Abrir menu principal
É o Tchan!
É o Tchan! no Carnaval de 2011.
Informação geral
Origem Salvador, Bahia
País  Brasil
Gênero(s) Pagode baiano
Período em atividade 1995–2005
2011–presente
Gravadora(s) PolyGram (1995–1997)
Universal Music (1997–2004)
EMI (2004-2005)
Cacal (2011–presente)
Integrantes Beto Jamaica
Compadre Washington
Thais Cordeiro
Juninho DuMel
Ex-integrantes Débora Brasil
Carla Perez
Scheila Carvalho
Jacaré
Sheila Mello
Silmara Miranda
Renatinho da Bahia
Tony Salles

É o Tchan! é um grupo musical brasileiro de axé e pagode baiano, que se tornou muito popular na segunda metade da década de 1990.[1] Com diversas canções de teor erótico e duplo sentido, o grupo se popularizou com a ajuda de um trio de dançarinos, e que em sua primeira e original formação eram Carla Perez, Débora Brasil e Jacaré, e nos vocais "Cumpadi" Washington e Beto Jamaica. Jacaré também foi ator do programa de televisão A Turma do Didi. O grupo musical vendeu ao todo, de 1994 a 2007, mais de 6 milhões de álbuns no Brasil, de acordo com a ABPD. Um de seus momentos mais marcantes foi a apresentação realizada no Festival de Jazz de Montreux, de 1997.[2][3]

Após show na Virada Cultural, Compadre Washington, como é conhecido pelos fãs, sofreu um assalto. Em consequência bateu com a cabeça, mas em breve retornará aos palcos.

Integrantes do grupoEditar

Loiras do TchanEditar

Carla PerezEditar

 Ver artigo principal: Carla Perez

Foi dançarina no grupo entre os anos de 1995 a 1998. Aos 15 anos, abdicou de seu baile de debutante para poder fazer um curso de manequim. Foi, porém, no ano de 1995, quando foi convidada para fazer parte do grupo musical Gera Samba, atual É o Tchan!, que Carla Perez começou a fazer sucesso. No ano seguinte, posou, pela primeira vez, para a revista Playboy, na capa da edição de outubro - seria capa de duas outras edições: em abril de 1998 e em dezembro de 2000, além de dois pôsteres, sendo um em janeiro de 1997 e outro em janeiro de 2001. Depois de sair do grupo, foi contratada pelo SBT, onde apresentou os programas Fantasia e Canta e Dança, Minha Gente. Após o casamento com Xanddy, vocalista do grupo Harmonia do Samba, Carla Perez passou a se dedicar ao público infantil e teve dois filhos: Camilly Victória e Victor Alexandre. Atualmente, apresenta o programa Clube da Alegria em uma afiliada do SBT na Bahia.

Sheila MelloEditar

 Ver artigo principal: Sheila Mello

Sua entrada para o grupo É o Tchan! deu-se em 1998, através de um concurso realizado no Domingão do Faustão para escolher a substituta da dançarina Carla Perez, após sua saída do grupo.[4] Logo após a vitória, posou nua pela primeira vez, para a revista Playboy, da qual viria a ser capa em outras duas edições, sendo uma ao lado de Scheila Carvalho, sua colega no É o Tchan. Sheila deixou o grupo em 2003.

