Company Man

filme de 2000 dirigido por Peter Askin e Douglas McGrath

Company Man (Brasil: Um Agente como a Gente ) é um filme de comédia de espionagem de 2000 escrito e dirigido por Peter Askin e Douglas McGrath. Estrelado por Douglas McGrath, Sigourney Weaver, John Turturro, Ryan Phillippe, Alan Cumming, Anthony LaPaglia, com Woody Allen e Denis Leary fazen aparições sem créditos. Bill Murray teve uma aparição no filme, mas sua cena foi cortada.

Company Man
Um Agente como a Gente (BRA)
Pôster promocional
 França  Reino Unido  Estados Unidos
2000 •  cor •  82 min 
Direção Peter Askin
Douglas McGrath
Produção Guy East
John Penotti
Rick Leed
James W. Skotchdopole
Roteiro Peter Askin
Douglas McGrath
Elenco Alan Cumming
Anthony LaPaglia
Denis Leary
Douglas McGrath
John Turturro
Sigourney Weaver
Gênero comédia
espionagem
Música David Lawrence
Cinematografia Russell Boyd
Edição Camilla Toniolo
Companhia(s) produtora(s) Intermedia Films
Distribuição UGC-Fox Distribution (UFD) (França)
Paramount Classics (Estados Unidos)
Pathé (Reino Unido)
Lançamento França 3 de maio de 2000
Estados Unidos 9 de março de 2001
Idioma inglês
Orçamento US$16 milhões
Receita US$146,193

Foi lançado diretamente em vídeo no Brasil.

SinopseEditar

Em 1960, Alan Quimp é um professor de Inglês gramatical e casado com a mulher muito exigente Daisy Quimp. A fim de evitar a zombaria constante na família de Daisy, Alan diz que ele é um agente secreto da CIA. Daisy diz a toda a gente, a CIA reconhece a mentira, mas devido a uma coincidência, Alan acaba ajudando as escondidas a bailarina russa profissional Petrov, que queria deixar a Rússia. A CIA decide contratar Alan como um agente, para obter os créditos de trazer Petrov para EUA, e logo decide mandá-lo para um lugar muito calmo, Cuba.

ElencoEditar

RecepçãoEditar

O filme arrecadou um muito pobre $146,193 em um orçamento de $16 milhões.[1]

Company Man recebeu geralmente críticas negativas, que detém atualmente uma classificação de 14% em Rotten Tomatoes, os estados de consenso: "Um filme chato e mal concebido com grandes estrelas."[2]

Em Metacritic, o filme tem uma classificação 18/100, indicando "antipatia esmagadora".[3]

Referências

  1. «Company Man» (em inglês). no Box Office Mojo 
  2. «Company Man» (em inglês)  no Rotten Tomatoes
  3. «Company Man» (em inglês). no Metacritic 

Ligações externasEditar