Abrir menu principal

O Cleveland Browns é um time profissional de futebol americano baseado em Cleveland, Ohio. Os Browns competem na National Football League (NFL) como um clube membro da divisão norte da American Football Conference (AFC). Os Browns jogam seus jogos em casa no FirstEnergy Stadium, inaugurado em 1999, com escritórios administrativos e instalações de treinamento em Berea, Ohio.[1] As cores oficiais dos Browns são marrom, laranja e branco. Eles são os únicos da NFL a não ter um logotipo em seus capacetes.[2]

Cleveland Browns
Temporada da NFL de 2019
Fundado em 4 de Junho de 1944
Joga em FirstEnergy Stadium em Cleveland, Ohio
Base the Cleveland Browns Training and Administrative Complex em Berea, Ohio
Cleveland Browns wordmark
Wordmark
Afiliações na liga/conferência
Uniforme atual
Cores Marrom, laranja e branco
Mascote Chomps, Swagger, Brownie, o Elfo
Pessoas-chave
Chairman Jimmy Haslam
Dee Haslam
General manager John Dorsey
Treinador principal Freddie Kitchens
História do time
  • Cleveland Browns (1946–presente)
Campeonatos
Títulos da liga (8)
  • AAFC Championships (4): 1946, 1947, 1948, 1949
  • NFL Championships (4): 1950, 1954, 1955, 1964
Campeonatos de conferência (11)
  • NFL American: 1950, 1951, 1952
  • NFL Eastern: 1953, 1954, 1955, 1957, 1964, 1965, 1968, 1969
Campeonatos de divisão (12)
  • AAFC Western: 1946, 1947, 1948
  • NFL Century: 1967, 1968, 1969
  • AFC Central: 1971, 1980, 1985, 1986, 1987, 1989
Aparições em playoffs (28)
  • AAFC: 1946, 1947, 1948, 1949
  • NFL: 1950, 1951, 1952, 1953, 1954, 1955, 1957, 1958, 1964, 1965, 1967, 1968, 1969, 1971, 1972, 1980, 1982, 1985, 1986, 1987, 1988, 1989, 1994, 2002
Estádios

A franquia foi fundada em 1945 pelo empresário Arthur B. McBride e pelo técnico Paul Brown como membro fundador da All-America Football Conference (AAFC). Os Browns dominaram a AAFC, compilando um recorde de 47-4-3 nas quatro temporadas da liga e vencendo todos os campeonatos.[3] Quando a AAFC faliu após a temporada de 1949, os Browns se juntaram à National Football League, juntamente com o San Francisco 49ers e o Baltimore Colts original. Os Browns ganharam um campeonato em sua temporada inaugural da NFL, assim como nas temporadas de 1954, 1955 e 1964, e em um feito inigualável em qualquer esporte profissional da América do Norte, eles jogaram na final do campeonato em cada uma das dez primeiras temporadas de existência. De 1965 a 1995, eles foram para os playoffs por 14 vezes, mas não ganharam outro campeonato nem apareceram no Super Bowl durante esse período.

Em 1995, o proprietário Art Modell, que havia comprado os Browns em 1961, anunciou planos de transferir a equipe para Baltimore. Após ameaças de ação legal da cidade de Cleveland e fãs, um acordo foi alcançado no início de 1996 que permitiu à Modell estabelecer o Baltimore Ravens como uma nova franquia enquanto mantinha os contratos de todos os funcionários da Browns. A propriedade intelectual dos Browns, incluindo nome da equipe, logotipos, instalações de treinamento e histórico, foi mantida em custódia e a franquia foi considerada pela NFL como suspensa, com uma nova equipe a ser estabelecida em 1999, seja por expansão ou relocação. Os Browns foram anunciados como uma equipe de expansão em 1998 e voltaram a NFL em 1999.[4]

Desde a retomada das operações em 1999, os Browns têm lutado para encontrar o sucesso. Eles tiveram apenas duas temporadas vencedoras (2002 e 2007), uma aparição nos playoffs (2002) e nenhuma vitória nos playoffs. A franquia também foi notada por uma falta de estabilidade com os quarterbacks, tendo iniciado 30 jogadores na posição desde 1999.[5] Até o final da temporada de 2017, o recorde de vitórias dos Browns desde o retorno à NFL em 1999 é de 88–216.[6]

Em 2017, os Browns se tornaram apenas o segundo time na história da liga a terminar a temporada com um recorde de 0-16, juntando-se ao Detroit Lions de 2008. Os Browns detêm a mais longa seca dos playoffs na NFL, não indo em 15 temporadas.

Índice

HistóriaEditar

A história do Cleveland Browns começou em 1944, quando o magnata Arthur B. "Mickey" McBride garantiu uma franquia emCleveland na recém-formada All-America Football Conference (AAFC). Paul Brown foi o homônimo da equipe e o primeiro treinador. Os Browns começaram a jogar em 1946 no AAFC. Os Browns ganharam cada um dos quatro campeonatos antes de a liga ser dissolvida em 1949. A equipe então se mudou para a mais estabelecida National Football League (NFL), onde continuou a dominar. Entre 1950 e 1955, Cleveland chegou a Final do campeonato todos os anos, vencendo três vezes.

