Claudio Maniago (Florença, 8 de fevereiro de 1959) é um arcebispo católico italiano, eleito arcebispo de Catanzaro-Squillace desde 29 de novembro de 2021.

Claudio Maniago
Arcebispo da Igreja Católica
Arcebispo- de Catanzaro-Squillace
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Catanzaro-Squillace
Nomeação 29 de novembro de 2021
Entrada solene 9 de janeiro de 2022
Predecessor Dom Vincenzo Bertolone, S.d.P.
Mandato 2021 - atual
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 19 de abril de 1984
por Dom Silvano Piovanelli
Nomeação episcopal 18 de julho de 2003
Ordenação episcopal 8 de setembro de 2003
Santa Maria del Fiore
por Dom Silvano Cardeal Piovanelli
Lema episcopal In manus tuas
(Nas tuas mãos)
Nomeado arcebispo 29 de novembro de 2021
Brasão arquiepiscopal
Dados pessoais
Nascimento Florença
8 de fevereiro de 1959 (65 anos)
Nacionalidade italiano
Funções exercidas -Bispo-auxiliar de Florença (2003-2014)
-Bispo de Castellaneta (2014-2021)
dados em catholic-hierarchy.org
Arcebispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Biografia

editar

Ele nasceu em Florença, capital da província e arcebispado, em 8 de fevereiro de 1959.

Formação e ministério sacerdotal

editar

Depois do ensino médio clássico, ele entra no seminário maior, cursando o estudo teológico florentino. Aluno do Almo Collegio Capranica, obteve a licenciatura em liturgia na Pontifício Ateneu Santo Anselmo.

Em 19 de abril de 1984 foi ordenado sacerdote pelo arcebispo Silvano Piovanelli (posteriormente cardeal).

De 1987 a 1994 foi reitor do seminário menor, diretor do centro diocesano vocacional e membro do conselho pastoral diocesano e assistente eclesiástico do Serra Club.

Em 1988 ele se tornou mestre de cerimônias do arcebispo de Florença e começou a ensinar liturgia na faculdade de teologia da Itália central; em 1991 foi diretor do ofício litúrgico diocesano e membro da comissão dos ordenandos.

Em 1994 tornou-se pró-vigário geral da arquidiocese metropolitana, moderador da cúria arquiepiscopal e cônego honorário da catedral de Santa Maria del Fiore. Em 2001 foi nomeado Vigário-geral da Arquidiocese de Florença.

Ministério episcopal

editar

Bispo Auxiliar de Florença

editar
 
Stemma vescovile.

Em 18 de julho de 2003, o Papa João Paulo II o nomeou bispo auxiliar de Florença e bispo titular de Satafi.[1] No dia 8 de setembro seguinte recebeu a ordenação episcopal, na catedral de Santa Maria del Fiore, do cardeal Silvano Piovanelli, dos co-consagradores arcebispo Ennio Antonelli (posteriormente cardeal) e d. Gualtiero Bassetti (posteriormente arcebispo e cardeal). Na época de sua nomeação episcopal, com apenas 44 anos de idade, ele era o bispo mais jovem da Itália.[2]

Em Florença está no centro da polémica, porque é acusado, pelas vítimas de padre Lelio Cantini, de ter ignorado e tentado encobrir os casos de pedofilia do mesmo padre,[3] o seu pai espiritual. As alegações se revelam infundadas e, portanto, nunca foram investigadas.[4][5] Em 2007, ele foi acusado por um jovem gay, Paolo Chiassoni, de ter participado, junto com outros padres, de festas homossexuais na luz vermelha.[6][7]

Em 2008, o novo arcebispo de Florença, Giuseppe Betori, o confirmou Vigário Geral da Arquidiocese.

Bispo de Castellaneta

editar

Em 12 de julho de 2014, o Papa Francisco o nomeia bispo de Castellaneta;[8] ele sucede a Pietro Maria Fragnelli, anteriormente nomeado bispo de Trapani. Em 14 de setembro ele toma posse da diocese.

Em 21 de maio de 2015, a Conferência Episcopal Italiana, reunida em assembleia geral, elegeu-o presidente da Comissão Episcopal para a Liturgia, enquanto em 3 de outubro foi nomeado pelo Conselho Episcopal Permanente do CEI, presidente do Centro de Ação Litúrgica. Termina esses mandatos, por expiração natural, de acordo com os estatutos da mesma Conferência Episcopal, em 26 de maio de 2021; Gianmacro Busca, bispo de Mântua, o sucede.

Em 28 de outubro de 2016, o Papa Francisco o nomeia membro da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos [9] e, em março de 2021, ele recebe o cargo de visitante desse dicastério do mesmo pontífice.[10]

Arcebispo Metropolitano de Catanzaro-Squillace

editar

Em 29 de novembro de 2021, o Papa Francisco o nomeia arcebispo metropolitano de Catanzaro-Squillace;[11] ele sucede a Vincenzo Bertolone, que renunciou no dia 15 de setembro anterior. Em 9 de janeiro de 2022, ele assumirá a posse da arquidiocese.[12]

Referências

  1. Bollettino. Sala stampa della Santa Sede, ed. (18 de julho de 2003). «Rinunce e nomine. Nomina dell'Ausiliare di Firenze (Italia)». Consultado em 7 de julho de 2020 
  2. Corriere della Sera, ed. (19 de julho de 2003). «È il vescovo più giovane d'Italia. A 44 anni sarà ausiliare di Firenze.» 
  3. Beatrice Borromeo (6 de maio de 2010). Il Fatto Quotidiano, ed. «Quindici anni sulle ginocchia di don Cantini» 
  4. Gabriele Baldanzi (7 de agosto de 2012). il Tirreno, ed. «Agostinelli se ne va. La guida della Diocesi a Claudio Maniago». Consultado em 7 de julho de 2020 
  5. Corriere Fiorentino, ed. (18 de outubro de 2004). ««Don Cantini ha tradito la fiducia»». Consultado em 7 de julho de 2020 
  6. Guido Ruotolo (18 de setembro de 2007). La Stampa, ed. «Firenze, bufera sul vescovo: "È lui quello dei festini".» 
  7. Fiorenza Sarzanini (19 de setembro de 2007). Corriere della Sera, ed. «Festini e minacce a Firenze. L'indagine porta alla Curia.» 
  8. Bollettino. Sala stampa della Santa Sede, ed. (12 de julho de 2014). «Rinunce e nomine. Nomina del Vescovo di Castellaneta (Italia)». Consultado em 7 de julho de 2020 
  9. Bollettino. Sala stampa della Santa Sede, ed. (28 de outubro de 2016). «Rinunce e nomine. Nomina di Membri della Congregazione per il Culto Divino e la Disciplina dei Sacramenti». Consultado em 7 de julho de 2020 
  10. Salvatore Cernuzio (16 de março de 2021). Vatican Insider, ed. «Vaticano, visita interna al Dicastero del Culto Divino prima della scelta del nuovo prefetto». Consultado em 10 de junho de 2021 
  11. Bollettino. Sala stampa della Santa Sede, ed. (29 de novembro de 2021). «Rinunce e nomine. Nomina dell'Arcivescovo Metropolita di Catanzaro-Squillace (Italia)». Consultado em 29 de novembro de 2021 
  12. «Monsignor Claudio Maniago ufficialmente nominato arcivescovo di Catanzaro-Squillace». Catanzaro Informa. 29 de novembro de 2021. Consultado em 29 de novembro de 2021 

Ligações externas

editar
 
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Claudio Maniago
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Claudio Maniago