Abrir menu principal

Na lógica, os termos necessidade e suficiência são usados para descrever uma condicional material ou uma relação de implicação entre proposições. Por exemplo, na condicional "se P, logo Q", diz-se que Q é necessário para P porque P não pode ser verdade se Q não for. Semelhantemente, dizemos que "P é suficiente para Q", porque P ser verdade sempre implica que Q também é, mas P não ser verdade não significa que Q não é.[1] A asserção de que uma proposição é uma condição tanto necessária como suficiente de outra significa que aquela é verdadeira se e somente se esta também for, isto é, ou ambas são verdadeiras, ou ambas são falsas.[2]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Bloch, Ethan D. (2011). Proofs and Fundamentals: A First Course in Abstract Mathematics. [S.l.]: Springer. pp. 8–9. ISBN 978-1-4419-7126-5 
  2. Betz, Frederick (2011). Managing Science: Methodology and Organization of Research. Nova Iorque: Springer. p. 247. ISBN 978-1-4419-7487-7 
  Este artigo sobre lógica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.