Abrir menu principal

Congregação Espírita Umbandista do Brasil

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Congregação Espírita Umbandista do Brasil (CEUB) é uma entidade de cunho religioso, cultural e beneficente, destinada à difusão da Umbanda e dos cultos afro-brasileiros, com sede na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil.[1]

Localiza-se atualmente à Rua Sampaio Ferraz, 29, Estácio, no Rio de Janeiro, sob a direção de Fátima Damas.[1]


HistóriaEditar

A entidade descende da antiga Confederação Espírita Umbandista do Brasil, existente de 1950 até 1967, e criada por Tancredo da Silva Pinto.

Após a instauração do Regime Militar no país, a partir de 1964, Tancredo, insatisfeito, desligou-se, vindo a constituir com outros companheiros, em 20 de Janeiro de 1968, a CEUB. Após sua morte, Martinho Mendes Ferreira assumiu a instituição, sendo sucedido por Fátima Damas antes de falecer.

Na década de 2010, além de celebrações e eventos, a CEUB foi responsável ainda por alguns projetos de destaque, como por exemplo:

  • O Projeto Zélio Fernandino de Moraes – Museu e Centro Cultural de Umbanda, junto à Secretaria Municipal de Cultura do estado do Rio de Janeiro.

Referências

  1. a b Por Isabela Vieira (28 de dezembro de 2012). «Seguidores de religiões africanas celebram Iemanjá neste sábado». Consultado em 9 de novembro de 2018 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre umbanda é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.