McBride e seus sócios venderam a equipe para um grupo de empresários de Cleveland em 1953 por um número inédito de US $ 600.000. Oito anos depois, a equipe foi vendida novamente, desta vez para um grupo liderado pelo executivo de publicidade de Nova York, Art Modell. Modell demitiu Brown antes da temporada de 1963, mas a equipe continuou a vencer. Os Browns ganharam o campeonato em 1964[7] e chegaram ao jogo do título na temporada seguinte, perdendo para o Green Bay Packers.[8]

Quando a AFL e a NFL se fundiram antes da temporada de 1970, Cleveland tornou-se parte da nova American Football Conference (AFC). Os Browns voltaram aos playoffs em 1971[9] e 1972[10] mas caíram na mediocridade em meados da década de 1970.

Um revival dos bons tempos ocorreu em 1979 e 1980, quando o quarterback Brian Sipe projetou uma série de vitórias nos últimos minutos e os Browns vieram a ser chamados de "Kardiac Kids".[11] Sob o comando de Sipe, no entanto, os Browns não passaram da primeira rodada dos playoffs. O quarterback Bernie Kosar, que os Browns selecionaram no Draft de 1985[12], levou o time a três finais da AFC no final dos anos 80, mas perdeu para o Denver Broncos.

Em 1995, Modell anunciou que estava transferindo os Browns para Baltimore, semeando uma mistura de indignação e amargura entre os fãs dedicados de Cleveland. Negociações e batalhas legais levaram a um acordo onde Modell foi autorizado a mover o time, mas Cleveland manteve o nome, as cores e a história dos Browns.

Depois de três anos de suspensão, enquanto o Cleveland Stadium foi demolido e o Cleveland Browns Stadium foi construído em seu lugar, os Browns começaram a jogar novamente em 1999 sob o comando do novo dono Al Lerner. Os Browns lutaram ao longo dos anos 2000 e 2010, registrando um recorde de 88-216 desde seu retorno em 1999. Os Browns só tiveram duas temporadas vencedoras e uma aparição nos playoffs (2002) desde o retorno à NFL.

As lutas da equipe foram ampliadas desde 2012, quando a família Lerner vendeu a equipe para o empresário Jimmy Haslam.[13] Em seis temporadas sob o comando de Haslam, os Browns passaram por quatro treinadores e quatro gerentes gerais, nenhum dos quais obteve sucesso. Em 2016 e 2017, sob o comando do treinador Hue Jackson, os Browns tiveram um recorde de 1-31, o pior período de dois anos na história da NFL, e receberam a primeira escolha geral de draft em cada um desses anos.

Logotipos e uniformesEditar

LogotiposEditar

Os Browns são o único time da National Football League sem o logo no capacete. A organização usou vários logotipos promocionais ao longo dos anos; os números dos jogadores foram pintados nos capacetes de 1957 a 1960; e um logotipo "CB" foi criado em 1965, mas durante boa parte de sua história, os capacetes dos Browns eram de uma cor laranja queimada sem adornos com uma faixa superior de marrom escuro (oficialmente chamada "seal brown") dividida por uma listra branca.[14]

A equipe teve vários logotipos promocionais ao longo dos anos, como o mascote "Brownie Elf" ou um "B" marrom em uma bola branca. Enquanto Art Modell acabou com o Brownie Elf em meados da década de 1960, acreditando ser muito infantil, seu uso foi revivido sob a atual propriedade. A popularidade da seção Dawg Pound no First Energy Stadium levou um cão marrom e laranja a ser usado para várias funções. Mas no geral, o capacete laranja, sem logotipo, continua como a principal marca registrada do Cleveland Browns.

Em 24 de fevereiro de 2015, a equipe revelou seus novos logotipos e marcas, sendo as únicas diferenças as pequenas alterações de cor no capacete, com o design do capacete permanecendo em grande parte como está.[15][16]

UniformesEditar

Os desenhos originais das camisas, calças e meias permaneceram praticamente os mesmos, mas os capacetes passaram por muitas revisões significativas ao longo dos anos. Os uniformes dos Browns tiveram sua primeira grande mudança antes da temporada de 2015.

Camisas: 1. Brown: Marrom (oficialmente "marrom selo") com números coloridos laranja e escrita, e uma seqüência de listras laranja-branco-laranja nas mangas.

2. Branco: branco com números e escrita laranja, com uma sequência de listras marrom-laranja-marrom.

3. Laranja: Laranja com numerais e escrita em branco, e uma seqüência de listras marrom-branco-marrom.

Calças: 1. Calça Marrom: Marrom com uma seqüência de listras laranja-branco-laranja, o outro terço é a palavra "BROWNS", escrita em laranja.

