Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2014). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Clenira Michel
Nascimento 15 de março de 1930
Porto Alegre
Morte 17 de março de 2014 (84 anos)
São Paulo
Ocupação Atriz

Clenira Michel (Porto Alegre, 15 de março de 1930 - São Paulo, 17 de março de 2014) foi uma atriz brasileira. Começou na Rádio América, depois de ter trabalhado no jornal “A Época” e na empresa Light and Power.

Começou na Rádio Tupi e depois foi para a Televisão Tupi onde permaneceu por mais de vinte e cinco anos fazendo de teleteatros a novelas. Participou do TV de Comédia e do TV de Vanguarda e também de novelas, a útima foi na novela A Leoa no SBT.

Clenira também escreveu para programas humorísticos de rádio e televisão. Um deles foi o Alma da Terra, em que ela fazia o papel de Nhá Serena e contracenava com o humorista Saracura.[1]

No início dos anos 2000 ela se aposentou e passou a se dedicar às artes plásticas.[1]

NovelasEditar

Ano Título Papel
1982 A Leoa Mulher do Jeca
1975 O Sheik de Ipanema Niroca
1975 O Machão Zozó (Zoraida)
1973 Rosa dos Ventos
1972 Vitória Bonelli Dona Pura
1970 Gordinha Ana Lúcia (Analu)
1970 Simplesmente Maria
1970 João Juca Jr.
1968 Antônio Maria
1967 Meu Filho, Minha Vida Mrs. Linton
1967 Yoshico, Um Poema de Amor
1966 Calúnia Adélia
1965 O Mestiço Francisca
1964 O Direito de Nascer Condessa Victória de Monteverde

FilmografiaEditar

Referências

  1. a b «Museu da TV - "Biografia de Clenira Michel para o Museu da Televisão Brasileira». Consultado em 26 de agosto de 2014. Arquivado do original em 26 de agosto de 2014 
  2. «O Super Manso». Cinemateca Brasileira. Consultado em 23 de março de 2018 
  Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.