Cneu Pinário Cornélio Severo

Cneu Pinário Cornélio Severo (em latim: Gnaeus Pinarius Cornelius Severus) foi um senador romano nomeado cônsul sufecto para o nundínio de abril a junho de 112 com Lúcio Múmio Níger Quinto Valério Vegeto[1]. Da antiga gente patrícia Pinária, Severo provavelmente era neto de Cneu Pinário Cornélio Clemente, que foi cônsul sufecto no começo da década de 70.

Cneu Pinário Cornélio Severo
Cônsul do Império Romano
Consulado 112 d.C.

CarreiraEditar

Sabe-se que Severo foi membro do colégio dos sálios colinos, restrito aos patrícios. Promovido por Trajano, foi eleito questor e pretor antes de seu consulado em 112. Além disto, também foi membro do colégio dos áugures e rei das coisas sagradas, outro cargo restrito a patrícios.

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
'Caio Calpúrnio Pisão

com Marco Vécio Bolano
com Tito Avídio Quieto (suf.)
com Lúcio Égio Márulo (suf.)
com Lúcio Otávio Crasso (suf.)
com Públio Célio Apolinário (suf.)

Trajano VI
112

com Tito Sêxtio Cornélio Africano
com Cneu Pinário Cornélio Severo (suf.)
com Lúcio Múmio Níger Quinto Valério Vegeto (suf.)
com Públio Estertínio Quarto (suf.)
com Tito Júlio Máximo Manliano Broco Serviliano (suf.)
com Caio Cláudio Severo (suf.)
com Tito Setídio Firmo (suf.)

Sucedido por:
'Lúcio Publílio Celso II

com Caio Clódio Crispino
com Sérvio Cornélio Dolabela Metiliano Pompeu Marcelo (suf.)
com Lúcio Estertínio Nórico (suf.)
com Lúcio Fádio Rufino (suf.)
com Cneu Cornélio Úrbico (suf.)
com Tito Semprônio Rufo (suf.)


Referências

  1. Alison E. Cooley, The Cambridge Manual of Latin Epigraphy (Camrbidge: University Press, 2012), pp. 467ss

BibliografiaEditar