Cláudia Abreu

Atriz brasileira

Cláudia Abreu Fonseca (Rio de Janeiro, 12 de outubro de 1970) é uma atriz, produtora e roteirista brasileira.

Cláudia Abreu
Cláudia em 2019.
Nome completo Cláudia Abreu Fonseca
Pseudônimo(s) Cacau
Nascimento 12 de outubro de 1970 (51 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
Estatura 1,64m
Cônjuge Guilherme Fontes ?-1994[1]
José Henrique Fonseca (c. 1997)
Alma mater Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Ocupação
Período de atividade 1986–presente
Principais trabalhos
Prêmios Lista

CarreiraEditar

Em 1986, fez sua estreia na Rede Globo, ao participar de um episódio da série Tele Tema. Em seguida, foi escalada para a novela Hipertensão, interpretando Luzia, personagem que morria por volta do capítulo 100. Logo depois, integrou o elenco da novela O Outro. Cláudia Abreu ficou popular por uma série de papéis marcantes em novelas, minisséries, seriados e especiais da TV Globo. Em 1988, apresentou o musical Globo de Ouro, substituindo a atriz Isabela Garcia, que acabara de dar à luz. Sua carreira na TV é entremeada por breves interrupções ou participações esporádicas em séries e especiais, períodos em que se dedicou ao teatro, ao cinema e à maternidade.

Em 1989, coprotagonizou o grande sucesso Que Rei Sou Eu?, em que incorporou a princesa Juliette, que dançava lambada e até aparecia de minissaia em pleno século XVIII, mostrando ao público seu lado cômico. Em 1990, viveu uma das personagens mais marcantes de sua carreira, a dançarina Clara, da novela Barriga de Aluguel. Na trama, Clara aceitava alugar o útero para gerar o filho de outra mulher, levantando a discussão sobre quem deveria ficar com a criança, a mãe biológica ou a mãe de aluguel. Em 1992, integrou o elenco da minissérie Anos Rebeldes, como a jovem militante Heloísa, que, de mocinha mimada e rica, entra para a luta armada e combate o golpe militar de 1964. Sua atuação na minissérie lhe rendeu o prêmio de melhor atriz pela Associação Paulista dos Críticos de Arte.[2] Em 1994, protagonizou a novela Pátria Minha e, em seguida, à procura de diversificar sua carreira após oito anos participando de novelas quase anualmente, iniciou seu primeiro período sabático, a partir de 1995, limitando-se a participações pontuais e bissextas nas séries A Vida como Ela é... e A Comédia da Vida Privada, e na minissérie Labirinto. Durante esse intervalo, pôde se dedicar ao cinema. O ano de 1997, é particularmente prolífico em sua carreira. Participa do filme Tieta em fins de 1996. Ao lado de Sônia Braga e Marília Pêra, interpretou Leonora. No ano seguinte, mais alguns trabalhos seus chegam aos cinemas: O Que É Isso, Companheiro?, onde faz o papel da guerrilheira Renée, ao lado do americano Alan Arkin, Guerra de Canudos, onde interpretava a protagonista Luíza, e Ed Mort, como Cibele, que lhe rendeu o prêmio Lente de Cristal, no Festival de Cinema de Miami. Nessa época, e paralelamente ao cinema, voltou aos palcos, atuando em Noite de Reis e As Três Irmãs.

Em 1999, seu retorno às grandes produções da televisão vem no papel da escrava branca Olívia Xavier, em Força de um Desejo. Em 2001, apareceu no cinema como a baronesa Maria Luísa, no filme O Xangô de Baker Street. Foi um ano que se destacou especialmente em sua vida pelo nascimento de Maria Maud, sua filha com o cineasta José Henrique Fonseca, devido ao que reduziu seus compromissos profissionais e iniciou outro período sabático. Importantes, nessa fase, são as filmagens do longa O Homem do Ano. O filme, emblemático para o casal, pois foi dirigido por seu marido, teve roteiro premiado de Rubem Fonseca, sogro de Cláudia. Em 2002, fez uma participação na minissérie O Quinto dos Infernos, como a imperatriz Amélia de Leuchtenberg, segunda esposa do imperador brasileiro Dom Pedro I. Também filmou O Caminho das Nuvens, um road movie brasileiro sobre uma família de nordestinos que, de bicicleta, atravessa toda a distância até o Rio de Janeiro, em busca de uma vida melhor.

