Abrir menu principal

O primeiro a usar o título de Conde de Oriola foi D. Luís Lobo, 7.º barão de Alvito, por concessão de D. João IV, Rei de Portugal, por carta de 16 de setembro de 1653.

O título extinguiu-se em Portugal com a morte do 7.º conde, que se naturalizou alemão em 1822 e no reino da Prússia viu nessa data reconhecido, para si e para todos os seus descendentes, o título de Graf/Grafin von Oriola.

Condes de OriolaEditar

  1. Luís Lobo (?-1607), 7.º barão de Alvito
  2. João Lobo da Silveira (c. 1620-1658), 8.º barão de Alvito
  3. José António Francisco Lobo da Silveira Quaresma (1698-1773), 10.º barão e 1.º marquês de Alvito (primo da predecessoa ao ser filho de um 2.º casamento de D. Vasco Lobo)
  4. Vasco José Lobo (1726-1747), 11.º barão de Alvito
  5. Fernando José Lobo da Silveira Quaresma (1727-1778), 12.º barão, 1.º conde e 2.º marquês de Alvito
  6. José António Plácido Lobo da Silveira Quaresma (1769-1844), 13.º barão, 2.º conde e 3.º marquês de Alvito
  7. Fernando Cândido Lobo da Silveira Quaresma (1793-1818), 14.º barão, 3.º conde de Alvito e 9.º conde de Oriola
  Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.