Abrir menu principal

Comando das Forças Terrestres (Exército Português)

Comando das Forças Terrestres
País Portugal Portugal
Corporação Exército Português
Subordinação Chefe do Estado-Maior do Exército
Missão Comando operacional
Criação 1993 (Comando Operacional das Forças Terrestres)
Lema Um Pedaço de Terra Defendida
Comando
Comandante das Forças Terrestres Tenente-General António Xavier Lobato de Faria Menezes
Sede
Sede Oeiras

O Comando das Forças Terrestres (CFT) do Exército Português é o comando de componente terrestre das Forças Armadas de Portugal. O CFT é comandado por um tenente-general designado "Comandante das Forças Terrestres".[1]

Compete ao CFT apoiar o Chefe do Estado-Maior do Exército (CEME) na sua função de comandante do Exército, tendo em vista a preparação, o aprontamento e a sustentação das forças e meios da componente operacional do sistema de forças, o cumprimento das missões específicas do Exército, a articulação com o Comando Operacional Conjunto e a administração das unidades e orgãos da componente fixa colocados na sua direta dependência.

A sede do CFT situa-se em Oeiras, mas está prevista a sua transferência futura para as instalações fortificadas subterrâneas de Monsanto, em Lisboa, juntamente com o Comando Operacional Conjunto e o Comando Naval que se juntarão ao Comando Aéreo, já aí instalado.

HistóriaEditar

O Comando foi criado no âmbito da reorganização do Exército de 1993 como Comando Operacional das Forças Terrestres.

No âmbito da reorganização de 2006, passou a chamar-se simplesmente "Comando Operacional", sendo considerado um órgão central de administração e direção e assumindo parte das funções até aí atribuídas aos então extintos comandos territoriais e de natureza territorial do Exército.

Na sequência da nova Lei Orgânica do Exército de 2009, o Comando Operacional passou a designar-se "Comando das Forças Terrestres", deixando de ser considerado órgão central de administração e direção e passando a ser considerado comando de componente terrestre.

OrganizaçãoEditar

O Comando das Forças Terrestres é comandado pelo Comandante das Forças Terrestres - coadjuvado por um Adjunto - na direta dependência do CEME.

O CFT compreende:

1) Comandante e gabinete;
2) Estado-Maior;
3) Inspeção;
4) Centro de Finanças;
5) Direção de Comunicações e Sistemas de Informação (DCSI);
6) Orgãos de apoio.

Dependem do CFT:

1) Componente operacional do sistema de forças, incluindo:
Brigada Mecanizada,
Brigada de Intervenção,
Brigada de Reacção Rápida,
Força de Apoio Geral;
2) Zonas militares, incluindo:
Zona Militar dos Açores,
Zona Militar da Madeira,
3) Centro de Informações e Segurança Militar;
4) Regimento de Transmissões (através da DCSI).
  1. «O Comando de Forças Terrestres (CFT)». www.exercito.pt. Consultado em 28 de novembro de 2019