Clóvis III

Clóvis III
Rei da Austrásia (675-676)
Nascimento c. 670
Morte ???

Clóvis III foi rei da Austrásia de 675 a 676.[1] Talvez filho de Teodorico III ou Clóvis II, os nobres austrasianos que o proclamaram chamaram-no de filho ilegítimo de Clotário III. Eles o colocaram no trono em oposição ao jovem Dagoberto II, o aspirante ao trono de Vulfoaldo, o prefeito do palácio da Austrásia. Nessa época, Ebroíno, que havia sido prefeito do palácio da Nêustria, escapou de sua prisão monástica e se juntou aos partidários de Clóvis. Ele provavelmente esperou para usar o aspirante também em oposição a Teodorico e Pepino de Herstal na Nêustria e Borgonha. Apesar da intenção de Ebroíno, ele nunca sucedeu Teodorico e Pepino, apesar de finalmente ter sido novamente reconhecido no seu posto de prefeito do palácio da Nêustria.

Clóvis morreu logo após a sua aclamação, nada fazendo de suas posses, sendo mais um fantoche de uma facção. Há resquícios da possibilidade de que Clóvis III (nem sempre contado entre os reis dos francos)[2] não tenha sido realmente um merovíngio.

PaisEditar

Clotário III (652 — 673) ou Teodorico III (652 — 691) ou Clóvis II (c. 635 — 657 ou 658)

♀ ? (? ?)

Ver tambémEditar

Referências

  1. James, Edward (1982). The Origins of France: From Clovis to the Capetians, 500-1000 (em inglês). Nova Iorque: Macmillan. p. 237 
  2. Grierson, Philip; Blackburn, Mark (2007). Medieval European Coinage: The Early Middle Ages (5th–10th Centuries). 1. Cambridge: Cambridge University Press. p. 84n 

Ligações externasEditar



 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Clóvis III