 
Cláudia em 2005.

No ano seguinte retornou à televisão em Celebridade, na pele da pérfida Laura Prudente da Costa, arqui-inimiga da mocinha Maria Clara Diniz (Malu Mader). Primeira vilã na carreira da atriz, Laura, a despeito de suas vilanias, foi um sucesso de público, que lhe valeu o Prêmio Contigo! de melhor atriz; o humor ácido, pontuado pelo tempo seguro de Cláudia, tornaram a personagem popular e querida. Também nesse ano, como homenagem ao seu início no Tablado, produziu e estrelou a peça clássica de Maria Clara Machado, Pluft, o Fantasminha. Com um ritmo mais suave, o cinema voltou a ser opção na sua vida. Cláudia aceitou o convite para substituir a atriz francesa Clara Bellar, no papel de Glória, na produção de Os Desafinados em 2006, e começou a filmar, no Rio e em Nova Iorque, ao lado de Rodrigo Santoro, Ângelo Paes Leme e outros. A história marca a trajetória de um grupo de cinco músicos nos tumultuados anos sessenta e setenta, sua luta pelo sucesso e seus dramas pessoais. O filme, só lançado em 2008, rendeu-lhe o prêmio QUEM de melhor atriz.[3] Retornou à televisão em outra grande produção da Rede Globo, Belíssima, como a protagonista Vitória, ex-menina de rua, que se casa com o milionário Pedro Assumpção e vai viver com ele na Grécia, enfrentando grande oposição por parte da avó megera do rapaz, Bia Falcão.

Em 2007, pela primeira vez desde o início de sua parceria com Gilberto Braga, em 1992, na minissérie Anos Rebeldes, apareceu ao lado do autor em O Tablado e Maria Clara Machado, documentário sobre a dramaturga e o teatro criado por ela. Seu trabalho seguinte foi Três Irmãs, onde interpretava Dora, uma perua fútil, mas de bem com a vida. Em 2012, viveu um dos grandes momentos de sua carreira ao interpretar a cantora tecnobrega Chayene, uma vilã cômica, na novela Cheias de Charme.[4] A atriz fez aulas de canto para dispensar dublagem,[5] além de se organizar para cuidar dos filhos, pois interrompeu a licença-maternidade.[6] Em 2013, fez uma participação em O Dentista Mascarado, interpretando Leona, uma famosa atriz de TV.[7][8][9][10] Em 2014, interpretou a atriz americana Pamela, protagonista da história, que é casada com Jonas (Murilo Benício), filha de Jack (Miele) e mãe de Megan (Isabelle Drummond), além de contracenar com Titina Medeiros, em Geração Brasil, repetindo novamente a parceria com os autores, Filipe Miguez e Izabel de Oliveira. [11][12][13] Em 2016, foi a protagonista Helô na novela A Lei do Amor, que fazia par romântico com Pedro (Reynaldo Gianecchini).[14] Em 2017, atua e estreia como roteirista na série infantil Valentins.[15] Ainda em 2017, a atriz participou da série Cidade Proibida, no episódio Caso Lídia.

