Abrir menu principal
Como ler uma infocaixa de taxonomiaCobra-rateira
Cobra-rateira
Cobra-rateira
Estado de conservação
Quase ameaçada
Quase ameaçada
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Squamata
Subordem: Serpentes
Família: Colubridae
Subfamília: Psammophiinae
Género: Malpolon
Espécie: M. monspessulanus
Nome binomial
Malpolon monspessulanus
Hermann, 1804

A cobra-rateira (Malpolon monspessulanus) é o ofídio de maiores dimensões da Europa, medindo entre 160 e 230 cm.[1][2] Distribui-se geograficamente pelo sul da Europa (Península Ibérica, área mediterrânica de França, região adriática de Ístria, sul dos Balcãs), pelo Médio Oriente e pelo norte de África. É assim um biótipo mediterrânico característico.[3]

Alimenta-se de pequenos animais, mamíferos, aves e répteis, incluindo outras cobras, mas principalmente de roedores, justificando o seu nome. É venenosa mas, como possui os colmilhos na parte posterior da boca, não consegue inocular o veneno como defesa, usando-o apenas durante a deglutição das presas. Não consegue por isso inocular veneno nos casos de mordedura acidental em seres humanos.[4]

Tem reprodução sexuada e é ovípara.

Vive sobretudo em lugares secos, rochosos e arbustivos, em zonas de planície e de média altitude.[5]

Índice

Ver tambémEditar

Referências

BibiliografiaEditar

  • Almeida, Nuno Ferrand de; Helena Gonçalves, Fernando Sequeira e José Teixeira (2001). Guia de Campo dos Anfíbios e Répteis de Portugal. Lisboa: FAPAS. ISBN 9789729595165 
  • Maravalhas, Ernestino; e Albano Soares (2018). Anfíbios e Répteis de Portugal. Lisboa: Ernestino Maravalhas. ISBN 9789899861411 

Ligações externasEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Eidechsennatter
  Este artigo sobre cobras, integrado no Projeto Anfíbios e Répteis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.