Silmara MirandaEditar

Silmara Miranda foi a terceira loira do grupo É o Tchan. Nascida no Rio de Janeiro no dia 11 de fevereiro de 1981. Em 1989, mudou-se com a família da cidade de Duque de Caxias para Brasília, onde conquistou muitos amigos e se tornou popular na cidade. Aos dezessete anos de idade, concluiu o ensino médio no CEAN, uma das mais antigas escolas públicas da cidade, e como era costume na época, foi para Porto Seguro na viagem de formatura do segundo grau. Ali nasceu sua paixão pela dança. Voltou para Brasília e iniciou aulas de aerobahia e, no ano seguinte, venceu um concurso de dança em uma das boates da capital, se tornando go-go girl em uma boate da cidade. Foi um ano de muitos convites e Silmara passou a se apresentar com diversos grupos da capital. Entrou no curso de Educação Física na Universidade Católica de Brasília e conciliava suas apresentações com seus estudos e aulas de aerobahia em academias da cidade. Em 2003, realizou a primeira etapa do concurso em Minas Gerais e, em novembro do mesmo ano, o apresentador Gugu Liberato anunciou que, com 62% dos votos, ela foi eleita a nova loira do É o Tchan, para substituir Sheila Mello. Silmara então passou a integrar o grupo ao lado de Tony Salles, Renatinho, Scheila Carvalho e Jacaré. Nesse período, o grupo era presença constante nos programas de Gilberto Barros na Band e teve um breve retorno à Globo, com algumas passagens pelo Caldeirão do Huck. No mesmo ano, posou para a revista masculina Sexy, fato que voltou a acontecer no ano de 2006. No ano de 2004, Silmara Miranda gravou o DVD É o Tchan - 10 Anos Ao Vivo, onde dançou ao lado das outras dançarinas históricas do grupo. Em 2007, Silmara anunciou sua saída do grupo após quatro anos, para se dedicar à faculdade de jornalismo.

Isa MattosEditar

Nanda MachadoEditar

Desde pequena, a bela baiana Nanda Machado tem talento para a dança ,fez aula de ballet na infância, aulas de teatro e com 17 anos começou a fazer aulas de swingue baiano em academias. Aos 20 anos, começou a participar de grupos de dança em Salvador, e posteriormente, trabalhar com bandas. Nanda já dançou nas bandas de forró Cavalo Doido, Melaço de Cana, Forrozão Mãe Joana entre outras, participou dos Dvds das Bandas Selakuatro, Cheiro de Amor e Caldeirão. Mas foi como integrante do grupo É o Tchan que a dançarina conquistou fãs em todo Brasil. Nanda, assim como Carla Perez, não participou dos famosos concursos para entrar no grupo, como já era dançarina profissional, Nanda recebeu o convite da produção do É o Tchan para integrar a banda, assim que foi vista dançando em um trio elétrico. Quando os concursos aconteciam ela brincava falando que um dia iria se inscrever, mas nunca teve coragem. Quando recebeu a ligação do escritório, a convidando para dançar no grupo não acreditou, pois ainda achava que seria necessário passar por um concurso. Foi imediatamente chamada para dançar no É o Tchan do Brasil, onde fez shows desde o final de 2008, até meados de 2010, sua estréia foi durante um show no Espírito Santo, posteriormente fez shows em cidades do estado do Pará, sempre com muito sucesso e dedicação. Gravou o dvd promocional do grupo no Paraguai, permanecendo por mais uns meses na banda, logo após sua saída do grupo É o Tchan, imediatamente Fernanda Machado foi convidada a integrar o grupo Psirico liderado pelo vocalista Marcio Vitor.

Lana DuarteEditar

Lelê Pingo de MelEditar

Karol LorenEditar

Vanessa DantasEditar

Gabriella ZecchinelliEditar

Gabriella Zecchinelli nasceu em 1987 na Tijuca, tradicional bairro da cidade do Rio de Janeiro. Exemplo de determinação, Gabriella sempre teve um sonho, ser uma das dançarinas do Grupo É o Tchan. Em 2008 deu início a uma grande carreira. Gabriella foi convidada pelo seu professor de lambaeróbica para fazer parte do seu grupo de dança, que promovia eventos pelo Brasil. A musa também é estudante de Economia, mas nunca deixou de lado seu grande objetivo. Em junho de 2010, Gabriella viu uma matéria na internet, que anunciava a volta do É o Tchan e um concurso que escolheria cinco novas dançarinas. Passando por uma disputa difícil e acirrada e diversas eliminatórias, foi classificada entre as dez finalistas do concurso. E foi no dia oito de agosto de 2010 que a vida da Carioca mudou. No palco do Programa do Gugu da Record, Gabriella Zechinelli é anunciada umas das Novas Dançarinas do É o Tchan. Hoje, Gabby, como gosta de ser chamada, juntamente com suas colegas de grupo, Lelê Pingo de Mel e Karol Loren, assumem oficialmente o posto de “Loira do Tchan” deixado por Silmara Miranda em 2007.

