Colônia Agrícola Nacional de Goiás

A Colônia Agrícola Nacional de Goiás (CANG) foi a primeira de uma série de oito colônias criadas pelo governo federal de Getúlio Vargas na década de 1940. A CANG foi implantada em um terreno fértil, no Centro Goiano de Goiás.

A CANG foi uma das primeiras experiências de reforma agrária no país, e também uma das poucas com resultados satisfatórios. Criada em 1941, a Colônia Agrícola Nacional de Goiás (CANG) fez parte das políticas expansionistas de Getúlio Vargas. Foi emancipada em 1953 e nas décadas seguintes a cidade denominada de Ceres se especializou em um setor econômico distinto daquele previsto no projeto de criação da Colônia. Este artigo analisa a formação territorial da área e objetiva compreender os motivos e as dinâmicas territoriais resultantes do processo de (re)funcionalização produtiva verificada em Ceres. Os procedimentos metodológicos foram baseados em pesquisa bibliográfica, trabalho de campo e pesquisa documental com levantamento de dados oficiais referentes à dinâmica populacional, às instituições de serviços e à infraestrutura produtiva. O estudo sobre a formação territorial mostra que os processos e as ações são componentes fundamentais da produção do espaço, mas nenhuma mudança no quadro socioespacial de uma localidade é feita sem conflitos. Além disso, as causas dessas mudanças também são frutos de um movimento externo ao local, pressupondo a inserção em distintas redes e a imposição de interesses e lógicas de diferentes escalas.

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.