Colonização Guarita

Colonização Guarita é como ficou conhecido o empreendimento brasileiro de colonização de parte do noroeste do estado do Rio Grande do Sul, às margens do rio Guarita.

A colonização deu-se através de convênio com o governo do estado, na época o governador era Walter Só Jobim, e por iniciativa do professor Julio Ugarte y Ugarte e da Sociedade de Filosofia Transcendental, por ele dirigida. Um total de 602 pessoas se acompanharam o projeto de colonização.

A idéia inicial do projeto era colonizar uma área despovoada do então município de Palmeira das Missões. Em 17 de julho de 1947 partiu o primeiro grupo de colonizadores, tendo como cidades de origem Rio Pardo, Cachoeira do Sul, Porto Alegre, Canoas, Taquari e outras. Depois da chegada em Palmeira, próximo à sede do município, em terreno doado, começaram as obras da olaria que seria o primeiro empreendimento da parte industrial da colonização, e aí neste local começaram a erigir também as primeiras casinhas.

Mas área rural a ser colonizada no mesmo município (hoje município de Jaboticaba) já estava ocupada, com isso os técnicos de agrimensura do estado pesquisaram outras regiões e, por fim, liberaram para colonização as margens direita e esquerda do Rio Guarita. De notar que à época, a margem direita do rio (no sentido da nascente à foz) pertencia ao município de Palmeira das Misões e a margem esquerda pertencia ao município de Três Passos.

Com a morte de seu principal idealizador, Julio Ugarte y Ugarte, em 17 de agosto de 1949, o projeto de colonização agrícola e industrial ficou comprometido. Na parte industrial, em Palmeira das Missões, paralisaram-se os trabalhos na indústria cerâmica (olaria) que já estava funcionando e foi abandonado o projeto de construção de uma fábrica de cigarros.

Já a parte agrícola, sediada nas margens do rio Guarita, mesmo sentindo as dificuldades da imediata falta do apoio e corte de recursos, sobreviveu com dificuldades, conseguindo manter, com um número pequeno de pessoas, o projeto de colonização concebido pelo professor Ugarte.

Com as emancipações e criações de novos municípios, a colonização agrícola hoje está localizada nos municípios de Palmitinho, Pinheirinho do Vale e Vista Gaúcha. E lá, nas margens do Rio Guarita e arredores, e em Palmeira das Missões, encontra-se hoje inúmeros descendentes daqueles que a colonizaram no final da década de 40.

Ícone de esboço Este artigo sobre História do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.