Helen CajadoEditar

Cau AndradeEditar

Luciana DuarteEditar

Elisangela PereiraEditar

Morenas do TchanEditar

Débora BrasilEditar

 Ver artigo principal: Débora Brasil

Foi dançarina no grupo entre os anos de 1994 e 1997 e deixou a banda após um rompimento dos ligamentos do joelho por conta dos treinamentos intensivos de dança. Foi então organizado um concurso pelo programa Domingão do Faustão para selecionar outra morena para substituí-la. A vencedora foi Scheila Carvalho, que passou a integrar o grupo a partir de 1997. Em 2001, a dançarina lançou nas rádios baianas um pagode intitulado "Preste Atenção". Em 2004, retorna ao grupo somente na comemoração dos 10 anos do grupo,algum tempo depois anuncia que se tornou evangélica.

Scheila CarvalhoEditar

 Ver artigo principal: Scheila Carvalho

Foi dançarina no grupo entre os anos de 1997 a 2005. Casou com o cantor Tony Salles, que também saiu do grupo É o Tchan!. O namoro dos dois durou 5 anos, até o casamento em 17 de abril de 2007. Após quase 4 meses de casamento, Scheila Carvalho engravidou. No dia 18 de Janeiro de 2008, seu filho Brian, faleceu. Prematura, a criança nasceu no dia 19 de novembro com 1,540 kg, mas engordou depois cerca de 400g. A criança morreu após sofrer insuficiência renal em 18 de janeiro de 2008. Scheila engravidou novamente em 2009 e sua filha nasceu em 21 de junho de 2010, batizada de Giulia, em homenagem a origem italiana de seu falecido pai. Em 2013 participou do reality show da Rede Record, A Fazenda.

Aline RosadoEditar

A dançarina Aline Rosado integrou o grupo É o Tchan durante quatro anos (2005/2009) como a "Morena do Tchan". Aline fez parte de diferentes formações do É o Tchan. Sua carreira artística começou quando venceu o concurso no "Domingo Legal" para substituir Scheila Carvalho. Desde então, fez shows em todo Brasil, participou de programas de tv, foi capa da revista Sexy e integrou grandes campanhas e eventos. Atualmente a Morena segue sua carreira como Modelo fotográfico participando de campanhas, comerciais e feiras pelo Brasil.

Juliane AlmeidaEditar

Foi dançarina do grupo de 2005 a 2011. Em 2008, foi eleita a nova rainha de bateria da Viradouro em substituição à Juliana Paes e em 2010 foi anunciada rainha de bateria da Cubango. Estreou como atriz na novela Poder Paralelo, onde fez o papel de Joana, uma modelo escandalosa que vira rainha de bateria. Depois de sua saída do grupo É o Tchan em 2011, Juliane está focada em sua carreira de atriz, apresentadora e produtora cinematográfica, que já conta com a produção de um filme e atuação em uma minissérie em um canal de TV fechado. Atualmente apresenta o programa Vida de Mulher.

Thaise SorrisinhoEditar

Sempre com um sorriso nos lábios, o que caracterizou seu apelido como: “Sorrisinho”, essa morena tem muito molejo no corpo e a dança que corre em suas veias. Thaise Soares, a “Sorrisinho” é uma profissional de grande êxito, referência entre as dançarinas de Salvador/Ba, conquistou o público e a cada dia ganha espaço em todo o Brasil. Já compartilhou da sua dança em território nacional e internacional, fazendo parte de grandes bandas como: Cavaleiros do Forró e Aviões do Forró. No ano de 2009 Sorrisinho foi convidada para fazer parte do grupo musical É o Tchan, onde permaneceu por dois anos, participou de uma turnê em Portugal e da gravação de um DVD no Paraguai, fato marcante na história da banda. De 2015 até o primeiro semestre de 2018 Sorrisinho integrou a linha de frente da Gang do Samba, banda de sucesso nos anos 90 e que continua arrastando multidões por onde passa. Atualmente estando fora dos palcos, Sorrisinho sentiu a necessidade pela criação do seu Canal oficial no #YouTube, com a possibilidade de estar mais perto do público que a acompanha desde o início da sua carreira. Para quem quiser acompanhá-la basta se inscrever no canal através do link: youtube.com/sorrisinho. ⠀Além de participações em grandes eventos de publicidade, programas de TV e rádio, Sorrisinho também graduou-se em Educação Física, e atua também como Personal Traineer e Coach Fitbike. Provando assim, que além do corpo bonito e da sensualidade baiana, essa morena tem muitos outros talentos a nos apresentar.

