Abrir menu principal

Clobazam

composto químico
Fórmula
Clobazam

Clobazam é uma substância utilizada como medicamento pertencente ao grupo e sub-grupos:

IndicaçõesEditar

Reacções adversasEditar

Contra indicações e precauçõesEditar

InteracçõesEditar

PosologiaEditar

Em crianças com mais de três anos de idade a dose a administrar nunca deve ultrapassar metade da dose indicada para adulto.

FarmacocinéticaEditar

  • Clobazam atravessa a barreira placentária e aparece em pequenas doses no leite materno
  • É absorvido no trato gastro-intestinal.
  • Atinge o seu pico máximo de concentração no plasma entre uma a quatro horas após a administração
  • Cerca de 85 % do Clobazam, liga-se às Proteínas plasmáticas
  • A sua metabolização é efectuada no fígado, formando-se dois metabolitos: o 4-hidroxiclobazam e o N-dimetilclobazam
  • O Clobazam tem uma semi-vida de dezoito horas e o seu metabolito N-dimetilclobazam tem uma semi vida de quarenta e duas horas
  • O clobazam atravessa a Barreira hematoencefálica

ExcreçãoEditar

ClassificaçãoEditar

Fórmula molecularEditar

C16H13ClN2O2

Nomes comerciaisEditar

NOME DO  MEDICAMENTO
PAÍSES ONDE É COMERCIALIZADO
Karidium
Argentina
Frisium
Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, Dinamarca, Finlândia, Grécia, Hong Kong, Hungria, Índia, Inglaterra, Irlanda, Israel, Itália, Malásia, México, Nova Zelândia, Países Baixos, Singapura, Tailândia
Urbanil
Brasil, Portugal
Frisin
Chile
Grifoclobam
Chile
Urbanyl
França, Suíça
Castilium
Portugal
Urbanol
África do Sul
Noiafren
Espanha
Urbadan
Países Baixos
Clarmyl
Espanha
Clopax
Espanha
Sederlona
Espanha

Ver tambémEditar