Claus-Casimiro de Oranje-Nassau

aristocrata neerlandês

Claus-Casimiro de Orange-Nassau, Jonkheer van Amsberg (nome em neerlandês: Claus-Casimiro Bernhard Marius Max; 21 de março de 2004, Hospital Bronovo, Haia), é o segundo nascido no geral e o primeiro e único varão do príncipe Constantino e da princesa Laurentina dos Países Baixos.[1] Ele é um membro da família real holandesa, sendo o sobrinho do atual rei Guilherme Alexandre dos Países Baixos. Em julho de 2021, o conde Claus-Casimiro ocupa o sexto lugar na linha de sucessão ao trono holandês, logo após a sua irmã maior a condessa Eloísa.[2]

Claus-Casimiro
Conde de Orange-Nassau
Senhor de Amsberg
Nascimento 21 de março de 2004 (18 anos)
  Bronovo Hospital Haia, Flag of the Netherlands.svg Países Baixos
Nome completo  
Claus-Casimiro Bernhard Marius Max
Casa Casa de Orange-Nassau
Amsberg (agnático)
Pai Constantino dos Países Baixos
Mãe Laurentina Brinkhorst
Religião Igreja Protestante da Holanda

Família e biografiaEditar

Recebendo o nome em neerlandês como Claus-Casimiro Bernhard Marius Max, ele nasceu no dia 21 de março de 2004, no Hospital Bronovo, localizado na cidade de Haia nos Países Baixos. Ele nasceu como sendo o segundo nascido no geral e o primeiro e único varão do casamento do príncipe Constantino e da princesa Laurentina dos Países Baixos.

Ele tem uma única irmã maior: a condessa Eloísa de Orange-Nassau; bem como uma única irmã mais nova: a condessa Leonor de Orange-Nassau.

Por parte de pai, ele é um neto por sangue da ex-rainha reinante Beatriz dos Países Baixos; sendo também o sobrinho de sangue do atual rei Guilherme Alexandre dos Países Baixos. Ele também é um primo em primeiro grau da atual herdeira aparente do trono dos Países Baixos: a princesa herdeira Catarina Amália, Princesa de Orange, e as suas duas outras irmãs: a princesa Alexia dos Países Baixos e a princesa Ariana dos Países Baixos.

BatismoEditar

O seu batismo aconteceu na capela do palácio Het Loo em Apeldoorn em 10 de outubro de 2004, sendo em comunhão com a Igreja Protestante na Holanda.[3] Os seus padrinhos são: o rei Guilherme Alexandre, o príncipe Maurício de Orange-Nassau, van Vollenhoven, Ed P. Spanjaard, e a condessa Tatiana Razumovsky von Wigstein.

EducaçãoEditar

Depois de estudar na escola Vrijzinnig Christelijk Lyceum (VCL) em Haia.

Em 2020, aos 16 anos, Claus-Casimir foi transferido para uma escola na Escócia, onde passou a estudar no famoso internato particular escocês de Gordonstoun School.[4]

Títulos e estilosEditar

  • 21 de março de 2004 - presente: Conde Claus-Casimiro de Oranje-Nassau, Jonkvrouwe van Amsberg

Por decreto real de 11 de maio de 2001, n° 227, foi determinado que todos os filhos e descendentes de linha masculina do príncipe Constantino dos Países Baixos deveriam portar o título de '"Conde/Condessa de Orange-Nassau" e o honorífico "Senhor/Senhora de Amsberg", tendo o sobrenome "Van Oranje-Nassau van Amsberg".[5]

Em 30 de abril de 2013, logo após a abdicação da rainha Beatriz, os filhos do príncipe Constantino e de sua esposa deixaram de ser membros da Casa Real Holandesa, apesar de continuarem a fazer parte da família real holandesa.

Referências

  1. "gedoopt Claus-Casimiro em Apeldoorn" (em holandês). NU.nl. 10 de outubro de 2004. Retirado 16 de de Fevereiro de 2010.
  2. Atual linha de sucessão Arquivado em 25 de janeiro de 2011, no Wayback Machine. - Site oficial do Dutch Casa Real
  3. Hulsman, WG (24 de abril de 2008). "Koninklijk Kerken"[ligação inativa] (em holandês). Reformatorisch Dagblad. Retirado 16 de de Fevereiro de 2010 .
  4. «Haagse school gaat enthousiaste graaf Claus missen». Blauw Bloed (em neerlandês). Consultado em 21 de julho de 2021 
  5. «Los nuevos títulos de la reina Beatriz y los Príncipes de Orange y el nuevo orden de sucesión al trono de Holanda». HOLA USA. Consultado em 10 de junho de 2016 
Precedido por
Leonor de Orange-Nassau
Linha de sucessão ao trono holandês
Sucedido por
Eloísa de Orange-Nassau