Voltou ao cinema em 2017 com participação no suspense O Rastro. Em 2018 protagonizou Berenice Procura, filme de Allan Fiterman adaptado do livro de Luiz Alfredo Garcia-Roza.[16]

Vida pessoalEditar

Formada em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) em 2009, no Rio de Janeiro,[17] Cláudia Abreu é casada com o cineasta José Henrique Fonseca, com quem tem quatro filhos, Maria (2001), Felipa (2007), José Joaquim (2010) e Pedro Henrique (2011).[18]

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Ano Título Personagem Notas
1986 Tele Tema Episódio: "A Principal Causa do Divórcio"
Hipertensão Luzia
1987 O Outro Maria José de Mattos (Zezinha)
1988 Globo de Ouro Apresentadora
Fera Radical Ana Paula Flores
1989 Que Rei Sou Eu? Princesa Juliette de Avillan
1990 Barriga de Aluguel Clara Ribeiro
1992 Anos Rebeldes Heloísa Andrade Brito [19][2]
1993 Caso Especial Episódio: "O Mambembe"
1994 Pátria Minha Alice Proença Pelegrini Laport
1995 A Comédia da Vida Privada Edna Episódio: "Casados X Solteiros"
Diana Episódio: "Sexo na Cabeça"
1996 Clarisse Episódio: "A Próxima Atração"
A Vida como Ela é... Várias personagens
1998 Mulher Deficiente visual Episódio: "Olhos Maternos"
Labirinto Liliane
1999 Força de um Desejo Olívia Xavier
2001 Os Normais Ana Episódio: "Trair é Normal"
Brava Gente Episódio: "O Diabo Ri Por Último"
2002 O Quinto dos Infernos Amélia de Leuchtenberg
2003 Celebridade Laura Prudente da Costa
2004 Sitcom.br Várias personagens Quadro do Fantástico
Casseta & Planeta, Urgente! Ela mesma Episódio: "29 de junho"
2005 Belíssima Vitória Rocha Assumpção
2007 Dicas de um Sedutor Adriana Episódio: "Piloto"
2008 Três Irmãs Dora Jequitibá Áquila
2012 Cheias de Charme Jociléia Imbuzeiro Migon (Chayene)[20]
2013 O Dentista Mascarado Leona Marchettini Episódio: "31 de maio"
2014 Geração Brasil Pamela Parker-Marra
2016 A Lei do Amor Heloísa Martins (Helô)
2017–18 Valentins Alice Valentim Também criação, roteiro e produção
2017 Cidade Proibida Lídia Episódio: "Caso Lídia"
2019 As Vilãs que Amamos Ela mesma[21] Episódio: "4"
Verão 90 Jociléia Imbuzeiro Migon (Chayene)[22] Episódio: "30 de abril"
2020 Desalma Ignes Skavronski Burko[23][24]

CinemaEditar

Ano Título Personagem Nota
1996 Tieta do Agreste Leonora Cantarelli[25]
1997 O Que É Isso, Companheiro? Renée
Guerra de Canudos Luiza
Ed Mort Cibele
2001 O Xangô de Baker Street Baronesa Maria Luiza
2003 O Homem do Ano Cledir
O Caminho das Nuvens Rose
2007 O Tablado de Maria Clara Machado Ela mesma[26] Documentário
2008 Os Desafinados Glória
2011 Todo Mundo Tem Problemas Sexuais Ela[27]
2014 Rio, Eu Te Amo Felícia[28]
2017 O Rastro Olivia Coutinho[29]
2018 Berenice Procura Berenice[30]
2021 O Silêncio da Chuva Bia Torres Vasconcellos Carvalho[31]

Vídeos musicaisEditar

Ano Artista Música
1997 Paulinho Moska "A Seta e o Alvo"[32]
2003 Lulu Santos "Já É"[33]

TeatroEditar

Ano Título Personagem
1986 Quem Matou o Leão? Sapoti
O Despertar da Primavera Wendla Bergman
1989 Orlando
1990 Ela Odeia Mel
1991 O Boi e o Burro no Caminho de Belém Maria
Um Certo Hamlet Hamlet
1994 Viagem ao Centro da Terra
1997 Noite de Reis
1999 As Três Irmãs Irina
2003, 2014 Pluft, o Fantasminha Pluft, o Fantasminha
2018 PI - Panorâmica Insana Várias personagens

DiscografiaEditar

Trilha sonoraEditar

Em novembro de 2012, foi lançado o DVD Os Grandes Sucessos Musicais da Novela Cheias De Charme, contendo canções gravadas pelas protagonistas, além de participações do elenco da novela e cantores convidados.[34] Além de participar do DVD, Cláudia gravou no programa Roberto Carlos Especial, exibido em 25 de dezembro de 2012, onde cantou junto a outras atrizes e ao rei.[35]

Ano Canção Álbum
2012 "Voa, Voa, Brabuleta" DVD: Os Grandes Sucessos Musicais
da Novela Cheias De Charme
"Só Me Vejo Contigo" (com Ricardo Tozzi)
"Vida de Patroete"
"Se Você Me Der" (com Ricardo Tozzi)
"Chora, Me Liga" (com Ricardo Tozzi)
"Humilde Residência" (com Michel Teló)
"Ex Mai Love" (com Taís Araújo, Leandra Leal, Isabelle Drummond e Ricardo Tozzi)
"É Meu, É Meu, É Meu" (com Taís Araújo, Leandra Leal, Isabelle Drummond, Titina Medeiros e Roberto Carlos) Criança Esperança 2012

Prêmios e indicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Nomeação Resultado
1992 Prêmio APCA de Televisão Melhor Atriz Venceu
Prêmio TV Press[36] Melhor Atriz Venceu
1997 Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro[37] Melhor Atriz Coadjuvante
Tieta do Agreste
Indicada
Festival de Salvador[38] Melhor Atriz Coadjuvante
Ed Mort
Venceu
Brazilian Film Festival of Miami[39] Melhor Atriz Coadjuvante Venceu
Troféu APCA[40] Melhor Atriz Coadjuvante Venceu
1998 Prêmio Sharp de Teatro[41] Melhor Atriz Indicada
Prêmio Estação Botafogo[42] Homenagem
Conjunto da Obra
Venceu
Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro[36] Melhor Atriz
Guerra de Canudos
Indicado
Melhor Atriz Coadjuvante O Que É Isso, Companheiro Indicado
1999 Prêmio TV Press[36] Melhor Atriz
Força de um Desejo
Venceu
2001 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Melhor Atriz Coadjuvante Indicada
2003 Prêmio Maria Clara Machado de Teatro Infantil[43] Melhor Atriz Venceu
Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro[36] Melhor Atriz
O Caminho das Nuvens
Indicada
2004 Prêmio ACIE de Cinema[44] Melhor Atriz Indicada
Prêmio Contigo! de TV[45] Melhor Atriz
Celebridade
Venceu
Melhores do Ano Melhor Atriz Indicada
Prêmio Extra de Televisão Melhor Atriz Indicada
Meus Prêmios Nick Melhor Vilã Venceu
Prêmio Qualidade Brasil - Rio de Janeiro[2] Melhor Atriz Venceu
Prêmio Qualidade Brasil - São Paulo[46] Melhor Atriz Venceu
Troféu Leão Lobo[47] Melhor Atriz Venceu
2005 Troféu Imprensa[48] Melhor Atriz Indicada
Troféu Internet Melhor Atriz Indicada
2006 Prêmio Contigo! de TV[49] Melhor Atriz Indicada
2008 Centro Brasileiro de Teatro para a Infância e Juventude[50] Homenagem
Contribuição ao Teatro Infantil
Venceu
Prêmio Quem de Cinema Melhor Atriz
Os Desafinados
Venceu
Festival de Paulínia[51] Melhor Atriz Venceu
Prêmio Qualidade Brasil[52] Melhor Atriz Indicado
2009 Prêmio Contigo! de Cinema Nacional Melhor Atriz Coadjuvante Indicado
Los Angeles Brazilian Film Festival[53] Melhor Atriz Venceu
Grande Prêmio do Cinema Brasileiro[54] Melhor Atriz Indicada
Prêmio Contigo! de TV[55] Melhor Atriz de Novela
Três Irmãs
Indicada
2012 Prêmio Extra de Televisão[56] Melhor Atriz
Cheias de Charme
Indicada
Melhores do Ano[57] Melhor Atriz Indicada
Prêmio Quem de Televisão[58][59] Melhor Atriz Indicada
2013 Troféu Imprensa[60] Melhor Atriz Indicada
Troféu Internet Melhor Atriz Indicada
Brazilian International Press Awards[61] Homenagem
Artes e Cultura do Brasil
Venceu
2014 Prêmio Zilka Sallaberry[62] Homenagem Venceu
Melhores do Ano[63][64][65] Melhor Atriz de Novela
Geração Brasil
Venceu
Prêmio Quem de Televisão[66][67] Melhor Atriz Venceu
2015 Prêmio Contigo! de TV[68][69] Melhor Atriz de Novela Indicada
2016 Prêmio Quem de Televisão Melhor Atriz Indicada
2017 Meus Prêmios Nick[70] Programa de TV Favorito
Valentins
Indicada
2018 Prêmio ABRA de Roteiro[71] Melhor Roteiro (Série Infanto-Juvenil) Indicada
Kidscreen Awards[72] Best Non-Animated or Mixed Series Indicada
Prêmio Aplauso Brasil de Teatro Melhor Elenco
PI - Panorâmica Insana
Indicada
2020 Prêmio The Brazilian Critic[73] Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Drama
Desalma
Indicada
Melhores do Ano NaTelinha[74] Melhor Atriz Indicada
2021 Séries em Cena Awards[75] Melhor Atriz em Série de Suspense Pendente

