Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde julho de 2017). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Combate de Padrões de Teixeira
Parte da(o) Guerra Peninsular
Data Junho de 1808
Local Teixeira, Portugal
Desfecho Vitória portuguesa
Combatentes
Flag of Portugal (1750).svg Reino de Portugal Flag of France.svg Império Francês
Líderes e comandantes
Flag of Portugal (1750).svg Francisco Silveira Flag of France.svg Louis Henri Loison
Forças
Numerosos populares 1800 soldados
Vítimas
Baixas consideráveis

O Combate de Padrões de Teixeira foi travado em finais de Junho de 1808, no início da Guerra Peninsular, durante a Primeira Invasão Francesa (18071808). A revolta contra as forças ocupantes eclodiu no norte do país, em Junho de 1808. o general Louis Henri Loison foi ordenado pelo general Junot de partir de Almeida, onde estava situado, à frente de um corpo de tropas com um efectivo 1.800 homens, em direcção ao Porto.

A dia 21 de Junho Loison atrevessou o Douro. Nas regiões montanhosas, o Francisco Silveira organizou uma força de numerosos populares prontos a castigar o invasor infligiram-lhe baixas consideráveis.

Após o combate de Padrões de Teixeira, Loison decide voltar para trás. De regresso a Almeida, começou por saquear a Peso da Régua e dirigiu-se depois para Lamego, Viseu e Celorico. Em Castro Daire, entre Lamego e Viseu, uma tentativa de resistência da população portuguesa foi duramente reprimida causando cerca de 400 mortos e feridos.