2. Branco: calça branca com listras marrom-laranja-marrom com "BROWNS" escrito em morrom.

3. Laranja - calça laranja com uma sequência de listras marrom-branco-marrom com "BROWNS" está escrito em marrom.

Meias: 1. Castanho Sólido.

2. branco sólido.

3. Laranja Sólida.

Capacete: Branco sólido (1946-1949); branco sólido para jogos diurnos e laranja sólida para jogos noturnos (1950-1951); laranja com uma única faixa branca (1952-1956); laranja com uma única faixa branca e numerais marrons nas laterais (1957-1959); laranja com uma sequência de faixas marrom-branco-marrom e numerais marrons nas laterais (1960); laranja com uma sequência de faixas marrom-branco-marrom (1961-1995 e 1999-presente).

RivalidadesEditar

O Cleveland Browns tem rivalidades com os três adversários do AFC North. Além disso, a equipe teve rivalidades históricas com Indianapolis Colts, Denver Broncos, Buffalo Bills e Detroit Lions.

O maior rival da equipe na AAFC foi o San Francisco 49ers, embora isso tenha esfriado e em alguns casos se transformado em um relacionamento amigável, já que os Browns agora jogam na AFC e os 49ers jogam na NFC. Além disso, muitos funcionários dos 49ers ajudaram no relançamento dos Browns em 1999.

Rivalidades de divisãoEditar

Pittsburgh SteelersEditar

Muitas vezes chamado de "Rivalidade Turnpike", o principal rival dos Browns tem sido o Pittsburgh Steelers.[17] Embora os Browns tenham dominado essa rivalidade no início da série (vencendo os primeiros oito confrontos), os Steelers atualmente têm a vantagem de 74-58, tornando-se a mais antiga rivalidade na AFC.[18]

O ex-proprietário dos Browns, Art Modell, agendou os jogos em casa contra o Steelers na noite de sábado, de 1964 a 1970, para ajudar a alimentar a rivalidade. A rivalidade também foi alimentada pela proximidade das duas equipes, o número de campeonatos que ambas as equipes venceram, jogadores e equipe que jogaram e/ou treinaram para ambos os lados. Embora a rivalidade tenha arrefecido em Pittsburgh devido a saída de Modell (assim como os Browns tiveram um recorde de 6-33 contra os Steelers desde que retornaram à liga em 1999, incluindo uma derrota nos playoffs), os Steelers ainda são os principais rivais de Cleveland.

Cincinnati BengalsEditar

Originalmente concebida devido à animosidade pessoal entre Paul Brown e Art Modell, a "Batalha de Ohio" entre os Browns e os Cincinnati Bengals foi alimentada pelas diferenças socioculturais entre Cincinnati e Cleveland, uma história compartilhada entre as duas equipes, e até mesmo a similaridade das cores da equipe, desde que Brown usou o tom exato de laranja para os Bengals que ele usou para os Browns. (Embora isso tenha mudado desde então, como os Bengals agora usam um tom mais claro de laranja.)

Modell mudou os Browns para a AFC após a fusão AFL-NFL para ter uma rivalidade com os Bengals. A rivalidade também produziu dois dos oito jogos de maior pontuação na história da NFL. Cincinnati tem a vantagem de todos os tempos 50-39, tendo vencido a maioria dos jogos contra os Browns desde que retornou à NFL em 1999 (25 vitórias para Cincinnati e 12 vitórias para Cleveland).[19]

Baltimore RavensEditar

Criada como resultado da controvérsia de realocação do Cleveland Browns, a rivalidade entre os Browns e os Ravens foi mais direcionada à Art Modell do que a própria equipe, e é simplesmente considerada um jogo de divisão em Baltimore. Ao contrário das outras duas rivalidades, esta é mais desequilibrada: os Ravens levam por 29-9.[20]

Além disso, este confronto é mais amargo para Cleveland do que os outros, devido ao fato de que as escolhas de 1995 a 1998 resultaram no time que venceram o Super Bowl em 2000. Se os Browns tivessem ficado em Cleveland, essa equipe poderia ter dado o título aos Browns após uma seca de 35 anos.[21] Esta amargura foi agravada quando os Ravens ganharam seu segundo Super Bowl em 2012.

Outras rivalidadesEditar

Detroit LionsEditar

A rivalidade do Lions começou na década de 1950, quando eles se enfrentaram em quatro finais da NFL. Os Lions ganhou três desses campeonatos, enquanto os Browns ganharam um. Esta foi sem dúvida uma das melhores rivalidades da NFL nos anos 50.

Desde a fusão NFL-AFL de 1970, as equipes se encontraram com muito menos frequência com a mudança dos Browns para o AFC. De 2002 a 2014, as duas equipes jogaram um jogo anual de pré-temporada conhecido como "Great Lakes Classic".[22]

Buffalo BillsEditar

A rivalidade dos Bills teve suas raízes na AAFC, quando havia uma equipe de Buffalo com o mesmo nome naquela liga. Os Browns e o AAFC Bills jogaram seis jogos, incluindo uma final de campeonato, antes de os Browns serem escolhidos para se unirem à NFL e os Bills serem dissolvidos.

Depois que a atual encarnação dos Bills se juntou à NFL, os Browns e os Bills se enfrentaram de tempos em tempos. Embora os Browns e os Bills estejam em diferentes divisões da AFC, uma rivalidade suave se desenvolveu entre as equipes devido às semelhanças entre Buffalo e Cleveland e compartilhou o infortúnio entre as equipes. Apesar desta "rivalidade" ser conhecida por jogos feios como uma vitória por 6-3 dos Browns em que Derek Anderson, quarterback dos Browns, completou apenas 2 dos 17 passes[23], houve alguns momentos competitivos entre Bills e Browns, como um jogo de playoffs em 1990.[24]

Baltimore/Indianapolis ColtsEditar

A rivalidade de Colts foi quente na década de 1960. Os Browns ganharam dos Colts na final da NFL de 1964 (o último campeonato dos Browns) e os Colts se vingaram vencendo os Browns no final da NFL de 1968. Os Browns também venceram o Indianapolis Colts em um playoff de divisão de 1987.

Denver BroncosEditar

Os Browns tiveram uma breve rivalidade com os Broncos que surgiram de três jogos da AFC championship games de 1986 a 1989. Em 1986, o quarterback, John Elway, levou o time a garantir um empate nos momentos finais; os Broncos venceram por 23-20 na prorrogação.[25] Em 1987, no Mile High Stadium, Denver ficou com uma vantagem de 21-3, mas o quarterback dos Browns, Bernie Kosar, fez quatro passes para touchdown, empatando o jogo no quarto período. Depois de uma longa jornada, John Elway deu um passe de 20 jardas para Sammy Winder dar ao Denver uma vantagem de 38-31.[26] Em 1989, no Mile High Stadium, os Broncos venceu facilmente por um placar de 37-21.[27]

Base de fãsEditar

Um estudo de 2006 realizado pela Bizjournal determinou que os fãs de Browns são os fãs mais leais da NFL. O estudo, apesar de não ser científico, baseou-se em grande parte na fidelidade dos fãs durante as temporadas vencedoras e perdedoras, na participação em jogos e nos desafios enfrentados pelos torcedores (como mau tempo ou mau desempenho de longo prazo de sua equipe).[28] O estudo observou que os fãs de Browns preencheram 99,8% dos assentos no Cleveland Browns Stadium durante as últimas sete temporadas, apesar de um recorde combinado de 36-76 ao longo desse período.[29]

Dawg PoundEditar

 
O mascote Chomps junto com membros da Guarda Nacional dos EUA no FirstEnergy Stadium.

Talvez os fãs dos Browns mais visíveis sejam aqueles que podem ser encontrados no Dawg Pound. Originalmente o nome da seção de arquibancada localizada no lado leste do antigo Cleveland Municipal Stadium, a encarnação atual também está localizada no extremo leste do Estádio FirstEnergy e ainda apresenta centenas de fãs vestidos de laranja e marrom ostentando vários apetrechos relacionados a cães. Os fãs adotaram esse nome em 1984, depois que membros da defesa dos Browns o usaram para descrever a defesa do time.[30]

O cornerback aposentado Hanford Dixon, que jogou toda a sua carreira pelos Browns (1981-1989), é considerado o nome da defesa "The Dawgs" em meados dos anos 80. Dixon e os colegas de equipe Frank Minnifield e Eddie Johnson latiam um para o outro e para os fãs nas arquibancadas do estádio para atiçá-los. Foi a partir da nomeação de Dixon que o Dawg Pound subseqüentemente conquistou seu título. Os fãs adotaram esse nome nos anos seguintes.[31] Devido a esse apelido, desde o renascimento da equipe, os Browns usaram um bulldog como um logotipo alternativo.[32]

Browns BackersEditar

A organização mais proeminente dos fãs de Browns é a Browns Backers Worldwide (BBW). A organização tem aproximadamente 305.000 membros e pode ser encontrados em todas as grandes cidades dos Estados Unidos e em várias bases em todo o mundo, com o maior clube em Phoenix, Arizona. Além disso, a organização tem uma considerável presença estrangeira em lugares tão distantes quanto o Egito, Austrália, Japão, Sri Lanka e a Estação McMurdo na Antártida.[33] De acordo com o The Official Fan Club do Cleveland Browns, os dois maiores fã clubes internacionais estão em Alon Shvut e Niagara no Canadá, com Alon Shvut tendo 129 membros e Niagara com 310.

Após a aquisição do clube de futebol inglês Aston Villa, pelo ex-dono dos Browns, Randy Lerner, as lojas oficiais do Villa começaram a vender produtos do Cleveland Browns, como camisas e bolas de futebol americano. Isso aumentou o interesse na Inglaterra e fortaleceu a ligação entre os dois clubes esportivos. Os torcedores do Aston Villa criaram uma organização conhecida como Aston (Villa) Browns Backers em Birmingham.

