Colé Santana
Nome completo Petrônio Rosa de Santana
Conhecido(a) por Colé
Nascimento 1 de dezembro de 1919
Cruzeiro, SP
Morte 29 de agosto de 2000 (80 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileiro
Parentesco Dedé Santana (sobrinho)
Dino Santana (sobrinho)
Ocupação Ator, dramaturgo, produtor e diretor teatral
Período de atividade 1945 - 1991
Gênero literário comédia

Petrônio Rosa de Santana, conhecido como Colé Santana ou simplesmente Colé (Cruzeiro, 1º de dezembro de 1919 - Rio de Janeiro, 29 de agosto de 2000), foi um ator, dramaturgo, produtor e diretor teatral brasileiro.[1]

Filho de artistas circenses, começou a atuar no circo aos 12 anos, como "ajudante de palhaço". Era, então, o palhacinho "Picolé". Estreou no teatro no fim da década de 1930, na Companhia Típica Brasil. Em 1941, é contratado pela companhia de Jardel Jércolis (ou Jardel Gonzaga de Bôscoli, pai do ator Jardel Filho), do Rio de Janeiro,[2] estreando na revista Filhas de Eva, de Jardel e Custódio Mesquita. Com a companhia, viaja pelo Brasil e adota o nome artístico de Colé. De volta ao Rio, tem seu primeiro sucesso cômico na revista Hoje Tem Marmelada, de Jardel Jércolis e Luiz Peixoto, em 1942. No teatro de revista, incorpora o tipo malandro e mulherengo, que levará também para o rádio e o cinema. Na década de 1950, por sugestão de Procópio Ferreira, monta a sua própria companhia, obtendo grande sucesso, sempre no subgênero revista. No cinema, contracenou com Grande Otelo e Oscarito, Dercy Gonçalves e Virgínia Lane, na época áurea das chanchadas. Nos anos 1960 e 1970, Colé voltou sua carreira para a televisão, participando de programas humorísticos.[1][3]

Faleceu aos 82 anos, por falência de múltiplos órgãos. [4]

Era tio do ator e humorista Dedé Santana.[1]

FilmografiaEditar

Ano Título
1945 O Cortiço
1945 Loucos por Música
1946 Segura esta Mulher
1948 Poeira de Estrelas
1948 Estou aí
1949 Todos por Um
1949 Coração Materno
1951 O Falso Detetive
1952 Carnaval Atlântida
1953 Três Recrutas [5]
1954 Malandros em Quarta Dimensão
1954 Mulher de Verdade
1956 Eva no Brasil
1957 Um Pirata do Outro Mundo
1959 Dona Xepa
1971 Jesus Cristo Eu Estou Aqui
1973 Com a Cama na Cabeça
1974 A Transa do Surf
1975 Aventuras d'um Detetive Português
1977 O Ibrahim do Subúrbio
1978 Bububu no Bobobó
1978 O Gigante da América
1981 O Segredo da Múmia
1982 Tabu
1983 Os Bons Tempos Voltaram: Vamos Gozar Outra Vez
1985 Brás Cubas
1986 As Sete Vampiras
1988 Lili, a Estrela do Crime
1991 O Escorpião Escarlate

Referências

  1. a b c Colé (1919-2000). História do Cinema Brasileiro, 15 de abril de 2014.
  2. Enciclopédia Itaú Cultural. Jardel Jércolis
  3. Enciclopédia Itaú Cultural. Colé
  4. Tributo. Por Vanya Fernandes. ISTOÉ Gente.
  5. Cinemateca Brasileira. Três Recrutas

BibliografiaEditar

  Este artigo sobre um ator ou atriz de cinema é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.