Abrir menu principal
Cláudia Marcela, a Jovem
Nascimento 40 a.C.
Roma
Morte Século I
Cidadania Roma Antiga
Progenitores Mãe:Otávia
Pai:Caio Cláudio Marcelo
Cônjuge Marco Valério, Marco Valério Messala Messalino, Paulo Emílio Lépido
Filho(s) Cláudia Pulquéria, Marco Valério Messala Barbato
Irmão(s) Marco Cláudio Marcelo, Cláudia Marcela, Antônia, a Velha, Antônia, a Jovem

Cláudia Marcela, chamada por historiadores de a Jovem (ou a Menor) para diferenciar de sua irmã mais velha, Cláudia Marcela, a Velha, foi uma das duas filhas de Cláudio Marcelo e Otávia, irmã de Augusto.

Não se sabe nada sobre ela a partir dos textos antigos além de que ela existiu.[1] A sua biografia é baseada em conjecturas.[carece de fontes?]

Índice

FamíliaEditar

Seu pai foi um dos três romanos de nome Cláudio Marcelo, netos de Marco Cláudio Marcelo, que ocuparam o consulado em três anos sucessivos: os irmãos Marco (cônsul em 51 a.C.) e Caio (cônsul em 49 a.C.), e seu primo Caio, o pai desta Cláudia, cônsul em 50 a.C..[1]

Sua mãe foi Otávia, filha do senador Caio Otávio Turino (em latim: Gaius Octavius Thurinus), também procônsul na Macedónia.[2] Segundo Plutarco, Otávia era filha de "Ancária".[3] Segundo Suetônio, outra Otávia era filha de Ancária e a mais conhecida Otávia era irmã, também por parte de mãe, do futuro imperador Augusto, ambos sendo filhos de Ácia, sendo Otávia mais velha que o irmão.[2][4]

Do casamento de Cláudio e Otávia nasceram um filho e duas filhas. O filho, Marcelo, era o favorito e querido do povo romano, e casou com sua prima Júlia, filha de Augusto, porém morreu logo depois, sem ter filhos.[carece de fontes?]

Sua irmã mais velha se casou com Agripa [1] em 29 a.C. [5]e, depois, com Lúcio Antônio, filho de Marco Antônio.[1]

Casamentos e filhosEditar

De acordo com Abrahame Joanne Valpy, tradutor de Cornélio Tácito, a Cláudia Marcela que se casou com Agripa e Luís Antônio era a filha mais nova, e esta Cláudia Marcela seria a mais velha, tendo se casado com Apuleio, com quem teve uma filha, Apuleia Varília, e com Marco Valério Messala, com quem teve um filho, Marco Valério Messala Barbato, o pai de Messalina.[6]

Árvore genealógicaEditar

Referências

  1. a b c d Louis Moréri, Goujet, Le Grand dictionnaire historique ou le Mélange curieux de l'histoire sacrée et profane... par Mre Louis Moreri, Marcellus, p.205 [em linha]
  2. a b Suetônio. «Vidas dos Doze Césares, Vida de Augusto, 4.1» 🔗. Penelope.uchicago.edu 
  3. Plutarco. «Vidas Paralelas, Vida de Marco Antônio 31.1». Penelope.uchicago.edu 
  4. Peter Bayle, Pierre Des Maizeaux, Alexis Gaudin, Anthelme Tricaud, The dictionary historical and critical of Mr. Peter Bayle, Volume 4, Octavia, p.394 [google books]
  5. Jona Lendering, Marcus Vipsanius Agrippa, Parte 2, [em linha]
  6. Cornélio Tácito, Opera, tradução de Abraham Joanne Valpy, p.1 [google books]
  7. Michael Harlan, Roman Republican Moneyers and their Coins 63 BC - 49 BC, Londra, Seaby, 1995, pag. 3.
  8. Ronald Syme, L'aristocrazia augustea, Rizzoli Libri, Milano, 1993, ISBN 978-8817116077, tavola IV.