Fãs famososEditar

O Cleveland Browns foi o time favorito de Elvis Presley.[34] Isso porque seu amigo Gene Hickerson - com quem ele jogou futebol americano em sua juventude em Memphis - foi contratado pelos Browns em 1957 e jogou lá durante toda a sua carreira até 1973.

O lutador e comentarista do WWE, Jerry "The King" Lawler - embora tenha passado a maior parte de sua vida em Memphis - passou parte de sua infância na área de Cleveland e é fã dos Browns.[35] Companheiros de wrestling da WWE, The Miz e Dolph Ziggler (ambos nativos de Cleveland) também são fãs.

Outro fã da equipe é a lenda do beisebol Hank Aaron.[36] Outros famosos fãs de Browns incluem Arsenio Hall, Drew Carey, Patricia Heaton (seu pai, Chuck Heaton, foi jornalista esportivo do The Plain Dealer, que cobriu os Browns e escreveu dois livros sobre o time), Terri Garr, Condoleezza Rice, Machine Gun Kelly, Paul Adelstein e Brad Paisley.[37]

RecordesEditar

Recordes em uma temporadasEditar

Passando

  • Jardas passadas: 4,132 – Brian Sipe (1980)
  • Passes para touchdowns: 30 – Brian Sipe (1980)
  • Passes completados: 337 – Brian Sipe (1980)
  • Passes tentados: 567 – Brian Sipe (1981)
  • Passe mais longo completo: 99 jardas – Otto Graham (1947) e Jeff Garcia (2014)

Correndo

  • Jardas terrestres: 1,863 – Jim Brown (1963)
  • Corridas: 309 – Reuben Droughns (2005)
  • Touchdowns terrestres: 17 – Jim Brown (1965 e 1958)
  • Mais longa corrida: 92 jardas – Nick Chubb (2018)
  • Jardas terrestres por jogo: 133,1 jardas – Jim Brown (1963)

Recebendo

  • Recepções: 89 – Ozzie Newsome (1983 e 1984) e Kellen Winslow (2006)
  • Jardas recebidas: 1,646 – Josh Gordon (2013)
  • Touchdowns recebidos: 16 – Braylon Edwards (2007)

Retornos

  • Mais retornos de Punt: 49 – Gerald McNeil (1989)
  • Mais longo punt retornado: 93 jardas – Travis Benjamin (2012)
  • Mais longo kickoff retornado: 104 jardas – Carl Ward (1967)

Chutes

Recordes na carreiraEditar

  • Jardas passadas: 23,713 - Brian Sipe (1974–1983)
  • Passes para touchdowns: 174 - Otto Graham (1946–1955)
  • Jardas terrestres: 12,312 - Jim Brown (1957–1965)
  • Touchdowns terrestres: 104 - Jim Brown (1957–1965)
  • Recepções: 662 - Ozzie Newsome (1978–1990)
  • Jardas recebidas: 7,980 - Ozzie Newsome (1978–1990)
  • Passes interceptados: 124 - Clay Matthews (1978–1993)
  • Field goals: 305 - Phil Dawson (1999–2012)
  • Pontos: 1,608 - Lou Groza (1946–1967)
  • Total touchdowns: 126 - Jim Brown (1957–1965)
  • Média de retorno de punt: 43,0 - Raymond Jackson (1999-2001)
  • Média de retorno de Kickoff: 37,0 - Al Akins (1946)
  • Sacks: 62,0 - Clay Matthews (1978–1993)
  • Tackles: 1,430 - Clay Matthews (1978–1993)
  • Vitórias (treinador): 158 - Paul Brown (1946–1962)

JogadoresEditar

Elenco atualEditar

Quarterbacks

Running backs

Wide receivers

Tight ends

Offensive linemen

Defensive Linemen

Linebackers

Defensive backs

Times especiais

Suplentes


Calouros em itálico
Elenco atualizado em 12 de Dezembro de 2018
Gráficos aprofundadosTransações

53 Ativos, 9 Inativos

Elencos da AFCElencos da NFC



Hall da Fama do Pro FootballEditar

O Cleveland Browns tem o quarto maior número de jogadores consagrados no Hall da Fama do Pro Football com um total de 16 jogadores consagrados eleitos com base em sua atuação com os Browns, e mais oito jogadores ou técnicos eleitos que passaram pelo menos um ano com os Browns.[38] Otto Graham foi o primeiro jogador dos Browns a ser consagrado como membro da classe de 1965 e o mais recente jogador dos Browns a ser incluído no Hall da Fama do Pro Football é Gene Hickerson, que foi membro da turma de 2007.