Referências

  1. «Haja polêmica! A trajetória de Guilherme Fontes em 12 fotos». site BOL. 8 de janeiro de 2019. Consultado em 4 de setembro de 2021 
  2. a b c «Cláudia Abreu». Memória Globo. Consultado em 31 de julho de 2012 
  3. «Claudia Abreu comemora prêmio e término da faculdade». Quem. Consultado em 31 de julho de 2012 
  4. VEJA. «De olho na classe C, Globo transforma Claudia Abreu em Barbie tecnobrega». Veja Online. Consultado em 5 de junho de 2012. Arquivado do original em 29 de abril de 2012 
  5. «Claudia Abreu faz aulas de canto». Consultado em 5 de junho de 2012 
  6. «Cláudia Abreu revela que ainda não se sente segura ao cantar». Consultado em 5 de junho de 2012 
  7. «Famosa! Veja 5 celebridades na pele de Cláudia Abreu». notícias em Baú TV - Vídeo Show. 11 de junho de 2014. Consultado em 24 de junho de 2018 
  8. «Chayene e Penha - O Retorno! Cláudia Abreu em O dentista mascarado». Consultado em 27 de maio de 2013 
  9. Patrícia Kogut (26 de abril de 2013). «Cláudia Abreu será atriz famosa em 'O Dentista Mascarado'». O Globo. Consultado em 27 de março de 2014 
  10. F5 - Colunistas - Zapping (24 de maio de 2013). «Cláudia Abreu fará uma participação em "O Dentista Mascarado"». Folha de S.Paulo. Consultado em 27 de março de 2014 
  11. Gshow (5 de maio de 2014). «Pamela Parker-Marra - Personagens - Geração Brasil». Personagens > Geração Brasil. Consultado em 30 de maio de 2014 
  12. Gshow (8 de abril de 2014). «No papel de atriz milionária, Cláudia Abreu encara protagonista». Extras - Geração Brasil. Consultado em 5 de abril de 2014 
  13. Gshow (23 de maio de 2014). «Dupla de sucesso! Cláudia Abreu e Titina repetem parceria em cena divertida». Extras - Geração Brasil. Consultado em 5 de julho de 2014 
  14. «Cláudia Abreu revela o visual de sua personagem na próxima novela das 9». Consultado em 13 de agosto de 2016 
  15. «De volta às novelas, Cláudia Abreu investe ainda em série infantil». O Globo. Consultado em 1 de Março de 2017 
  16. «Berenice Procura - Crítica». omelete. Consultado em 24 de junho de 2018 
  17. Claudia Abreu se forma em Filosofia no Rio
  18. «Quem - Notícias - Claudia Abreu dá à luz seu quarto filho». Consultado em 23 de junho de 2018 
  19. «Atriz Claudia Abreu chega aos 40 anos; veja sua trajetória». Terra. 12 de outubro de 2010 
  20. O Dia. «'Cheias de Charme': Juíza condena Chayene a faxinar Borralho e cantora explode de raiva» 
  21. «As Vilãs que Amamos». Globosat. Consultado em 14 de agosto de 2020 
  22. Naian Lucas (2 de abril de 2019). «Chayene de "Cheias de Charme" é a nova aposta de "Verão 90"». Na Telinha. Consultado em 2 de abril de 2019 
  23. «'Desalma'». GShow. 24 de janeiro de 2020. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  24. «Após adiamentos, GloboPlay programa estreia de 'Desalma' para outubro». UOL. 29 de julho de 2020. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  25. Cinemateca Brasileira, Tieta do Agreste [em linha]
  26. «"O tablado de Maria Clara Machado" é o documentário de hoje». Tribuna do Norte. Consultado em 28 de agosto de 2020 
  27. «"Todo Mundo Tem Problemas Sexuais" traz histórias cômicas do teatro com Pedro Cardoso e Claudia Abreu». Uol. Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  28. «'Rio, Eu Te Amo' traz reencontros de atores e diretores - GQ». GQ. Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  29. «'O Rastro' promete aquecer gênero de horror no cinema nacional». Assiste Brasil. Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  30. «Atriz Cláudia Abreu discursa na estreia de Berenice Procura». Festival do Rio. Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  31. «Silêncio da Chuva - Novo filme de Daniel Filho tem Lázaro Ramos e Cláudia Abreu no elenco». Plano extra. Consultado em 28 de agosto de 2020 
  32. "Paulinho Moska lança 'Contrasenso'". Folha Uol. 2/06/1997. Consultado em 1 de setembro de 2020.
  33. "Novo clipe do Lulu Santos, da música Já É ". Virgula. 2/06/1997. Consultado em 1 de setembro de 2020.
  34. «Grandes sucessos musicais de Cheias de Charme retornam em DVD». Rede Globo. 16 de novembro de 2012. Consultado em 17 de setembro de 2016 
  35. «Rei faz a festa com Teló e as Empreguetes». Diário de S. Paulo. 23 de novembro de 2012. Consultado em 17 de setembro de 2016 
  36. a b c d «TV Press :: TV - Premiações Artísticas». tv-premiacoes-artisticas.webnode.com. Consultado em 27 de julho de 2020  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome ":0" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome ":0" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  37. «2º Prêmio Guarani :: Premiados de 1996 – Papo de Cinema». Papo de Cinema. Consultado em 28 de agosto de 2020 
  38. «Elo Company - Ed Mort». Consultado em 30 de abril de 2013 
  39. «Cláudia Abreu» 
  40. «Cláudia Abreu» 
  41. «UOL - Brasil Online - Prêmio Sharp de Teatro divulga seus indicados». folha UoL. Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  42. «Cláudia Abreu (Quem é Quem)» 
  43. «Cláudia Abreu e Andréa Beltrão dividem o prêmio Maria Clara Machado de melhor atriz» 
  44. «Edições Anteriores - Prêmio ACIE de Cinema». Prêmio ACIE de Cinema. Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  45. «6º Prêmio Contigo! (2004) - Vencedores». Contigo!. Consultado em 15 de outubro de 2013. Arquivado do original (shtml) em 22 de julho de 2011 
  46. «Confira os indicados e ganhadores do Prêmio Qualidade Brasil 2004 em São Paulo». Prêmio Qualidade Brasil. Consultado em 28 de agosto de 2020 
  47. «Conheça os indicados ao "Troféu Leão Lobo"». Area Vip. Consultado em 28 de agosto de 2020 
