1 0
Torneio Início[37] 8 10
  Competições Municipais Atlético Cruzeiro
Copa Belo Horizonte 1 1
Taça Bueno Brandão[38] 1 0
Total de títulos 73 73

** Inclui a Taça Brasil de 1966, unificada ao Campeonato Brasileiro pela CBF em dezembro de 2010.[39]
*** Inclui turnos de campeonatos.

Bibliografia

Livro: O Mineirão é azul: 40 jogos memoráveis do Cruzeiro contra o Atlético, por Leonardo Silvestre (2013).[40]

Livro: Clássicos do Futebol Brasileiro, por José Renato Sátiro Santiago Jr. e Marcelo Unt (2014).

Ver também

Referências

  1. "Palestra Itália 3x0 Atlético", CruzeiroPédia, 27/7/2014
  2. a b c «O clássico: Atlético x Cruzeiro». FIFA. Consultado em 25 de janeiro de 2014 
  3. RIBEIRO, Henrique (23 de agosto de 2012). «Independência demorou a cair no gosto dos rivais». Hoje em Dia. Consultado em 28 de janeiro de 2013 
  4. «Cruzeiro amplia vantagem sobre o rival Atlético na Era Mineirão». UOL Esporte. 16 de setembro de 2007 
  5. RIBEIRO, Henrique (1 de dezembro de 2012). «Mineirão: a casa do clássico entre Cruzeiro e Atlético». Hoje em Dia 
  6. «Por segurança, Cruzeiro e Atlético-MG farão clássicos com torcida única». UOL Esporte. 8 de julho de 2010 
  7. DAGOBERTO DECIDE, E CRUZEIRO VENCE O GALO NA REINAUGURAÇÃO DO MINERÃO
  8. Mandante, Cruzeiro se dá bem com recorde de renda da história de Minas
  9. a b «Mesmo derrotado, Cruzeiro faz festa com a torcida pelo tetra do Brasileiro». ESPN 
  10. a b «Clubes de Minas decidem título nacional pela primeira vez na história». UOL Esporte. 5 de novembro de 2014 
  11. «Galo faz 2 a 0 no primeiro dos maiores clássicos da história de MG». Globo Esporte. 12 de novembro de 2014 
  12. «Atlético-MG é campeão da Recopa Sul-Americana ao vencer o Lanús no Mineirão». O Globo. 24 de julho de 2014 
  13. «O campeão da Recopa». Clube Atlético Mineiro. 24 de dezembro de 2014 
  14. MacKENNA, EWAN. «City Tarnished by Defeat Gets to Bask in Victory - NYTimes.com». Consultado em 29 de março de 2017 
  15. «"Capital do futebol": The New York Times publica reportagem exaltando clubes de Belo Horizonte - Superesportes». www.mg.superesportes.com.br. Consultado em 29 de março de 2017 
  16. GRACIANO, Wallace (22 de setembro de 2012). «História do clássico em Brasileiros: Cruzeiro leva vantagem». Hoje em Dia. Consultado em 28 de janeiro de 2013 
  17. «Thiago Neves marca, Fred é expulso, Cruzeiro bate Atlético e aumenta tabu no clássico». ESPN 
  18. «Classificado e sem chance de alcançar Atlético, Cruzeiro defende tabu no clássico deste sábado». Hoje em dia. Consultado em 29 de março de 2017 
  19. «Goleadas à Mineira». Placar (1158). Abril. Dezembro de 1999. p. 24 – via Google Books 
  20. «Galo x Raposa». Placar (859). Abril. 10 de novembro de 1986. p. 5 – via Google Books 
  21. Freati, Claudio; Dias, Vítor (2 de março de 2014). «Minas Gerais 1927». Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation (em inglês) 
  22. RIBEIRO, Henrique - Almanaque do Cruzeiro 1921-2013, página 15 (Ed. 2014)
  23. «Ficha Técnica: Cruzeiro 6 x 1 Atlético-MG | VEJA.com». VEJA.com. 4 de dezembro de 2011 
  24. «Cruzeiro goleia Atlético e escapa de rebaixamento inédito em grande estilo - Superesportes». www.superesportes.com.br. Consultado em 29 de março de 2017 
  25. «Atlético-MG mira atingir a segunda maior invencibilidade em clássicos». globoesporte.com 
  26. «Globoesporte.com > Futebol - CONFRONTO - Cruzeiro X Atlético-MG 12/07/2009». globoesporte.globo.com. Consultado em 29 de março de 2017 
  27. «Pois na realidade é um grande (BI)campeão!!!». globoesporte.globo.com. Consultado em 29 de março de 2017 
  28. «Não há mais tabu! Cruzeiro vence o Atlético-MG em pleno Independência - Futebol - UOL Esporte». UOL Esporte 
  29. a b c DRUMMOND, Ivan (16 de dezembro de 2012). «Entre a glória e o drama». Superesportes. Consultado em 28 de janeiro de 2013 
  30. RSSS Brasil. «Copa dos Campeões da Copa Brasil». Consultado em 2 de junho de 2012 
  31. RSSS Brasil. «Copa dos Campeões Estaduais». Consultado em 2 de junho de 2012 
  32. RSSS Brasil. «Campeonato Mineiro». Consultado em 2 de junho de 2012 
  33. RSSS Brasil. «Taça Minas Gerais». Consultado em 2 de junho de 2012 
  34. RSSS Brasil. «Taça Belo Horizonte». Consultado em 2 de junho de 2012 
  35. RSSS Brasil. «Copa dos Campeões Mineiros». Consultado em 2 de junho de 2012 
  36. RSSS Brasil. «Torneio Incentivo Mineiro - FMF». Consultado em 2 de junho de 2012 
  37. RSSS Brasil. «Torneio Início de Minas Gerais». Consultado em 2 de junho de 2012 
  38. RSSS Brasil. «Taça Bueno Brandão». Consultado em 2 de junho de 2012 
  39. «CBF anuncia oficialmente a unificação dos títulos de campeão brasileiro». Jornal O Globo. 22 de dezembro de 2010 
  40. «Livro resgata 40 vitórias memoráveis do Cruzeiro sobre o Atlético-MG». Site oficial do Cruzeiro. 15 de março de 2013 

Ligações externas