Abrir menu principal

Composto inorgânico

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, e ainda pode necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.

Um composto inorgânico é a substância na qual os átomos de dois ou mais elementos são combinados. Alguns compostos são chamados de inorgânicos porque vêm de minerais e não de coisas vivas ou inorgânicas.[1]

Compostos que contém carbono quase sempre são compostos orgânicos, mas tem exceções como o dióxido de carbono que são inorgânicos.

Compostos inorgânicos contêm metais ou hidrogênio combinado com um não metal ou um grupo de não metais.

Podem ser compostos iônicos (ex. NaCl) ou ainda covalentes (ex. silicatos), mas não é raro observar mais de um tipo de ligação em compostos inorgânicos. Os compostos de coordenação também pertencem a esta categoria de compostos e formam ligações de coordenação que tem caráter iônico ou covalente.

Os compostos inorgânicos são constituintes químicos de uma célula, e são constituídos basicamente por água e sais minerais.

ArEditar

  • É a substância que está presente em toda atmosfera terrestre.
  • Participando na respiração dos seres vivos.
  • Cuja temperatura, peso, e pressão são variáveis.
  • É composto principalmente por 70% de nitrogênio e 21% de oxigênio e entre outros gases.

ÁguaEditar

  • É a substância mais abundante na natureza e nos seres vivos.[1]
  • Participa em todos os processos vitais, toma parte nas reações celulares, serve como solvente e como veículo de transporte de materiais no interior dos organismos vivos. Na espécie humana encontra-se na proporção de 73%.
  • Atua na manutenção do equilíbrio osmótico dos organismos em relação ao meio ambiente.
  • A proporção da água é variável com a espécie, com o tecido, com a idade e com o metabolismo. Quanto menor a quantidade de água, mais rígido é o tecido; os embriões e as crianças têm mais água nos tecidos que os adultos; os tecidos de maior actividade metabólica têm mais água na sua composição.
  • Age como regulador térmico, devido ao seu elevado calor especifico, não permitindo bruscas variações de temperatura(homeostase).
  • Intervém em reações de hidrólise.
  • Atua como meio de difusão de muitas substâncias.

Sais MineraisEditar

 Ver artigo principal: Sais Minerais
  • São substâncias importantes para os seres vivos, podendo aparecer no organismo dissociados no protoplasma, regulando a pressão osmótica e atuando na manutenção do PH das células. Os iões, provenientes dos sais minerais, possuem várias funções no organismo vivo: formam o esqueleto de muitos animais.
  • Atuam no equilíbrio da água no organismo, na transmissão do impulso nervoso, no transporte de gases (oxigênio e dióxido de carbono), na fotossíntese, no funcionamento de enzimas, etc.[1]
  • Tem função plástica e reguladora, os sais minerais mais importantes são:
  •  Sódio → Atua junto com o Potássio na condução nervosa, na contração muscular e equilíbrio de fluidos no organismo
  •  Potássio → Atua junto com o Sódio na condução nervosa, na contração muscular e equilíbrio de fluidos no organismo
  •  Cloro → Junto com o Sódio e o Potássio mantém o controle osmótico (de água)
  •  Cálcio → Composição de ossos e dentes, contração muscular e coagulação sanguínea
  •  FerroHemoglobina e Mioglobina (transporte de oxigênio pelo sistema circulatório)
  •  Magnésio → Participa da composição da clorofila e da estrutura de ribossomos e ossos
  •  Fosfato → Composição óssea (Fosfato de Cálcio e Magnésio) e molécula de ATP (Adenosina trifosfato) / Fosfolipídio→ Participa da estrutura da membrana celular, do DNA e RNA
  •  Iodo → Participa da estrutura dos hormônios T3 (Triodotironina) e T4 (tetraiodotironina) da Glândula Tireóide que estimula o metabolismo basal (quantidade total de energia gasta para a manutenção da atvidade vital)
  •  Flúor → Estimula a mineralização do esmalte dentário (flúor e fluoreto), previne dilatação das veias, causa problemas na vesícula além de paralisia.

Ver tambémEditar

BibliografiaEditar

  • Peter W. Atkins, Loretta Jones. Principios de Química : Questionando a Vida Moderna e o Meio Ambiente Bookman. ISBN 8-540-70054-9

Referências

  A Wikipédia possui o:
Portal de Química
  Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.