Juliana ChocolateEditar

Julie PinhoEditar

A morena era fã do grupo e começou a dançar Samba/Pagode de moda com 13 anos.Daí não parou mais. Chegou a fazer parte do grupo de bailarinas do ex-integrante do É o tchan Renatinho da Bahia.

Já foi dançarina de funk dos Mcs Koringa e Marcinho.

Julie Pinho tem 26 anos, é paulista mas mora atualmente no Rio de Janeiro. Participou do concurso para nova dançarina do É o Tchan e venceu no programa do Gugu no dia 8 de agosto de 2010. A musa preencheu a vaga de uma das " Morenas do Tchan " , substituindo Aline Rosado , fazendo parte do grupo com mais 5 integrantes na versão É o tchan 2.6 juntamente com a volta de Cumpadre Washington e Beto Jamaica.

Ana Paula AssisEditar

Joyce MattosEditar

Entre tantas entradas e saídas de dançarinas, eis que surgia a novidade, que chegou para ficar e fazer a diferença no grupo! Joyce Mattos reúne todas as qualidades que os fãs mais fiéis da banda gostam: beleza, carisma e o inconfundível gingado baiano, que nos remete ao início dos trabalhos, onde tínhamos como representantes Carla Perez e Débora Brasil! Joyce integra o grupo É o Tchan desde o ano de 2011, passou por diversas fases e formações, amadureceu profissionalmente, atualmente é responsável por algumas das coreografias do grupo. A mesma se firmou no grupo É o Tchan após o ciclo conhecido como '2.6' (onde os integrantes eram composto por dois cantores e 6 dançarinas) se encerrar, ocupando a vaga de morena no lugar das ex-dançarinas Juliane Almeida (2005 - 2011), Julie Pinho e Ju Chocolate (2010 - 2011).

VocalistasEditar

Beto JamaicaEditar

 Ver artigo principal: Beto Jamaica

Roberto Pereira dos Santos, mais conhecido como Beto Jamaica, é o antigo vocalista do grupo de pagode É o Tchan!. Beto Jamaica é conhecido pelas suas características especiais e habilidades vocais ímpares com que interpreta as letras das músicas do grupo em meados da década de 1990. Diversos artistas, como por exemplo, o grupo Olodum, gravaram suas obras.

Compadre WashingtonEditar

Compadre Washington, nome artístico de Washington Luiz Silva Santos, é um cantor e compositor brasileiro que alcançou a fama como integrante do grupo de pagode É o Tchan!, grupo através do qual conquistou cinco discos de diamante e sete de platina.[5]

Renatinho da BahiaEditar

Entrou no grupo no ano 2000 quando foi escolhido o novo vocalista do grupo, através de concurso no Domingão do Faustão, em que assumiu o posto de Beto Jamaica. Renatinho seguiu carreira solo em 2006 e, em 2012, ele participou no programa Cante se Puder, do SBT.

Tony SallesEditar

Ele começou no Grupo Cafuné em 1999. Após a saída do grupo (talvez a extinção da banda), entrou em 2002 no lugar do Compadre Washington. É o Tchan manteve o sucesso com a música "Fissura", primeira música do grupo na voz de Tony. Após a saída do grupo, em 2006, resolveu seguir carreira com a sua banda Raghatoni. No ano de 2014, substituiu o cantor Léo Santana no grupo Parangolé. Em fevereiro de 2017, foi confirmado como participante do reality show Dancing Brasil, exibido pela RecordTV.[6]

Johny LopesEditar

(2007 a 2008)

Jack FiaesEditar

(2007 a 2008)

Kléber MenezesEditar

(2009 a 2010)

Formação atualEditar

O jornal Diário de S. Paulo declarou que as ex-dançarinas Scheila Carvalho, Carla Perez e Débora Brasil estariam de volta em 2013 para a gravação de um DVD comemorativo aos 20 anos do grupo.[7] Entretanto, o grupo desmentiu a volta de integrantes, mas declarou a intenção de gravar um DVD e realizar uma turnê.[8]

DiscografiaEditar

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar