Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Concentração (desambiguação).


Em Química, concentração é um indicativo de composição de uma mistura, geralmente expressa como sendo a razão entre a quantidade de uma substância, o soluto, dissolvido num solvente e o volume da solução.[1] A descrição matemática pode ser feita em quatro classificações: concentração em massa, concentração em quantidade de matéria, concentração em volume e concentração em número de entidades.[2] O termo concentração pode ser aplicado para quaisquer misturas, sendo empregado comumente para se referir à solução.

DefiniçõesEditar

Para que seja considerada uma solução é necessário que o solvente, geralmente um líquido, separe as partículas de soluto, tal processo é chamado de dissolução. A partir disto, falamos em concentração, quanto mais partículas de soluto são envolvidas pelo solvente por unidade (mL, L, g, kg), mais concentrada é a solução e quanto menos partículas de soluto estão dissolvidas pelo solvente, menos concentrada é a solução.[1]

Geralmente a concentração é medida em moles por decímetro cúbico ou moles por litro.[1]

Concentração comum de uma solução (C)Editar

A concentração comum de uma solução é dada pela razão entre a massa do soluto, m, em gramas (g) e o volume, (v), da solução em litros (L). A unidade usual é g/L, a do Sistema Internacional (SI) é kg/m3:

 

Pode ainda ser expressa pelas verdadeira unidades físicas g/ml, g/cm3, kg/L, etc. Em algumas atividades, como análises clínicas, são usadas variações como g/100ml, g/100cm3 ou g/dL ou ainda mg/mL.

 
Exemplo de concentração dum soluto: quanto menos soluto, mais diluído; mais soluto, maior a concentração.

Exemplo:

Num recipiente de volume máximo 2 L foram adicionadas 3 colheres de chá com 2 g de sal de cozinha (NaCl) cada uma. Após este procedimento adiciona-se uma quantidade de água destilada para encher todo o recipiente, o cálculo é feito seguindo o raciocínio:

 
 
 
ou seja, em cada litro dessa solução aquosa há 3 g de NaCl.

De notar que o volume de água é inferior à capacidade máxima, pois existem 2 L de solução, inclui os dois componentes. A densidade da solução é diferente da água pura.

Tipos de concentraçãoEditar

 Ver artigo principal: Solubilidade

Uma solução pode ser insaturada, saturada ou super saturada. Diz que é insaturada aquela em que é possível dissolver mais soluto. Saturada se atingir o valor máximo de soluto que o solvente consegue dissolver. Super saturada se passou do limite máximo que é possível dissolver.[3]

Concentração molar de uma solução ou molaridadeEditar

 Ver artigo principal: Concentração molar

É dada pela razão entre a quantidade de matéria, n, do soluto em mol (mol) e o volume, v, da solução em litros (L). A unidade usual é mol/L ou M (lê-se "molar"), a do SI é mol/m3:

 

Exemplo:

Adiciona-se 3 mol de NaCl em um recipiente de 10 litros. Logo, a concentração molar é
 
 
   

Note que a concentração molar ou molaridade representa-se pela letra " M" mas geralmente usa-se o "CM" que significa também concentração molar.


Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c Morgan, Nina (1996). A Química. [S.l.]: Círculo de Leitores. p. 24. ISBN 972-42-1360-9 
  2. IUPAC, Compêndio de Terminologia Química, 2ª ed. ("Gold Book"). Compilado por A. D. McNaught e A. Wilkinson. Blackwell Scientific Publications, Oxford (1997). Versão online: "concentração"  (2006–) criado por M. Nic, J. Jirat, B. Kosata; atualizações compiladas por A. Jenkins. ISBN 0-9678550-9-8.
  3. «Solubilidade e Saturação». Mundo Educação