Abrir menu principal

Comunidade de Inteligência dos Estados Unidos

Selo da Comunidade de Inteligência dos Estados Unidos

Comunidade de Inteligência dos Estados Unidos (CI) é uma federação de 17 agências governamentais independentes dos Estados Unidos que trabalham separadamente e em conjunto para realizar atividades de inteligência consideradas necessárias para a condução das relações externas e da segurança nacional do país. As organizações membros da CI incluem agências de inteligência, inteligência militar e inteligência civil e escritórios de análise dentro dos departamentos executivos federais. A Comunidade de Inteligência é chefiada pelo Diretor Nacional de Inteligência (DNI), que se reporta ao Presidente dos Estados Unidos.

Entre as suas variadas responsabilidades, os membros da Comunidade recolhem e produzem inteligência externa e interna, contribuem para o planejamento militar e realizam espionagem. A CI foi criada pela Ordem Executiva 12333, assinada em 4 de dezembro de 1981, pelo presidente Ronald Reagan.[1]

O The Washington Post relatou em 2010 que havia 1.271 organizações governamentais e 1.931 empresas privadas em 10 mil locais nos Estados Unidos, que estão trabalhando no combate ao terrorismo, segurança interna e inteligência, e que a CI como um todo inclui 854 mil pessoas.[2] De acordo com um estudo de 2008 pelo Escritório do Diretor de Inteligência Nacional, trabalhadores privados compõem 29% da força de trabalho da Comunidade e custam o equivalente a 49% de seus orçamentos de pessoal.[3]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Executive Order 12333». Cia.gov. Consultado em 23 de janeiro de 2013 
  2. Dana Priest and William M Arkin (19 de julho de 2010). «A hidden world, growing beyond control». The Washington Post 
  3. Priest, Dana (2011). Top Secret America: The Rise of the New American Security State. [S.l.]: Little, Brown and Company. p. 320. ISBN 0-316-18221-4 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre os Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.