Introdução No. Nome Temporada Posição
1965 60, 14 Otto Graham 1946–1955 QB
1967 Paul Brown 1946–1962 Treinador
1968 76, 36 Marion Motley 1946–1953 FB
1971 32 Jim Brown 1957–1965 FB
1974 46, 76 Lou Groza 1946–1959

1961–1967

OT

K

1975 56, 86 Dante Lavelli 1946–1956 WR
1976 53, 80 Len Ford 1950–1957 DE
1977 30, 45, 60 Bill Willis 1946–1953 T, OG
Forrest Gregg * 1975–1977 Treinador
1981 77 Willie Davis * 1958–1959 DE
1982 83 Doug Atkins * 1953–1954 DE
1983 49 Bobby Mitchell 1958–1961 WR, RB, HB
42 Paul Warfield 1964–1969

1976–1977

WR
1984 74 Mike McCormack 1954–1962 OT
1985 22, 52 Frank Gatski 1946–1956 C
1987 18 Len Dawson * 1960–1961 QB
1993 65 Chuck Noll * 1953–1959 RG

LB

1994 44 Leroy Kelly 1964–1973 RB
1995 72 Henry Jordan * 1957–1958 DT
1997 96, 44 Don Shula * 1951–1952 DB
1998 29 Tommy McDonald * 1968 WR
1999 82 Ozzie Newsome 1978–1990 TE
2003 64 Joe DeLamielleure 1980–1984 OG
2007 66 Gene Hickerson 1958–1960

1962–1973

OG
* Performance com Browns incidentais para indução

LendasEditar

O programa de lendas de Cleveland Browns homenageia os ex-Browns que fizeram contribuições notáveis para a história da franquia. Além de todos os membros do Hall of Fame listados acima, a lista inclui:[39]

Introdução No. Nome Posição Temporada
2001 19 Bernie Kosar QB 1985–1993
92 Michael Dean Perry DE 1989–1994
34 Greg Pruitt RB 1973–1981
26 Ray Renfro WR 1952–1963
2002 57 Clay Matthews LB 1978–1993
17 Brian Sipe QB 1974–1983
58/88 Mac Speedie WR 1946–1952
2003 29 Hanford Dixon DB 1981–1989
74/79 Bob Gain DT 1952–1964
77/80 Dick Schafrath OT 1959–1971
2004 86 Gary Collins WR 1962–1971
42/82 Tommy James DB/P 1948–1955
40/86 Dub Jones WR 1948–1955
43 Mike Pruitt RB 1976–1984
2005 31 Frank Minnifield DB 1984–1992
13 Frank Ryan QB 1962–1968
72 Jerry Sherk DL 1970–1981
64/84 Jim Ray Smith OT 1956–1962
2006 20/21/44 Earnest Byner RB 1984–1988

1994–1995

73 Doug Dieken OT 1971–1984
82 Jim Houston LB 1960–1972
34 Walt Michaels LB 1952–1961
2007 12 Don Cockroft K 1968–1980
59/84 Horace Gillom P 1947–1956
80 Bill Glass DE 1962–1968
34 Kevin Mack RB 1985–1993
2008 71 Walter Johnson DT 1965–1976
24/80 Warren Lahr DB 1949–1959
21 Eric Metcalf RB 1989–1994
84/86 Paul Wiggin DE 1957–1967
2010 63 Cody Risien OT 1979–1989
60 John Wooten OG 1959–1967
2011 50 Vince Costello LB 1957–1966
54 Tom DeLeone C 1974–1984
2012 22 Clarence Scott DB 1971–1983
48 Ernie Green RB 1962–1968
2013 35 Galen Fiss LB 1956–1966
34/64 Abe Gibron G 1950–1956
2014 68 Robert Jackson OG 1975–1985
89 Milt Morin TE 1966–1975
2015 70 Don Colo DT 1953–1958
79 Bob Golic NT 1982–1988
2016 52 Dick Ambrose LB 1975–1983
27 Thom Darden FS 1972–1981
2017 30 Bernie Parrish DB 1959-1966
74 Tony Adamle LB/FB 1947–1951, 1954
2018 40 Erich Barnes DB 1965-71
51 Eddie Johnson LB 1981-1990

Números aposentadosEditar

No. Nome Temporada Posição
14 Otto Graham 1946–1955 QB
32 Jim Brown 1957–1965 FB
45 Ernie Davis 1962 HB
46 Don Fleming 1960-62 S
76 Lou Groza 1946-59, '61-67 OL/K

De 1993 a 2013, o número 19 foi retirado oficialmente de Bernie Kosar. Em 2014, Miles Austin pediu e recebeu permissão de Kosar para vestir 19, a camisa retornou à circulação regular para os Browns.

Anel de HonraEditar

A partir de 2010, os Browns estabeleceram um Ringue de Honra, homenageando os grandes nomes do passado por terem seus nomes exibidos no convés superior do FirstEnergy Stadium. A aula inaugural no Ringue de Honra dos Browns foi revelada em 19 de setembro de 2010 e contou com os 16 membros do Hall of Fame listados acima que entraram no Hall of Fame como Browns.

EstátuasEditar

A equipe homenageou dois de seus ex-funcionários com estátuas - o falecido dono Alfred Lerner (em frente à sede da equipe / academia) e Jim Brown (em frente ao Estádio First Energy).

Meios de comunicaçãoEditar

WKNR (850 AM), WKRK-FM (92.3 FM) e WNCX (98.5 FM) servem como estações para a rede de rádio dos Browns. O narrador, Jim Donovan, narra os jogos em casa, ao lado do comentarista Doug Dieken, ex-jogador do Browns, e do repórter Nathan Zegura. O WLFM-LP (87.7 FM) serve como a saída em espanhol da equipe.[40]

A WEWS-TV (canal de TV 5) serve como transmissão de TV dos Browns, transmitindo programação de equipes durante todo o ano, bem como jogos de pré-temporada sem rede. Jay Crawford serve como narrado e o ex-quarterback dos Browns, Tim Couch, é o comentarista com o ex-quarterback dos Browns Bernie Kosar e Dustin Fox sendo analistas secundários. A SportsTime Ohio (STO) é o ponto de conexão para a equipe, transmitindo várias programações relacionadas aos Browns durante a temporada. A STO já havia servido como ponto de conexão da equipe desde sua fundação em 2006 até 2014.[41]

A equipe de produção dos Browns ganhou um par de prêmios Emmy do Lower Great Lakes Emmy Awards em 2005. Um foi para um especial no horário nobre homenageando a equipe de 1977 e um foi para um comercial (The Paperboy).

Referências na cultura popularEditar

Os Browns (direta ou indiretamente) foram apresentados em vários filmes e programas de TV ao longo dos anos. Exemplos notáveis ​​incluem:

  • O programa de televisão de Arsenio Hall, de Cleveland, The Arsenio Hall Show, é conhecido pelos gritos do público: "Woof, woof, woof!" enquanto bombeavam os punhos - um canto usado pelos fãs do Cleveland Browns. Ele se referiria a uma seção da platéia ao vivo como sua "Dawg Pound".
  • No Drew Carey Show, o quarterback dos Browns, Bernie Kosar, aparece (sem créditos) no episódio "Drewstock" (exibido em 29 de janeiro de 1997). No episódio "Drew Goes To The Browns Game" (exibido em 29 de setembro de 1999), Drew participa do primeiro jogo regular dos Browns. (Na vida real, Drew Carey realmente apareceu em campo no primeiro jogo da temporada regular quando a equipe retornou em 1999.)
  • Cleveland Brown é o nome de um personagem originalmente apresentado no programa de TV da Fox Family Guy, e o personagem central da série The Cleveland Show.
  • No programa de TV "How I Met Your Mother", na estréia da sétima temporada, os personagens principais vão a um casamento com tema de Cleveland Brown.
  • Os Browns foram apresentados em episódios de Hot In Cleveland e até mesmo em vídeos promocionais usando pelo menos um dos personagens principais. No episódio "How Did You Guys Meet, Anyway?" (4 de janeiro de 2012), os personagens relembram como se conheceram nos anos 80 enquanto esperavam na fila do banheiro em um jogo do Cleveland Browns. No episódio "God and Football" (18 de janeiro de 2012), Melanie (Valerie Bertinelli) desenvolve um relacionamento com o Browns place kicker (interpretado por Dan Cortese). No episódio "The Gateway Friend" (2 de maio de 2012), o especialista em recepção e retorno de Browns, Josh Cribbs, aparece como ele mesmo interpretando um competidor de karaokê. Após o Super Bowl XLVI, Betty White aparece em um vídeo como Elka vestindo uma jaqueta dos Browns e parabenizando o New York Giants e esperando que os Browns ganhassem uma temporada. Após a primeira rodada do draft da NFL de 2014, os quatro personagens principais aparecem em um vídeo dando boas-vindas a Justin Gilbert e Johnny Manziel.
  • O filme The Fortune Cookie, de 1966, com Jack Lemmon e Walter Matthau, apresenta os Browns e a cidade de Cleveland durante todo o filme e foi feito com a colaboração dos Browns.
  • O filme de 2008 "The Express" explica como Ernie Davis é negociado com os Browns pelos Washington Redskins. Logo no início do filme, Jim Brown está tirando fotos em seu uniforme dos Browns depois de ter sido selecionado no Draft. Mais tarde no filme, mostra Davis lutando contra a leucemia depois de ser selecionado e os Browns realizam uma cerimônia especial para ele.
  • No filme de 2010 "Hot Tub Time Machine", os Browns vencem o AFC Championship Game de 1986 (o famoso jogo de 98 jardas do ex-quarterback do Denver Broncos, John Elway). É explicado que a razão pela qual os Browns vencem este jogo é devido ao efeito borboleta.
  • No filme Draft Day de 2014, o diretor geral dos Browns, Sonny Weaver, Jr. (Kevin Costner) tenta conseguir a escolha número um no draft da NFL.

