Consoante complexa

Consoantes co-articuladas ou consoantes complexas são consoantes produzidas com dois lugares simultâneos de articulação. Elas podem ser divididas em duas classes: consoantes duplamente articuladas com dois lugares primários de articulação da mesma maneira (ambas paradas, ou ambas nasais, etc.), e consoantes com articulação secundária, ou seja, uma segunda articulação não da mesma maneira.[1]

ClassesEditar

Consoante duplamente articuladaEditar

Um exemplo de consoante duplamente articulada é a parada velar labial surda [k͡p], que é pronunciada simultaneamente no velum (a [k]) e nos lábios (a [p]).[1]

Em praticamente todas as línguas do mundo que têm consoantes duplamente articuladas, são cliques ou velares labiais.[1]

Consoantes com articulação secundáriaEditar

Um exemplo de consoante com articulação secundária é a oclusiva velar labializada surda [kʷ] que possui apenas uma articulação oclusiva, velar [k], com arredondamento simultâneo tipo uma aproximante com os lábios.[1]

Existe um grande número de articulações secundárias comuns. Os mais frequentemente encontrados são labialização (como [kʷ]), palatalização (como as consoantes russas "suaves" como [pʲ]), velarização (como l ''escuro'' do inglês [lˠ]) e faringealização (como as consoantes enfáticas do árabe como [tˤ]).[1]

Distinção entre as duas classesEditar

Como se poderia esperar da natureza semelhante à aproximada da articulação secundária, nem sempre é fácil dizer se uma consoante aproximada co-articulada como /w/ é duplamente ou secundariamente articulada. Em alguns dialetos do inglês, por exemplo, /w/ é um velar labializado que poderia ser transcrito como [ɰʷ], mas o /w/ japonês é mais próximo de um verdadeiro velar labial, [ɰ͡β̞]. É comum restringir a letra ⟨w⟩ para o primeiro fonema.[1]

Fones similaresEditar

A glote controla a fonação e funciona simultaneamente com muitas consoantes. Normalmente não é considerada um articulador, e um ejetivo como [kʼ], com fechamento simultâneo do véu e da glote, normalmente não é considerado uma consoante co-articulada.[1]

ReferênciasEditar

  1. a b c d e f g Ladefoged; Johnson, Peter; Keith (2010). A Course in Phonetics. [S.l.: s.n.]