Abrir menu principal

Colégio Santo Agostinho (Leblon)

Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde maio de 2011)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.

O Colégio Santo Agostinho é um colégio católico que está situado no bairro do Leblon, na cidade do Rio de Janeiro. Mantido pelos padres agostinianos recoletos, o colégio possui turmas que vão do primeiro ano do ensino fundamental até o terceiro ano do ensino médio. Possui, também, um programa beneficente de educação para jovens e adultos, o EJA.

Índice

HistóricoEditar

Em abril de 1946, os padres agostinianos recoletos inauguraram, na rua José Linhares número 88, um estabelecimento de ensino sob o nome de Externato Santo Agostinho. Seu primeiro diretor foi o Frei Angel Gorestidi. Começou a funcionar com cinquenta alunos, distribuídos pelas quatro séries do curso primário.

No mesmo ano, conseguiu autorização para abrir o curso ginasial, que iniciaria suas atividades em 1947, com 136 alunos, sob o nome de ginásio Santo Agostinho, já agora dirigido por Frei Gastão Jacinto Gomes. Em 1948, Frei Isidro González assume a direção do colégio.

Em 1954, o colégio Santo Agostinho estendeu suas atividades ao segundo ciclo, matriculando 25 alunos no curso colegial.

Logo, o colégio tornou-se pequeno para o crescente bairro, sendo necessárias as obras que, iniciadas em 1969, permitiram a ampliação do estabelecimento. Em 1970, já se utilizavam as novas salas e, em 1971, foi construído o segundo bloco do edifício. Em 1972, o colégio também passou a aceitar alunas, tornando-se misto.

Em 1979, abriu-se, no condomínio Novo Leblon, na Barra da Tijuca, uma nova unidade do colégio, com os mesmos objetivos, critérios e bases ideológicas da matriz.

Em 2000, expandiram-se as instalações do Leblon, com a construção de mais um prédio contendo ginásios, salas de aula, laboratórios e auditório, com inauguração em 2001.

Em 2007, abriram-se as primeiras turmas do curso de alfabetização (então primeiro ano), em atendimento às determinações do MEC para o ensino fundamental.

Em 2013, o Colégio inaugurou mais um prédio em seu complexo, após obras que adaptaram um edifício residencial para instalações escolares. O novo prédio recebeu todas as turmas de ensino médio.

Do corpo docente do colégio fazem parte alguns dos mais experientes profissionais do país. Entre eles, o escritor e historiador Miguel M. Abrahão.

SímbolosEditar

O colégio Santo Agostinho possui, como símbolo, uma águia sobre um livro no qual consta a inscrição em latim Caritas et Scientia ("caridade e ciência", em português). Tem, também, dois hinos, um deles composto por Heitor Villa-Lobos.

ENEMEditar

Os alunos do colégio (unidade do Leblon) têm garantido boas posições para a escola no ranking do ENEM (exame nacional do ensino médio), figurando sempre entre as dez melhores escolas do país. Em 2007, obteve a segunda melhor média nacional.[1]

AtualmenteEditar

O colégio é dirigido pelo frei Jesus Roitegui desde 2000, tendo como vice-diretor o Frei Heliodoro Fernández, que trabalha na escola desde 1964.

Referências

Ligações externasEditar