Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Janeiro de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Armas de Ataíde chefe, in Livro do Armeiro-Mor (fl 49v) (1509). Armas dos Ataídes condes de Atouguia

O título de Conde de Atouguia foi um título nobiliárquico de Portugal. Foi criado em 17 de Dezembro de 1448 por D. Afonso V a favor de D. Álvaro Gonçalves de Ataíde (c. 1390 - 1452), pelos serviços militares prestados. O título esteve sempre associado à família Ataíde.

Jerónimo de Ataíde, 11.º Conde de Atouguia, bisneto do 2.º Marquês de Távora e casado com uma filha do 4.º Marquês de Távora, foi envolvido no processo dos Távora. Considerado culpado foi preso, executado, os seus bens confiscados e a sua Casa e títulos extinta. Posteriormente, a rainha D. Maria I e o rei D. Pedro III exoneraram toda a família de quaisquer culpas, à excepção do Duque de Aveiro. O título não voltou, no entanto, a ser renovado, encontrando-se a sua representação nos Marqueses da Ribeira Grande.

Anselmo Braamcamp Freire, na sua obra Brasões da Sala de Sintra, dedica o capítulo IV do Vol. I aos Ataíde, incluindo os condes de Atouguia.[1]

Índice

Condes de Atouguia (1448)Editar

TitularesEditar

  1. Álvaro Gonçalves de Ataíde (c.1390-1452), conde por carta de 17 de dezembro de 1448.
  2. Martinho de Ataíde (c.1410-1480), filho do anterior, conde por carta de 14 de fevereiro de 1452
  3. Luís de Ataíde (1517-1580) bisneto do anterior, conde por carta de 4 de setembro de 1577, 10º Vice-Rei da India
  4. João Gonçalves de Ataíde (c.1560-1628), 2º primo do anterior
  5. Luís de Ataíde, (c.1570-1639), casado com Dona Filipa de Vilhena, Marquesa de Atouguia.
  6. Jerónimo de Ataíde, 6.º Conde de Atouguia (1610 — 16 de Agosto de 1665), filho do anterior, uma das grandes figuras da Restauração da Independência de Portugal.
  7. Manuel Luís de Ataíde (c.1640-1665), filho mais velho do anterior
  8. Luís Peregrino de Ataíde, meio-irmão do anterior
  9. Jerónimo Casimiro de Ataíde (? — 30 de Novembro de 1720), filho do anterior. Casado com Mariana Teresa de Távora, filha do 2.º Marquês de Távora
  10. Luís Peregrino de Ataíde (16 de Outubro de 17001758), filho do anterior. 6º Vice-rei do Brasil
  11. Jerónimo de Ataíde (14 de Julho de 172113 de Janeiro de 1759), filho do anterior. Casado com Mariana Bernarda de Távora, filha do 4.º Marquês de Távora. Executado

ArmasEditar

As armas dos Ataíde condes de Atouguia eram: de azul, com quatro bandas de prata. Timbre: uma onça azul, bandada de prata.

Estas armas encontram-se no Livro do Armeiro-Mor (fl 49v), no Livro da Nobreza e Perfeiçam das Armas (fl 9v), no Thesouro de Nobreza (fl 25r), etc. Encontram-se também na Sala de Sintra.

Ver tambémEditar

Condados do século XVEditar

NotasEditar

  1. FREIRE, Anselmo Braamcamp: Brasões da Sala de Sintra. Vol. I, p. 73-84

BibliografiaEditar

  • Livro do Armeiro-Mor (1509). 2.ª edição. Prefácio de Joaquim Veríssimo Serrão; Apresentação de Vasco Graça Moura; Introdução, Breve História, Descrição e Análise de José Calvão Borges. Academia Portuguesa da História/Edições Inapa, 2007
  • Livro da Nobreza e Perfeiçam das Armas (António Godinho, Séc. XVI). Fac-simile do MS. 164 da Casa Forte do Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Introdução e Notas de Martim Albuquerque e João Paulo de Abreu e Lima. Edições Inapa, 1987
  • Nobreza de Portugal e do Brasil. Vol. II, p. 331-337. Zairol, 1989
  • FREIRE, Anselmo Braamcamp: Brasões da Sala de Sintra. 3 Vols. 3ª Edição, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1996
  Este artigo sobre Genealogia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.