  48. Troféu Imprensa 2005
  49. «8º Prêmio Contigo! (2006) - Vencedores». Contigo!. Consultado em 15 de outubro de 2013. Arquivado do original (shtml) em 21 de outubro de 2012 
  50. «Cláudia Abreu e Lucélia Santos recebem troféu pela dedicação ao teatro infantil» 
  51. «Paulínia celebra vencedores em noite de festival» 
  52. «Categoria Cinema - 2008 - Prêmio Arte Qualidade Brasil». Prêmio Arte Qualidade Brasil. Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  53. «Brasileiros são premiados no Festival de Los Angeles». Cineclick. Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  54. «Saem indicados para premiação do cinema brasileiro -». A Tarde - Uol. Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  55. «11º Prêmio Contigo! - Indicados». Contigo!. Consultado em 15 de outubro de 2013. Arquivado do original em 21 de outubro de 2012 
  56. Saiba tudo sobre o Prêmio Extra de TV e a lista de vencedores!
  57. Melhores do Ano: Confira todos os vencedores das 17 edições do prêmio
  58. Votações encerradas - Prêmio QUEM 2012: finalistas da categoria televisão
  59. Veja a lista completa dos ganhadores do Prêmio QUEM 2012
  60. Lista dos vencedores do "Troféu Imprensa 2013" é divulgada na rede; confira (27/04/13)[ligação inativa]. Jovem Pan Online. Página visitada em 28 de Abril de 2013.
  61. «Carlinhos Brown, Claudia Abreu e Romero Britto foram homenageados no Brazilian International Press Awards 2013». Consultado em 5 de Maio de 2013 
  62. «Cláudia Abreu ganha prêmio no Rio» 
  63. Conheça os grandes vencedores do Melhores do Ano 2014
  64. Claudia comemora vitória com dança e agradece como “Pamela Parker-Marra”
  65. Bruna Linzmeyer, Claudia Abreu e Lilia Cabral disputam troféu de Atriz de Novela
  66. Cláudia Abreu recebe Prêmio QUEM de melhor atriz: ‘Foi um trabalho incrível’
  67. Prêmio QUEM 2014: Conheça e vote nos finalistas da categoria TV
  68. Confira a lista de ganhadores do 17º. Prêmio Contigo!
  69. A lista completa de indicados ao Prêmio Contigo!
  70. «Saiu a lista de indicados do Meus Prêmios Nick 2017». Hugo Gloss. Consultado em 3 de outubro de 2016. Arquivado do original em 12 de novembro de 2017 
  71. ABRA, Webmaster (5 de agosto de 2018). «Conheça os finalistas do II Prêmio ABRA de Roteiro - ABRA». ABRA 
  72. «Gloob é indicado ao Kidscreen Awards». Televiva. 5 de agosto de 2019 
  73. «The Brazilian Critic 2020: indicados anunciados». The Brazilian Critic. Consultado em 5 de dezembro de 2020 
  74. «O Melhores do Ano NaTelinha 2020 vai entregar um troféu físico aos vencedores de todas as categorias». NaTelinha Uol. Consultado em 4 de janeiro de 2021 
  75. «Conheça todos os indicados do "Séries em Cena Awards"». seriesemcena.com.br. Consultado em 9 de maio de 2021 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Citações no Wikiquote