Ligações externasEditar

ReferênciasEditar

  1. «Browns owner Jimmy Haslam has spell over football fans and politicians alike: Mark Naymik». cleveland.com (em inglês) 
  2. «Cleveland Browns Team Facts | Pro Football Hall of Fame Official Site». www.profootballhof.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2018 
  3. «http://www.pigskinacademy.com/Cleveland_Browns.html». www.pigskinacademy.com. Consultado em 28 de outubro de 2018  Ligação externa em |titulo= (ajuda)
  4. «Art Modell's decision to move Cleveland Browns haunted him for rest of life». cleveland.com (em inglês) 
  5. «Kevin Hogan will be Browns' 28th starting quarterback since 1999». ProFootballTalk (em inglês). 11 de outubro de 2017 
  6. «Cleveland Browns Team Encyclopedia | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2018 
  7. «1964 Cleveland Browns Statistics & Players | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2018 
  8. «1965 Cleveland Browns Statistics & Players | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2018 
  9. «1971 Cleveland Browns Statistics & Players | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2018 
  10. «1972 Cleveland Browns Statistics & Players | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2018 
  11. «História: Kardiac Kids, o Cleveland Browns de 1980 - Pro Football: NFL no Brasil com Notícias e Opinião». Pro Football: NFL no Brasil com Notícias e Opinião. 7 de julho de 2017 
  12. «1985 NFL Draft Listing | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2018 
  13. «Cleveland Browns' sale to Jimmy Haslam complete». NFL.com (em inglês) 
  14. Grzegorek, Vince. «The Hunt for the Great Orange, Brown, and White Whale: Unraveling the Mystery of the 1965 "CB" Cleveland Browns Helmet Logo». Cleveland Scene (em inglês) 
  15. «Cleveland Browns unveil new logos». NFL.com (em inglês) 
  16. «Cleveland Browns». 24 de fevereiro de 2015. Consultado em 28 de outubro de 2018 
  17. «Steelers-Browns Rivalry Over?» (em inglês). 14 de outubro de 2010 
  18. «Cleveland Browns vs. Pittsburgh Steelers Results | The Football Database». FootballDB.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2018 
  19. «Cincinnati Bengals vs. Cleveland Browns Results | The Football Database». FootballDB.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2018 
  20. «Cleveland Browns vs. Baltimore Ravens Results | The Football Database». FootballDB.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2018 
  21. «Baltimore Ravens Team Encyclopedia | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2018 
  22. «Lions notes: What ever happened to the 'Great Lakes Classic'?». Pride Of Detroit 
  23. «Browns Win Ugly, Beat Buffalo 6-3» (em inglês) 
  24. «Cleveland Browns vs. Buffalo Bills series has seen it all: A championship, a fired coach and blizzard». cleveland.com (em inglês) 
  25. sdtimemachine (30 de dezembro de 2014), Broncos vs. Browns (The Drive), 1987., consultado em 28 de outubro de 2018 
  26. NFL (3 de abril de 2015), 'The Fumble' 1987 AFC Championship: Browns vs. Broncos highlights, consultado em 28 de outubro de 2018 
  27. «Denver Broncos at Cleveland Browns - October 1st, 1989 | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2018 
  28. «Cleveland No. 1 in NFL fan loyalty - NFL- nbcsports.msnbc.com». 11 de fevereiro de 2009. Consultado em 28 de outubro de 2018 
  29. «NFL Fan Support Rankings». 29 de fevereiro de 2008. Consultado em 28 de outubro de 2018 
  30. «USATODAY.com - Judge finds nobody beats out Cleveland for 'Dawg Pound'». www.usatoday.com. Consultado em 28 de outubro de 2018 
  31. «Cleveland Browns | Rookies get a history lesson». 6 de dezembro de 2008. Consultado em 28 de outubro de 2018 
  32. «Cleveland Browns Logos - National Football League (NFL) - Chris Creamer's Sports Logos Page - SportsLogos.Net». www.sportslogos.net. Consultado em 28 de outubro de 2018 
  33. «Lakewood Native Takes Browns Backers to South Pole - The Lakewood Observer». www.lakewoodobserver.com. Consultado em 28 de outubro de 2018 
  34. «TOP 20 SURPRISING ELVIS FACTS | Weekly World News». weeklyworldnews.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2018 
  35. «Cleveland native Jerry "The King" Lawler talks Browns, Indians and wrestling again (video)». cleveland.com (em inglês) 
  36. «Elvis' and Henry Aaron's favorite football team - Orble». 22 de fevereiro de 2014. Consultado em 28 de outubro de 2018 
  37. «Machine Gun Kelly Visits The Browns Facilities (Photo) | In The Mixx: DJs Doing Work». 3 de maio de 2014. Consultado em 28 de outubro de 2018 
  38. «Franchises - Pro Football Hall of Fame». 17 de março de 2007. Consultado em 28 de outubro de 2018 
  39. «Clevelandbrowns.com | Official Site of the Cleveland Browns». www.clevelandbrowns.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2018 
  40. «Clevelandbrowns.com | Official Site of the Cleveland Browns». www.clevelandbrowns.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2018 
  41. «Browns returning to SportsTime Ohio in 2017, according to report». cleveland.com (em inglês) 
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cleveland Browns