Abrir menu principal

Wikipédia β

Conde de Alvelos

Conde de Alvelos é um título nobiliárquico criado por D. Miguel I de Portugal no exílio, por Carta de 19 de Setembro de 1853, a favor de José de Magalhães e Meneses de Vilas-Boas e Sampaio Barbosa.[1] O seu filho primogénito, Fernando de Magalhães e Menezes nunca usou o título, que, após a morte deste, foi reconhecido no seu irmão Francisco Perfeito de Magalhães e Meneses, que alegou que o seu irmão mais velho e os filhos deste serviram o exército dos monarcas constitucionais.

Titulares
  1. José de Magalhães e Meneses de Vilas-Boas e Sampaio Barbosa, 1.º Conde de Alvelos;
  2. Francisco Perfeito de Magalhães e Meneses, 2.º Conde de Alvelos;
  3. Francisco Perfeito de Magalhães e Meneses de Vilas-Boas, 3.º Conde de Alvelos;
  4. José Perfeito de Magalhães e Meneses de Vilas-Boas, 4.º Conde de Alvelos;
  5. Duarte Miguel de Magalhães e Meneses de Vilas-Boas, 5.º Conde de Alvelos;
  6. Manuel Mouzinho de Albuquerque Mascarenhas Gaivão, 6.º Conde de Alvelos.

Referências

  1. "Nobreza de Portugal e do Brasil", Direcção de Afonso Eduardo Martins Zuquete, Editorial Enciclopédia, 2.ª Edição, Lisboa, 1989, Volume Terceiro, p. 741